domingo, 27 de novembro de 2016

Subsidio juniores bem aventurado os perseguidos n.10


 N.10.

(1) Mateus 5.verso 10
                                       Professor Mauricio Berwald

10. Felizes os que sofrem perseguição Os discípulos de Cristo têm muito grande necessidade desta instrução; e quanto mais difícil e desagradável é para a carne de admiti-lo, o mais intensamente devemos nos tornar o tema da nossa meditação. Nós não podemos ser soldados de Cristo (369) em qualquer outra condição, do que ter a maior parte do mundo em ascensão no hostilidade contra nós, e perseguindo-nos até a morte. O estado da questão é esta. Satanás, o príncipe do mundo, nunca deixará de preencher seus seguidores com raiva, para continuar as hostilidades contra os membros de Cristo. É, sem dúvida, monstruoso e não natural, que os homens, que estudam a viver uma vida justa, deve ser atacados e atormentados de uma forma que eles não merecem. E assim Pedro diz:

"Quem é aquele que vos fará mal,
se fordes zelosos do que é bom?"
( 1 Pedro 3:13 ).

No entanto, em consequência da maldade desenfreada do mundo, isso também acontece com frequência, que os homens bons, por meio de um zelo da justiça, despertar contra eles os ressentimentos dos ímpios. Acima de tudo, ele é, como podemos dizer, o lote comum dos cristãos ser odiado pela maioria dos homens; porque a carne não pode suportar a doutrina do Evangelho; ninguém pode resistir para ter seus vícios reprovadas.

Que sofrem por causa da justiça Esta é descritivo dos que inflamar o ódio, e provocar a raiva, de homens ímpios contra eles, pois, através de um sincero desejo de fazer o que é bom e certo, eles se opõem causas ruins e defender bons, na medida em que se encontra ao seu alcance. Agora, a este respeito, a verdade de Deus detém justamente o primeiro posto. Assim, por esta marca de Cristo distingue seus próprios mártires de criminosos e malfeitores.

Volto agora ao que eu disse um pouco antes, que, como, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus "(Paulo nos informa), serão perseguidos" ( 2 Timóteo 3:12 ), essa admoestação tem uma referência geral a todos os piedosos. Mas se, a qualquer momento, o Senhor poupa nossa fraqueza, e não permite que o ímpio atormentar-nos como eles desejariam, ainda, durante a temporada de repouso e de lazer, é apropriado para nós para meditar sobre esta doutrina, que nós podem estar prontos, sempre que seja necessário, para entrar no campo, e não pode exercer o concurso até que foram bem preparado. Como a condição dos homens piedosos, durante todo o curso da vida, é muito miserável, Cristo chama-los adequadamente para a esperança da vida celeste. E aqui reside a principal diferença entre o paradoxo de Cristo e os delírios dos estóicos, que ordenou que todo homem deve ser satisfeito em sua própria mente, e deve ser o autor de sua própria felicidade: enquanto Cristo não suspende a nossa felicidade em uma vã imaginação , mas descansa-lo na esperança de uma recompensa futura.(notas comentário de Calvino).

(2)Mateus 5.verso 10

Bem-aventurados os que são perseguidos, ... Não por qualquer crime que fizeram, por injustiça e iniqüidade, como assassinos, ladrões e malfeitores, mas

Por causa da justiça e da piedade, que traz sobre eles o ódio e a inimizade dos homens do mundo; porque os santos, vivendo com retidão, se separam deles, e professam não pertencer a eles; Sua vida religiosa marca uma marca e distingue outras pessoas; Sim, repreende e condena suas vidas e práticas perversas; E isto os enche de ira contra eles, e os põe em persegui-los; ou por "justiça" pode ser entendida, causa justa, a causa de Cristo e seu Evangelho; Por fazer uma profissão de Cristo, mostrando uma preocupação por seu interesse, e por se envolver em uma vindicação de sua pessoa e verdades, os santos se expõem à raiva e perseguição dos homens e, particularmente, eles são perseguidos por pregar, manter ou Abraçando, a doutrina da justificação pela justiça de Cristo; Porque não é do homem, nem agradável à razão carnal do homem; É oposto ao caminho da justificação, que os homens naturalmente recebem; Exclui a vanglória, e é contrária aos seus princípios carnal e egoísta: a perseguição é verbal com a língua, por mockings cruéis e linguagem de reprovação; Ou real, por atos, tais como confisco de bens, banimento, prisão de corpo e inúmeras sortes de morte: este último parece aqui mais especialmente concebido, e ambos são expressos no verso seguinte; E ainda os santos, embora assim usado, ou antes abusado, são felizes;

Porque deles é o reino dos céus: a mesma bem-aventurança é predita deles como dos pobres em espírito, ver. 3.(comentário Jhon Gil, do novo testamento).



Nenhum comentário:

Postar um comentário