terça-feira, 30 de agosto de 2016

Lição BETEL a autoridade de Jesus n.10



  Escola dominical Betel Conteúdo da Lição 10
  Revista da Betel 



4 de setembro de 2016 

Texto Áureo

“Porquanto os ensinava como tendo autoridade, e não como os escribas.” Mateus 7.29 

Verdade Aplicada

Ninguém jamais falou e agiu com a autoridade de Jesus e é por isso que Sua influência cresce no mundo.


Textos de Referência. 

Mateus 8.2-3; 8-9
2 E eis que veio um leproso e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo.
3 E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra.
8 E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.
9 Pois também eu sou homem sob autoridade e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu criado: faze isto, e ele o faz.


Introdução

A autoridade de Jesus é um assunto presente não só no evangelho de Mateus, mas em todos os evangelhos, pois esta é a base para que se possa respeitá-Lo como legítimo Filho de Deus e Salvador. 

1. Diferentes tipos de autoridade.

No ministério terreno de Jesus, notamos três diferentes tipos de autoridade: autoridade para ensinar, para curar e para perdoar pecados.


1.1. Autoridade para ensinar.

Ao término do Sermão do Monte, as multidões estavam maravilhadas da Sua doutrina (Mt 7.28-29). Na verdade, a exposição de vários assuntos não era novidade para os ouvintes, porém a forma convicta, categórica e ungida fazia toda a diferença. Além disso, há outra característica no Senhor Jesus que também lhe conferia autoridade: a Sua conduta exemplar (Jo 8.46). As Suas palavras eram tão cheias de autoridade e sabedoria que até os oponentes também se maravilhavam (Jo 7.46). Devemos entender que não era apenas eloquência, mas, sobretudo o exemplo de Jesus. Ora, se alguém ensina, deve antes praticar aquilo que se ensina, o contrário disso é hipocrisia, que o Mestre condena. 

1.2. Autoridade para curar.

Fatos interessantes envolvendo curas são apresentados para mostrar a autoridade de Jesus sobre as enfermidades como cumprimento profético: a cura de um leproso que se prostra diante dEle (Mt 8.2-4); a cura do criado do centurião que jazia violentamente enfermo em casa (Mt 8.5-10); a cura da sogra de Pedro que estava acamada com febre (Mt 8.14-15); a libertação de endemoninhados, que naquela época era vista como enfermidade (Mt 8.16). Veja que a narrativa de Mateus procura intencionalmente nos mostrar a autoridade de Jesus nestes aspectos para aumentar a nossa fé. 

1.3. Autoridade para curar.

Ao trazer a Jesus um paralítico, estava claro que queriam que o homem fosse curado de sua paralisia (Mt 9.1-6). Ele, porém, carinhosamente, diz ao paralítico: “Filho, tem bom ânimo, perdoados são os teus pecados” (Mt 9.2). Esse procedimento gerou murmúrios entre os escribas, afinal quem pode pecados senão Deus?! Este era o pensamento deles. Ele então argui: “O que é mais fácil dizer: perdoados são os teus pecados, ou dizer: Levanta-te e anda?” (Mt 9.5. Notemos que Mateus não economiza nem palavra e nem ênfase: “Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados (disse então ao paralítico): Levanta-te, toma a tua cama e vai para tua casa” (Mt 9.6). 

2. O que Lhe conferia autoridade.

A forma como Jesus ensinava, curava e libertava vidas demonstrava claramente uma autoridade. Mas o que ou quem lhe conferia tal autoridade, tal direito e tal poder? 

2.1. As Escrituras Sagradas.

A autoridade do Senhor Jesus Cristo repousa sobre uma sólida base escriturística. Isso significa que várias profecias anteviram e legitimaram a autoridade do Messias que haveria de vir, por isso foram usadas para demonstrá-la. Tomemos por base as citações feitas por Mateus: Sua autoridade vem do fato de ser Filho de Deus através de uma virgem (Mt 1.22-23); Sua autoridade como Rei de Israel (Mt 2.6); Sua autoridade curadora e libertadora (Mt 4.14-15); Jesus como autoridade nomeada e escolhida pelo Pai Celestial (Mt 12.17-21); a realeza humilde de Jesus (Mt 21.4-5). A partir das Escrituras é demonstrado de modo inequívoco quem e o quê conferiu a Jesus Cristo tal autoridade, por isso devemos-lhe obediência. 

2.2. A Sua identidade de Filho de Deus.

Ser Filho de Deus significa que Cristo Jesus é da mesma natureza divina do Pai, quer ambos são eternos, porém distintos. A identidade de Filho de Deus é o aspecto principal que lhe confere autoridade para agir, falar e operar milagres em nome do Pai (Mt 16.16). Essas três coisas em verdade funcionaram ao mesmo tempo para comprovar a perfeita salvação alcançada pela fé nEle. Por ser filho de Deus, como cristãos e servos dEle, cremos que Ele nasceu de uma virgem, que Ele perdoa nossos pecados, que Ele cumpriu todas as profecias, que tem toda autoridade no céu e na terra e que Ele voltará para nos buscar (Mt 28.18). 

2.3. A Sua obediência.

Jesus Cristo veio submisso, como um servo exemplar, manso como um cordeiro, capaz de inspirar os corações a servirem a Deus. Ele não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate de muitos (Mt 20.28). Ele veio para levar as dores e os sofrimentos dos que creem (Mt 8.17). Ele teve que se submeter a Deus até a morte e sofrer a morte de cruz, o pior tipo de execução. Porém, foi exaltado incomparavelmente (Fp 2.5-11).


3. Demonstrações de autoridade.

O povo de Israel aguardava um Messias guerreiro, como Davi, que os libertasse do jugo de Roma. Eles esperavam que Jesus demonstrasse a Sua autoridade resolvendo seus problemas políticos e, assim, os pusesse na vanguarda. Porém, a Sua autoridade foi exercida contra o pecado, os demônios, as doenças e em favor dos homens. 

3.1. A tempestade no mar.

O evento em que Jesus cessa a tempestade revela a Sua autoridade sobre a natureza (Mt 8.23-27). Cansado de Seus afazeres, Jesus dorme profundamente no barco. Quando então se levanta uma enorme tempestade, Seus discípulos apavorados despertam-no pedindo socorro. Ele se levanta e repreende a tempestade, deixando Seus discípulos boquiabertos.


3.2. A libertação dos endemoninhados de Gadara. 
O acontecimento envolvendo a libertação de dois endemoninhados em Gadara revela a autoridade de Jesus sobre os demônios (Mt 8.28-34). Este foi um dia de desafios para o Mestre. Há pouco, Ele acalmara uma tempestades e depois enfrentaria a fúria de dois homens terrivelmente endemoninhados. Os demônios identificam a Jesus e reclamam por se sentirem atormentados antes do tempo do juízo final. A seguir, eles pedem permissão para que entrem nos porcos e o Senhor o consente, mas os porcos se precipitam no lago e se afogam, causando grande prejuízo aos porqueiros, que temeram. Contudo, eles pediram que Jesus se retirasse de seus termos. Com isso aprendemos que a libertação de vidas ou de um lugar pode trazer a ruína sobre uma economia estruturada na desobediência a Deus. 

3.3. A cura do paralítico.

Embora não se possa dizer que todas as deformidades físicas (Lc 13.10-13), as enfermidades e problemas psicológicos (Mt 17.14-21), são ação do demônio ou porque alguém pecou seriamente (Jo 5.13-14), ao analisarmos a Bíblia, verificamos que tudo é consequência do pecado original. No caso do paralítico (Mt 9.1-8), Jesus trata primeiro do perdão ao declarar: “perdoados te são os teus pecados”. Embora o perdão oferecido tenha gerado polêmica, o Senhor Jesus vai mais além, para provar que tem autoridade sobre a enfermidade e o pecado. A seguir, ordena que o homem pegue a sua cama e ande, o que causa grande espanto em todos que ali estavam. Jesus Cristo é o mesmo que cura e salva! Que verdade maravilhosa! 

Conclusão.

Nesta lição, tivemos uma rápida visão da autoridade do Senhor Jesus Cristo nos capítulos oito e nove do evangelho de Mateus. Também aprendemos que os milagres são testemunhos que ilustram esta verdade, para que se possa respeitá-Lo como legítimo Filho de Deus e Salvador.


Questionário.
  
1. No final do Sermão do Monte, por que as multidões estavam maravilhadas? 

2. Quais os três diferentes tipos de autoridade apresentados na lição? 
3. Qual aspecto principal conferia a Jesus autoridade para agir, falar e operar milagres em nome do Pai? 
4. Qual evento revela a autoridade de Jesus sobre a natu
reza? 

5. No caso do paralítico, o que Jesus tratou primeiro?

sábado, 27 de agosto de 2016

Subsidio CPAD jovens o reino do Messias n.10



   SUBSIDIO CPAD JOVENS N.10 O MESSIAS E SEU REINO



                                                         Introdução


                                          Escritor Mauricio Berwald

É uma boa transição na profecia (seja assim na retórica ou não), e um muito comum, a passar da previsão dos livramentos temporais da Igreja ao da grande salvação, que na plenitude dos tempos deve ser operada por Jesus Cristo, do qual o outro eram tipos e números, para o qual todos os profetas dão testemunho furo e assim os antigos judeus os entendia. Pois o que mais foi que levantou tão grande a expectativa do Messias, no momento que ele veio. Após a ocasião da profecia da libertação de Jerusalém a partir de Senaqueribe, aqui vem em uma profecia sobre o Messias, o Príncipe. I. A sua ascensão para fora da casa de Davi, Isaías 11: 1 . II. Suas qualificações para o seu grande compromisso, Isaías 11: 2,3 . III. A justiça e equidade de seu governo, Isaías 11: 3-5 . IV. O peaceableness do seu reino, Isaías 11: 6-9 . V. A adesão das nações a ele ( Isaías 11:10 ), e com eles o remanescente dos judeus, que devem ser unidos com eles no reino do Messias ( Isaías 11: 11-16 ), e de tudo isso Deus o faria agora logo dar-lhes um tipo, e alguma representação escuro, no excelente governo de Ezequias, o grande paz que o país deve aproveitar sob ele, após a ruína do projeto de Senaqueribe, eo retorno de muitos dos dez tribos fora da sua dispersão para seus irmãos da terra de Judá, quando eles se que grande tranquilidade.

 

versículos 1-9

Profecia do Messias O Governo do Messias.        BC 740.

1 E lá sairá um rebento do tronco de Jessé, e um renovo frutificará das suas raízes: 2 E o espírito do L ORD repousará sobre ele, o espírito de sabedoria e de entendimento, espírito de conselho e de pode, o espírito de conhecimento e de temor do L ORD 3, e deve fazê-lo rápido de entendimento no temor do L ORD ; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos : 4 Mas com justiça julgará os pobres, e decidirá com eqüidade em defesa dos mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará o ímpio. 5 A justiça será o cinto dos seus lombos, ea fidelidade o cinto dos seus rins. 6 O lobo habitará com o cordeiro, eo leopardo se deitará com o cabrito ea vitela eo leão novo eo animal cevado andarão juntos e um menino pequeno os conduzirá. 7 E a vaca ea ursa alimentar seus filhos se deitarão juntos, eo leão comerá palha como o boi. 8 E a criança de peito brincará sobre a toca da áspide, ea desmamada meterá a mão na cova do basilisco. 9 Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do L ORD , como as águas cobrem o mar.

 

O profeta tinha antes, neste sermão, falado de uma criança que deve ser nascido, um filho que deve ser dada, sobre cujos ombros o governo deve ser, pretendendo isso para o conforto das pessoas de Deus em momentos de dificuldade, como morte Jacob, muitos séculos antes, tinha a intenção a perspectiva de Shiloh para o conforto de sua semente em sua aflição no Egito. Ele havia dito ( Isaías 10:27 ), que o jugo deve ser destruído por causa da unção agora aqui ele nos diz sobre quem essa unção deve descansar. Ele foretels,

 

I. Que o Messias, no devido tempo, surgem fora da casa de Davi, como o ramo do Senhor, que ele tinha dito ( Isaías 4: 2 ) deve ser excelente e gloriosa a palavra é Netzer, que alguns pensam é referido no Mateus 02:23 , onde é dito ser dito pelos profetas do Messias que ele deve ser chamado Nazareno. Observe aqui, 1. de onde este ramo deve surgir-de Jesse. ele deve ser o filho de Davi, com quem o pacto de direitos autorais foi feita, ea quem foi prometido com juramento que do fruto de seus lombos Deus elevaria de Cristo, Atos 02:30 . David é muitas vezes chamado o filho de Jessé, e Cristo é chamado assim, porque ele era para ser não só o Filho de Davi, mas o próprio David, Oséias 3: 5 . 2. A mesquinhez de sua aparência. (1) Ele é chamado de haste, e uma filial tanto as palavras aqui usadas significam, um produto fraco, pequeno concurso, um galho e uma raminho (de modo algum torná-los), como é facilmente quebrada. Os inimigos da igreja de Deus foram pouco antes em comparação com galhos fortes e imponentes ( Isaías 10:33 ), que não irá, sem grande trabalho, ser cortada, mas Cristo a um ramo concurso ( Isaías 53: 2 ), mas ele será vitorioso sobre eles. (2.) Ele é dito para sair de Jesse em vez de David, porque Jesse viveu e morreu em maldade e obscuridade sua família era de pequena conta ( 1 Samuel 18:18 ), e foi de uma forma de desprezo e reprovação que David foi chamado às vezes o filho de Jessé, 1 Samuel 22: 7 . (3.) Ele vem para fora da haste, ou toco, de Jesse. Quando a família real, que tinha sido como um cedro, foi cortada e somente o tronco deixou, quase nivelado com o solo e perdeu na grama do campo ( Daniel 4:15 ), mas ainda assim deve brotar novamente ( Jó 14: 7 ) nay, ele deve crescer fora de suas raízes, que são bastante enterrados na terra, e, como as raízes de flores no inverno, não têm haste aparecendo acima do solo. A casa de Davi foi reduzida e muito abatidos no momento do nascimento de Cristo, testemunha a obscuridade e pobreza de José e Maria. O Messias foi, assim, para começar o seu estado de humilhação, para a apresentação à qual ele deve ser altamente exaltado, e, assim, dar aviso precoce que seu reino não era deste mundo. A paráfrase Caldeu lê este, Não sairá um rei dos filhos de Jessé, o Messias (ou Cristo) será ungido de filhos de seus filhos.

 

II. Que ele deveria ser todos os sentidos qualificou-se para a grande obra para a qual foi concebido, que este ramo do concurso deve ser tão revestida com o orvalho do céu como se tornar um forte haste para um cetro para governar, Isaías 11: 2 . 1. Em geral, o Espírito do Senhor repousará sobre ele. O Espírito Santo, em todos os seus dons e graças, deve não só vir, mas descansar e repousar sobre ele, ele terá o Espírito sem medida, mas sem medida, a plenitude da Divindade habitando nele, Colossenses 1: 19,2: 9 . Ele começou sua pregação com este ( Lucas 4:18 ), O Espírito do Senhor está sobre mim. 2. Em particular, o espírito do governo, pelo qual ele deve ser todos os sentidos montado para que o julgamento que o Pai se comprometeu a ele e lhe deu autoridade para executar ( João 5: 22,27 ), e não somente isso, mas deve ser feita a fonte e tesouraria de toda a graça para os crentes, que a partir de sua plenitude todos poderiam receber o Espírito da graça, como todos os membros do corpo derivam espíritos animais a partir da cabeça. (1) Ele deve ter o espírito de sabedoria e de entendimento, de conselho e de conhecimento que ele deve entender completamente o negócio que ele é para ser empregado em. Ninguém conhece o Pai senão o Filho, Mateus 11:27 . O que ele é dar a conhecer aos filhos dos homens a respeito de Deus, e sua mente e vontade, ele deve ser ele mesmo conhecer e informado sobre, João 1:18 . Ele deve saber como administrar os assuntos de seu reino espiritual em todos os ramos da mesma, de modo efetivamente para responder às duas grandes intenções dela, a glória de Deus eo bem-estar dos filhos dos homens. Os termos do pacto serão resolvidos por ele, e ordenanças instituído, no tocante à sabedoria: tesouros da sabedoria será escondido em que ele deve ser o nosso conselheiro, e deve ser feita de Deus para nós sabedoria. (2.) O espírito de coragem, ou força, ou fortaleza. O compromisso foi muito grande, abundância de dificuldade deve ser rompido, e, portanto, era necessário que ele deveria ser tão dotado que ele pode não falhar ou desanimar, Isaías 42: 4 . Ele era famoso por sua coragem em sua ensinando o caminho de Deus segundo a verdade, e não se importar com qualquer homem, Matthew 22:16 . (3.) O espírito da religião, ou o temor do Senhor não só ele deve-se ter um carinho reverente para com o Pai, como seu servo ( Isaías 42: 1 ), e ele foi ouvido no que temia ( Hebreus 5: 7 ), mas ele deve ter um zelo pela religião, e deve projetar o avanço do que em toda a sua empresa. Nossa fé em Cristo nunca foi projetado para substituir e empurram para fora, mas para aumentar e apoio, nosso temor do Senhor.

 

III. Que ele deve ser preciso, e crítica, e muito exata na administração do seu governo e do exercício do poder cometido a ele ( Isaías 11: 3 ): O Espírito com que será vestido deve fazê-lo de rápido entendimento no temor do Senhor --de um cheiro aguda ou perfume (de modo a palavra é), para as apreensões da mente são muitas vezes expresso pelas sensações do corpo. Nota, 1. Esses são mais verdadeiramente e um valioso inteligente que são tão no temor do Senhor, no negócio da religião, por que é a fundação e top-pedra da sabedoria. 2. Por isso, ele vai parecer que temos o Espírito de Deus, se temos sentidos espirituais exercidos, e são de rápida compreensão no temor do Senhor. Aqueles têm iluminação divina que sabe o seu dever e sabem como fazê-lo. 3. Portanto Jesus Cristo tinha o Espírito sem medida, que ele poderia perfeitamente compreender a sua empresa e que ele fez isso, como parece, não apenas nas respostas admiráveis ​​que ele deu a todos que questionaram com ele, que ele provou ser de compreensão rápida na temor do Senhor, mas na gestão de toda a sua empresa. Ele tem resolvido o grande assunto da religião tão inesperadamente bem (assim tão eficazmente para garantir a honra tanto de Deus e felicidade do homem), que, deve ser propriedade, ele entendeu completamente.

 

IV. Que ele deveria ser justo e reto em todos os atos do seu governo, e não deve aparecer nela tanto a equidade como sabedoria. Julgará como ele expressa isso mesmo, e como ele mesmo iria ser julgado por, João 7:24 . 1. Não de acordo com aparência externa ( Isaías 11: 3 ): não julgará segundo a vista dos seus olhos, em acepção de pessoas ( Jó 34:19 ) e de acordo com aparências externas e aparências, e não decidirá segundo o ouvir da sua orelhas, por fama comum e relatório, e as representações dos outros, como os homens geralmente fazem nem se juiz dos homens pelas palavras justas que eles falam, chamando-lhe: Senhor, Senhor, ou suas ações plausíveis diante dos olhos do mundo, que eles fazem para serem vistos pelos homens, mas ele vai julgar pelo homem encoberto no coração, e os princípios interiores homens são governados por, do qual ele é uma testemunha infalível. Cristo julgará os segredos dos homens ( Romanos 2:16 ), determinará que lhes dizem respeito, não de acordo com as suas próprias pretensões e aparências (que estavam a julgar segundo a vista dos olhos ), não de acordo com a opinião outros têm deles ( que foram para julgar, após a audição das orelhas), mas temos certeza de que seu julgamento é segundo a verdade. 2. Ele irá julgar segundo a reta justiça ( Isaías 11: 5 ): . A justiça será o cinto dos seus lombos , ele deve ser justo na administração de seu governo, e sua justiça será ele o cinto que cercará-o constantemente e se unir a ele, deve ser o seu ornamento e honrar se cingirá para cada ação, deve cingir a espada para a guerra na justiça a sua justiça será a sua força, e deve fazê-lo de maneira expedita em suas empresas, como um homem com os seus lombos cingidos. Em conformidade com Cristo, seus seguidores devem ter o cinto da verdade ( Efésios 6:14 ) e será a estabilidade das vezes. Particularmente, (1.) Ele deve na justiça implorar para as pessoas que são pobres e oprimidos, ele será o seu protetor ( Isaías 11: 4 ): Com justiça julgará os pobres julgará a favor e defesa daqueles que têm direito do seu lado, apesar de serem pobres do mundo, e porque eles são pobres de espírito. É dever dos príncipes para defender e entregar os pobres ( Salmo 82: 3,4 ), e a honra de Cristo que ele é rei do pobre homem, Salmo 72: 2,4 . Ele deve debater com regularidade para os mansos da terra, ou da terra aqueles que suportar as injúrias feitas los com mansidão e paciência são de uma maneira especial direito ao cuidado e proteção. Divina eu, como surdo, não ouviu, pois tu ouvir, Salmo 38: 13,14 . Alguns lê-lo, ele deve reprovar ou corrigir os mansos da terra com equidade. Se o seu próprio povo, os mansos da terra, fazer errado, ele vai visitar a sua transgressão com a vara. (2.) Ele deve na justiça contenda contra seus inimigos que estão orgulhosos e opressores ( Isaías 11: 4 ): Mas ele ferirá a terra, o homem da terra, que oprimem doth (veja Salmo 10:18 ), os homens do mundo, que mente terrena coisas somente ( Salmo 17:14 ), estes ferirá com a vara de sua boca, a palavra da sua boca, terror falando e ruína a eles suas ameaças tomará posse deles, e ser executado em cima deles. com o sopro dos seus lábios, por a operação do seu Espírito, de acordo com a sua palavra, e trabalhar com e por meio dela, ele matará o ímpio. ele vai fazê-lo facilmente, com a fala de uma palavra, como ele colocou os planos que vieram prendê-lo, dizendo que eu sou ele, João 18: 6 . Terrores matando deve prender suas consciências, matando julgamentos devem arruiná-los, o seu poder, e todos os seus interesses e no outro mundo tribulação eterna será recompensada aos que perturbar seus pobres. O apóstolo aplica isso à destruição do homem do pecado, a quem ele chama o maligno ( 2 Tessalonicenses 2: 8 ) . A quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca E o Chaldee aqui lê-lo, ele matará o iníquo Romulus, ou Roma, como o Sr. Hugh Broughton entende.

 

V. Que haveria uma grande paz e tranquilidade durante o seu governo esta é uma explicação do que foi dito em Isaías 9: 6 , que ele deveria ser o Príncipe da paz. Paz significa duas coisas: -

 

1. Unidade ou concórdia, que é intimado nestas promessas figurativos, que mesmo o lobo habitará em paz com o cordeiro homens das disposições mais ferozes e furiosos, que costumava morder e devorar tudo sobre eles, devem ter o seu temperamento tão estranhamente alteradas pela eficácia do evangelho e da graça de Cristo que eles devem viver no amor, mesmo com os mais fracos e tal como anteriormente teriam feito uma presa fácil de. Até agora deve ser a ovelha de ferir uns aos outros, como às vezes eles têm feito ( Ezequiel 34: 20,21 ), que até os lobos devem concordar com eles. Cristo, que é a nossa paz, veio para matar todas as inimizades e se contentar amizades duradouras entre os seus seguidores, especialmente entre judeus e gentios: quando multidões de ambos, sendo convertido à fé de Cristo, unidos em um aprisco, então o lobo eo cordeiro habitou em conjunto o lobo não fez mais do que ameaçam o cordeiro, nem era o cordeiro medo do lobo. o leopardo se não só não rasgar o garoto, mas deve deitar-se com ela: até mesmo as suas crias juntas se deitarão , e devem ser treinados em uma amizade abençoada, a fim de o perpetuar do mesmo. o leão deixa de ser voraz e comerá palha como o boi, como alguns pensam todos os animais de rapina fez antes da queda. a asp e do basilisco deixará de ser venenosa, para que os pais devem deixar seus filhos brincar com eles e colocar as mãos entre eles. A geração de víboras passa a ser uma semente de santos, e a velha queixa de lupus homo homini - o homem é o lobo do homem, deve ser no fim. Aqueles que habitam o monte santo viverá como amigavelmente como as criaturas fez que com Noé na arca, e ela deve ser um meio de sua preservação, pois eles não ferirão nem destruir uns aos outros como eles fizeram. Agora, (1.) Isto é cumprida no efeito maravilhoso do evangelho sobre as mentes daqueles que sinceramente abraçá-lo muda a natureza, e faz com que aqueles que pisoteou os mansos da terra, não só manso como eles, mas afetuosa Em direção a eles. Quando Paulo, que havia perseguido os santos, juntou-se a eles, então o lobo ficou com o cordeiro. (2.) Alguns estão dispostos a esperar que deverá ainda ter uma outra realização, nos últimos dias, quando as espadas será castigado em arados .

 

2. Segurança ou segurança. Cristo, o grande Pastor, devem tomar tanto cuidado do rebanho que aqueles que iria prejudicá-los se não devem não só não destruir um ao outro, mas nenhum inimigo de fora deve ser autorizado a dar-lhes qualquer abuso sexual. A propriedade de problemas, e da própria morte, deve ser tão alterado que eles não devem fazer qualquer mágoa real para, e muito menos eles serão a destruição de, qualquer que têm a sua conversa no monte santo, 1 Pedro 3:13 . Quem , ou o que, pode prejudicar-nos, se nós ser seguidores daquele que é bom? o povo de Deus deve ser entregue, não só do mal, mas do medo dela. Mesmo a criança sugar deve, sem qualquer terror brincar sobre a toca da áspide abençoado Paul faz isso quando ele diz: Quem nos separará do amor de Cristo? E, ó morte! onde está o teu aguilhão?

 

Por último, Observe o que deve ser o efeito, e qual a causa, deste maravilhoso amolecimento e suavização de temperamento dos homens pela graça de Deus. 1. O efeito disso será tractableness, e uma vontade de receber instrução: Uma criança pequena deve levar aqueles que outrora desprezada a ser controlado pelo homem mais forte. Calvin entende de sua submissão voluntária aos ministros de Cristo, que estão a instruir com mansidão e não usar qualquer poder coercivo, mas, para ser como as criancinhas, Matthew 18: 3 . Veja 2 Coríntios 8: 5 . 2. A causa deve ser o conhecimento de Deus. Quanto mais não é do que mais há de uma disposição para a paz. Eles devem viver assim no amor, porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, que extingue aquece e animosidades dos homens. O mais familiarizado estamos com o Deus de amor, quanto mais nós seremos transformados na mesma imagem e melhor afetada seremos a todos aqueles que dão a sua imagem. A terra deve ser tão completa deste conhecimento como os canais do mar são de água - tão ampla e extensa é este conhecimento ser e até agora ele estenderão - tão profunda e substancial, deve este conhecimento ser, e por tanto tempo deve-la último. Há muito mais do conhecimento de Deus para ser obtido por meio do evangelho de Cristo do que poderia ser obtido pela lei de Moisés e, ao passo que , em seguida, em Judah só foi Deus conhecido, agora todos se conhecem, Hebreus 08:11 . Mas isso é o conhecimento falsamente chamada que semeia a discórdia entre os homens o conhecimento correto de Deus resolve paz.

 

versículos 10-16

Avanço do Reino do Messias. BC 740.

10 E naquele dia haverá uma raiz de Jessé, que estará posta por estandarte do povo para que os gentios procuram: e seu repouso será glorioso. 11 E sucederá que, naquele dia, que o Senhor estender a sua mão pela segunda vez para recuperar o remanescente do seu povo, que deve ser deixado, da Assíria, e do Egito, e de Patros, e da Etiópia, e de Elam, de Sinar, de Hamate, e das ilhas do mar. 12 E levantará um estandarte entre as nações, e ajuntará os desterrados de Israel, e os dispersos de Judá dos quatro cantos da terra. 13 A inveja de Efraim, e os adversários de Judá serão desarraigados; Efraim não invejará a Judá e Judá não vexará Efraim. 14 Mas voarão sobre os ombros dos filisteus ao Ocidente que os saqueará do leste juntos; porão a mão sobre Edom e Moabe, e os filhos de Amom lhes obedecerão. 15 E o L ORD destruirá totalmente a língua do mar do Egito e com o seu vento forte, ele deve apertar sua mão sobre o rio, e, ferindo-em sete correntes, e fazer os homens passar por cima de pé enxuto. 16 E haverá uma estrada para o remanescente do seu povo, que restarem da Assíria como houve para Israel no dia em que subiu da terra do Egito.

 

Temos aqui mais uma profecia do alargamento e avanço do reino do Messias, de acordo com o tipo e figura do florescente condição do reino de Judá, no último fim do reinado de Ezequias, após a derrota de Senaqueribe.

 

I. Essa previsão foi em parte realizado quando as grandes coisas que Deus fez por Ezequias e seu povo provado como um estandarte, convidando as nações vizinhas a eles para obter informações das maravilhas feitos na terra, no qual incumbência do rei de embaixadores de Babilônia. Para eles, os gentios procurado e Jerusalém, o resto ou habitação dos judeus, foi, então, glorioso, Isaías 11:10 . Então muitos dos israelitas que pertenciam ao reino das dez tribos, que após a destruição daquele reino pelo rei da Assíria foram forçados a fugir para o abrigo em todos os países sobre e para alguns que estavam muito remota, mesmo para as ilhas do mar, foram encorajados a regressar ao seu próprio país e colocar-se sob a proteção e governo do rei de Judá, sim, porque era um exército assírio pelo qual seu país tinha sido arruinada e que não foi encaminhado. Isto é dito ser uma recuperação deles pela segunda vez ( Isaías 11:11 ), tal exemplo do poder e da bondade de Deus, e tal reviver a eles, como sua primeira libertação do Egito foi. Em seguida, os dispersos de Israel devem ser recolhidos, e trouxe para casa, e aqueles de Judá também, que, quando da abordagem do exército assírio, mudou para sua própria segurança. Então a velha rixa entre Efraim e Judá serão esquecidos e eles serão juntar-se contra os filisteus e seus outros inimigos comuns, Isaías 11: 13,14 . Note-se, aqueles que foram participantes entre si nas aflições e misericórdias, perigos e libertações, deveria, em sua consideração para unir pela sua segurança e proteção das articulações e mútuo e é provável que seja bem com a igreja quando Efraim e Judá são um contra os filisteus. Então, todas as dificuldades que podem existir no caminho do retorno do dispersa, o Senhor deve descobrir uma maneira ou de outra para removê-los, como quando ele tirou Israel do Egito, ele secou o Mar Vermelho e Jordan ( Isaías 11: 15 ) e levou-os para Canaã através dos embaraços invencível de um vasto deserto uivante, Isaías 11:16 . O que ele vai fazer isso segunda vez, ou o que deve ser equivalente. Quando o tempo de Deus veio para a libertação do seu povo montanhas de oposição deve se tornar comum antes dele. Vamos se desespere, pois, quando os interesses da igreja parecem ser muito abatidos Deus pode em breve transformar dias sombrios em gloriosos.

 

II. Tinha mais uma referência aos dias do Messias e da adesão dos gentios para o seu reino para que estes o apóstolo aplica Isaías 11:10 , dos quais os seguintes versos são uma continuação. Romanos 15:12 , Deve haver uma raiz . de Jesse e ele que se levanta para reger os gentios, nele os gentios esperarão essa é a chave para esta profecia, que fala de Cristo como a raiz de Jessé, ou um ramo das suas raízes ( Isaías 11: 1 ), raiz de uma terra seca, Isaías 53: 2 . Ele é a raiz de David ( Apocalipse 5: 5 ), a raiz ea geração de Davi, Apocalipse 22:16 .

 

1. Ele permanecerá, ou ser configurado, por estandarte do povo. Quando ele foi crucificado, ele foi levantado da terra, que, como o estandarte da baliza, ele poderia desenhar os olhos e os corações de todos os homens para ele, João 12:32 . Ele é configurado como um estandarte na pregação do evangelho eterno, em que os ministros, como porta-estandartes, exibir a bandeira do seu amor, para nos seduzir a ele (Cântico dos Cânticos 1: 4 ), a bandeira da sua verdade, sob o qual podemos recorrer a nós mesmos, para se envolver em uma guerra santa contra o pecado e Satanás. Cristo é o estandarte para que os filhos de Deus que estão dispersos estiverem reunidos ( João 11:51 ), e nele se encontram como o centro de sua unidade.

 

2. Para nele os gentios procuram. Lemos sobre os gregos que fez ( João 12:21 , queríamos ver a Jesus ), e naquela ocasião Cristo falou do seu ser levantado, para atrair todos os homens a ele. O apóstolo, a partir da LXX. (ou talvez a LXX. do apóstolo, nas edições depois de Cristo) lê-lo ( Romanos 15:12 ), Nele os gentios esperarão que eles devem procurar a ele com uma dependência dele.

 

3. Seu descanso será glorioso. Alguns entendem isso da morte de Cristo (os triunfos da cruz tornou-se ainda que gloriosa), outros de sua ascensão, quando ele sentou-se para descansar à mão direita de Deus. Ou melhor, se entende da igreja evangélica, que o Monte Sião de que Cristo disse: Este é o meu repouso, e no qual ele reside. Este, embora desprezados pelo mundo, tendo sobre ela a beleza da santidade, é verdadeiramente glorioso, um trono alto glorioso, Jeremias 17:12 .

 

4. Ambos os judeus e gentios serão reunidos com ele, Isaías 11:11 . Um resto de ambos, um pequeno remanescente em comparação, que devem ser recuperados, por assim dizer, com grande dificuldade e perigo. Como outrora Deus libertou o seu povo, e reuniu-los para fora de todos os países para onde foram espalhadas ( Salmo 106: 47 ; Jeremias 16: 15,16 ), então ele vai pela segunda vez, de outra forma, pelo poderoso trabalho do espírito da graça com a palavra. Ele deve pôr a sua mão para fazê-lo, ele deve exercer o seu poder, o braço do Senhor será revelada a fazê-lo. (1) Não haverá um remanescente dos judeus reuniram-se em: Os desterrados de Israel e os dispersos de Judá ( Isaías 11:12 ), muitos dos quais, no momento da propositura de-los para Cristo, eram judeus de a dispersão, as doze tribos que estão dispersos (Tiago 1: 1, 1 Pedro 1: 1 ), deve reunem-se a Cristo e, provavelmente, mais daqueles judeus dispersos foram trazidos para dentro da igreja, proporcionalmente, do que aqueles que permaneceram em seu própria terra. (2.) Muitas das nações, os gentios, será trazido pelo levantamento da alferes. Jacob predito a respeito Shiloh que lhe deve a reunião dos povos. Aqueles que eram estranhos e estrangeiros deve ser feita próxima. Os judeus ficaram com inveja de Cristo de ir ao dispersos entre os gentios e de seu ensinamento dos gentios, John 07:35 .

 

5. Haverá uma acomodação feliz entre Judá e Efraim, e ambos devem estar a salvo de seus adversários e ter domínio sobre eles, Isaías 11: 13,14 . A coalescência entre Judá e Israel naquele tempo era um tipo e figura da união de judeus e gentios, que tinha sido tão longo em desacordo na igreja do evangelho. A casa de Judá andará com a casa de Israel ( Jeremias 03:18 ) e tornar-se uma nação ( Ezequiel 37:22 ), para os judeus e gentios são feitos de dois um novo homem ( Efésios 2:15 ), e, estar em paz uns com os outros, os que são adversários para ambos serão extirpados para voarão sobre os ombros dos filisteus, como um greves águia em sua presa, deve estragar aqueles no lado oeste de-los, e então eles devem alargar as suas conquistas para o leste ao longo dos edomitas, moabitas e amonitas. O evangelho de Cristo deve ser bem sucedido em todas as partes, e alguns de todas as nações devem se tornar obedientes à fé.

 

6. Cada coisa que pode impedir o progresso e sucesso do evangelho deve ser levado para fora do caminho. Como quando Deus tirou Israel do Egito, ele secou o Mar Vermelho e Jordan antes deles ( Isaías 63: 11,12 ), e como depois, quando ele tirou os judeus para fora da Babilônia, ele os preparou seu caminho ( Isaías 62:10 ) , por isso, quando judeus e gentios devem ser reunidos na igreja do evangelho todos os obstáculos serão removidos ( Isaías 11: 15,16 ), as dificuldades que pareciam insuperáveis ​​será estranhamente superei, os cegos serão levados por um caminho que eles sabiam . não Ver Isaías 42: 15,16,43: 19,20 . Convertidos serão levados em carros e em liteiras, Isaías 66:20 . Alguns pensam que é a nova adesão de multidões para a igreja que está apontado para em que a profecia obscura do secamento do rio Eufrates, que o caminho dos reis do oriente pode ser preparado ( Apocalipse 16:12 ), o que parece para se referir a esta profecia. Nota: Quando o tempo de Deus veio para a propositura de nações ou pessoas particulares, em casa para si mesmo, a graça divina será vitorioso sobre toda a oposição. Na presença do Senhor do mar fugirá e Jordan ser conduzido para trás e aqueles que puseram o seu rosto para o céu vai encontrar lá não são essas dificuldades no caminho como eles pensavam que havia, pois não há uma estrada para lá, Isaías 35: 8 .

 

 


 

Subsidio adultos CPAD evangelização na familia n.10



                            SUBSIDIO ADULTOS CPAD N.10



  EVANGELIZAÇÃO NA FAMILIA  ATOS 16 versículos 25-34

   Paulo e Silas na prisão de conversão da Filipos carcereiro.


                                                      Escritor Mauricio Berwald

25 E à meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, enquanto os presos os escutavam. 26 De repente houve um grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo todas as portas se abriram, e bandas de cada um, foram soltos. 27 E o guarda da prisão despertar do seu sono, e vendo as portas da prisão aberta, tirou a espada e ia suicidar-se, supondo que os presos tivessem fugido. 28 Mas Paulo clamou com grande voz, dizendo: Não te faças nenhum mal, porque todos aqui estamos. 29 Então ele pediu uma luz, saltou dentro e, todo trêmulo, se prostrou ante Paulo e Silas 30 e, tirando-os para fora, disse: Senhores, que devo fazer para ser salvo? 31 E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa. 32 E eles lhe falaram a palavra do Senhor, ea todos os que estavam em sua casa. 33 E tomou-os na mesma hora da noite, lavou suas listras e foi batizado, ele e todos os seus. 34 E quando ele os fez subir para sua casa, pôs-lhes a mesa e alegrou-se, acreditando em Deus com toda a sua casa.

 

Temos aqui os desenhos dos perseguidores de Paulo e Silas perplexo e quebrado.

 

I. Os perseguidores destinadas a desencorajar e desencorajar os pregadores do evangelho, e para torná-los doentes da causa e cansado de seu trabalho, mas aqui encontramos os dois farto e encorajado.

 

1. Eles foram-se saudável, maravilhosamente saudável nunca eram pobres prisioneiros tão verdadeiramente alegres, nem tão longe, que a sua utilização difícil de coração. Vamos considerar o que seu caso era. As dores prae entre os romanos tinham hastes realizadas antes deles, e eixos ligados a eles, os fasces e protege. Agora eles sentiram o inteligente das hastes, os ploughers lavrásseis sobre seus lombos, e fez sulcos longos. As muitas listras eles tinha colocado sobre eles eram muito dolorido, e se poderia esperar para ouvi-los reclamando deles, a crueza e dor de costas e ombros. Mas isso não era tudo que eles tinham razão para temer os eixos seguinte. Seu mestre foi açoitado e depois crucificado e eles podem esperar o mesmo. Nesse meio tempo, eles estavam na prisão interior, seus pés no tronco, as quais, alguns pensam, não só realizou-los, mas prejudicá-los e, no entanto, à meia-noite, quando deveriam ter sido tentar, se possível, para ficar um pouco resto, eles oraram e cantaram louvores a Deus. (1) eles oraram juntos, orou a Deus para apoiá-los e consolá-los em suas aflições, para visitá-los, como fez José na prisão, e estar com eles, - -prayed que as suas consolações em Cristo pode abundam, como suas aflições para ele o fez, - orou para que até mesmo os seus laços e listras pode virar para o progresso do evangelho, - orou por seus perseguidores, que Deus iria perdoá-los e transformar a sua corações. Esta não foi a uma hora de oração, mas à meia-noite que não estava em uma casa de oração, mas em um calabouço ainda era oportuno para orar, e a oração era aceitável. Como no escuro, portanto, das profundezas, podemos clamar a Deus. Não há lugar, não há tempo, errado para a oração, se o coração for levantado a Deus. Aqueles que são companheiros no sofrimento deve juntar-se em oração. É qualquer aflitos? Deixe-o rezar. Sem problemas, como soever grave, deve indispor-nos para a oração. (2.) Eles cantaram louvores a Deus. Eles louvou a Deus por nós devemos em tudo dai graças. Nós nunca queremos importa para o louvor, se não queremos um coração. E o que deve colocar o coração de um filho de Deus fora de sintonia para este dever se uma masmorra e um par de stocks não vai fazê-lo? Eles louvavam a Deus por terem sido considerados dignos de sofrer afronta pelo nome, e que eles estavam tão maravilhosamente apoiada e suportada sob seus sofrimentos, e sentiu consolações divinas tão doce, tão forte, em suas almas. Não, eles não só louvou a Deus, mas eles cantaram louvores a ele, em algum salmo, ou hino ou música espiritual, qualquer um de Davi, ou alguma composição moderna, ou um dos seus próprios, como o Espírito lhes concedia que falassem. Como nossa regra é que os aflitos deve orar, e, portanto, estar em aflição, eles oraram por isso a nossa regra é que o carrossel deve cantar salmos ( Tiago 5:13Tiago 5:13 ), e, portanto, de ser feliz em sua aflição, feliz depois de um modo digno de Deus, eles cantaram salmos. Isto prova que o canto dos salmos é uma ordenança do evangelho, e deve ser usado por todos os bons cristãos e que é instituído, não só para a expressão de suas alegrias em um dia de triunfo, mas para o equilíbrio e alívio de suas dores em um dia de angústia. Foi à meia-noite que eles cantaram salmos, de acordo com o exemplo do suave salmista de Israel ( Salmo 119: 62Salmo 119: 62 ): . À meia-noite eu vou subir para dar graças a ti (3) Observe se, aqui, da circunstância de que o presos os escutavam. Se os prisioneiros não ouvi-los orar, mas os ouviam cantar louvores. [1] Ele sugere como saudável que estavam em cantar louvores a Deus cantavam tão alto que, se fossem no calabouço, eles eram ouviu toda a prisão mais de nay, tão alto que acordou os prisioneiros, porque podemos supor, sendo a meia-noite, todos estavam dormindo. Devemos cantar salmos com todo o nosso coração. Os santos são chamados a cantar em voz alta nas suas camas, Salmo 149: 5Salmo 149: 5 . Mas a graça do evangelho carrega mais o assunto, e dá-nos um exemplo daqueles que cantou em voz alta na prisão, no tronco. [2] Embora eles sabiam que os prisioneiros seriam ouvi-los, mas eles cantaram em voz alta, como aqueles que não tinham vergonha de seu Mestre, nem de seu serviço. Devem aqueles que cantavam salmos em suas famílias pleitear, em desculpa para a sua omissão do dever, que eles estão com medo seus vizinhos deve ouvi-los, quando aqueles que cantam canções profanas rugir eles o nosso, e cuidado para não quem os ouve? [3] Os prisioneiros foram feitos para ouvir-prisão canções de Paulo e Silas, que eles possam estar preparados para o favor milagrosa mostrado a todos eles por causa de Paulo e Silas, quando os prisionais-portas foram abertas. Por este extraordinário conforto com o qual eles se encheram foi publicado que ele quem pregava era a consolação de Israel. que os prisioneiros que significam a opor-se-lhe ouvir e tremem diante dele deixar que aqueles que são fiéis a ele ouvir e triunfo, e tirar do conforto que é falado com os prisioneiros da esperança, Zacarias 09:12Zacarias 09:12 .

 

2. Deus animou-os maravilhosamente por suas aparições sinal para eles, Atos 16:26Atos 16:26 . (1) Houve imediatamente um grande terremoto quão longe se estendeu não nos é dito, mas foi um choque tão violento neste lugar que os próprios fundamentos do cárcere se moveram. Enquanto os prisioneiros foram obedecendo às devoções da meia-noite de Paul e Silas, e talvez rindo deles e fazendo uma brincadeira deles, este terremoto atingiria um terror sobre eles, e convencê-los de que aqueles homens eram os favoritos do Céu, e tal como Deus pertence. Tivemos a casa de oração abalado, em resposta à oração, e como um sinal de aceitação do que de Deus, Atos 4:31Atos 04:31 . Aqui prisão abalado. O Senhor foi nestes terremotos, para mostrar seu ressentimento das indignidades feitas aos seus servos, para dar testemunho aqueles cuja confiança é na terra a fragilidade e instabilidade do que eles confiam, e para ensinar as pessoas que, . que a terra se moveu, mas eles não precisam temer (2.) a prisão-portas foram abertas, e grilhões dos presos foram derrubados: bandas de cada homem foram soltos. Talvez os prisioneiros, quando ouviram Paulo e Silas orar e cantar salmos, os admirava, e falou com honra deles, e disse que a moça dissera deles: Certamente, estes homens são servos do Deus vivo. para recompensá-los por e confirmá-los na, sua boa opinião deles , eles compartilham no milagre, e têm suas bandas solto como depois que Deus deu a Paulo, todos os que estavam no barco com ele ( Atos 27:24Atos 27:24 ), então agora ele deu-lhe todos os que estavam na prisão com ele. Deus decide significou a estes prisioneiros, como Grotius observa que os apóstolos, na pregação do evangelho, foram bênçãos públicas para a humanidade, uma vez que proclamou a liberdade aos cativos, ea abertura de prisão-portas para aqueles que estavam presos, Isaías 61: 1Isaías 61 : 1 . Et per eos solvi Vincula animorum - e, como por eles os laços de almas foram soltou.

 

II. Os perseguidores projetados para parar o progresso do evangelho, que não mais pode adotá-la, assim, eles esperavam arruinar a reunião pelo lado do rio, que há mais corações devem ser abertas lá, mas aqui encontramos convertidos feitas na prisão, a casa virou em uma reunião, os troféus de vitórias do evangelho erguidas ali, e o carcereiro, seu próprio servo, tornar-se um servo de Cristo. É provável que alguns dos prisioneiros, se não todos, foram convertidos certamente o milagre operado em seus corpos, em afrouxar suas bandas, foi operado em suas almas também. Veja Jó 36: 8-10Jó 36: 8-10 ; Salmo 107: 14,15 . Mas é apenas a conversão do carcereiro registada.Salmo 107: 14 , 15

 

1. Ele tem medo que ele perder a sua vida, e Paul faz dele fácil quanto a este cuidado, Atos 16: 27,28 . (1.) Ele despertou do seu sono. É provável que o choque do terremoto acordou ele, e a abertura da prisão-portas, e expressões de alegria e espanto dos presos, quando no escuro eles encontraram suas bandas solto, e ligou para dizer uns aos outros o que eles sentiram: este foi o suficiente para despertar o carcereiro, cujo lugar necessário que ele não deve ser difícil de acordar. Este acordá-lo do seu sono significava o despertar de sua consciência para fora do seu sono espiritual. O chamado do Evangelho é, Desperta, tu que dormes ( Efésios 5:14 ), como a de Jonas 1: 6 . (2.) Viu-prisão portas abertas, e deveria, assim ele pode, que os presos tivessem fugido e então o que seria dele? Ele sabia que a lei romana, nesse caso, e foi executado há pouco tempo sobre os detentores de cujas mãos Peter escapou, Atos 12:19 . Foi de acordo com o do profeta, 1 Reis 20: 39,42 , . Manter este homem se ele faltar, a tua vida responderá pela sua vida Os juristas romanos depois disso, em suas leituras sobre a lei, De custodia reorum- -O custódia de criminosos (que aponta que o detentor deverá sofrer o mesmo castigo que deveria ter sido infligido em que o prisioneiro se ele deixá-lo escapar), tome cuidado para exceto uma fuga por milagre. (3) Em seu medo , ele sacou a espada, e ia se matar, para evitar uma morte mais terrível, e espera-se um, uma morte ignominiosa pomposa, que ele sabia que ele era susceptível de por deixar seus prisioneiros escapar e não olhar melhor para eles e a carga extremamente rigorosa que os magistrados deram-lhe a respeito de Paulo e Silas fez concluir que seria muito severa com ele, se eles tinham ido embora. Os filósofos geralmente permitida auto-assassinato. Seneca prescreve como o último remédio que aqueles que estão em perigo pode recorrer a. Os estóicos, não obstante a sua conquista pretensa das paixões, rendeu até agora a eles. E os epicuristas, que o espectáculo os prazeres dos sentidos, para evitar suas dores escolheu em vez de colocar um fim a isso. Este carcereiro pensou que não havia nenhum dano em antecipar a sua própria morte, mas o cristianismo revela-se de Deus, por isso, que nos mantém com a lei de nossa criação - revive, reforça, e estabelece-lo, obriga-nos a ser apenas para a nossa vidas próprias, e ensina-nos alegremente a demitir-los para nossas graças, mas com coragem para mantê-los fora contra nossas corrupções. (4.) Paul impediu de seu processo contra si mesmo ( Atos 16:28 ): Ele clamou com grande voz, não só para fazê-lo ouvir, mas para fazê-lo prestar atenção, dizendo: Não praticar qualquer mal para ti Não te faças nenhum dano. todas as advertências da palavra de Deus contra o pecado, e todas as aparências de que e abordagens para isso, têm essa tendência ", não te faças nenhum mal. Homem, mulher, não errado ti mesmo, nem estragar-te mal a ti mesmo, e, em seguida, ninguém mais pode ferir-te, não pecado, pois nada mais pode prejudicar-te. " Mesmo quanto ao corpo, estamos advertiu contra aqueles pecados que fazem mal a ele, e são ensinados a odiar nossa própria carne, mas para nutrir e estimá-lo. O carcereiro não precisa medo de ser chamado para uma conta para a fuga de seus prisioneiros , para que eles estão todos aqui. era estranho que alguns deles não escapar, quando os prisionais-portas se abriram, e eles estavam livres de suas cordas, mas seu espanto realizou-los rapidamente, e, sendo sensata foi pelas orações de Paulo e Silas que eles foram soltos, eles não agitar a menos que eles se mexeu e Deus mostrou seu poder na ligação seus espíritos, tanto quanto em perder seus pés.Atos 16:27 , 28Efésios 5:14Jonas 1: 6Atos 12:191 Reis 20:39 , 42Atos 16:28

 

2. Ele tem medo que ele deve perder a sua alma, e Paul faz dele fácil quanto a este cuidado também. Uma preocupação leva a outra, e uma muito maior e, sendo impedido de apressar-se fora deste mundo, ele começa a pensar, se tivesse exercido a sua intenção, para onde a morte o teria levado, e o que teria acontecido com ele em a outra morte lado - um pensamento muito adequado para tais como foram arrebatou como uma marca para fora do fogo, quando houve apenas um passo entre eles e morte. Talvez a hediondez do pecado, ele foi correndo para ajudado a alarmá-lo.

 

(1.) O que quer que fosse a causa, ele foi colocado em um grande consternação. O Espírito de Deus, que foi sen para convencer, para ele ser um Consolador, atingiu um terror sobre ele, e assustou. Se ele teve o cuidado de fechar-prisão portas novamente não nos é dito. Talvez ele esqueceu isso como a mulher de Samaria, quando Cristo tinha convicções impressa em sua consciência, deixou seu cântaro e esqueceu sua missão para o bem para ele pedindo luz com toda a velocidade, e saltou dentro da prisão interior e aproximou-se tremendo de Paulo e Silas. Aqueles que têm pecado em ordem antes deles, e são feitos para conhecer as suas abominações, não pode deixar de tremer com a apreensão de sua miséria e perigo. Este carcereiro, quando foi assim feita a tremer, não poderia aplicar-se a uma pessoa mais adequada do que Paul, por uma vez tinha sido seu próprio caso que tinha sido uma vez um perseguidor dos bons, como este carcereiro foi - lhes havia lançado na prisão, como ele manteve-los - e quando, como ele, foi feito a sensata do mesmo, ele tremia, e ficou surpreso e, portanto, ele foi capaz de falar a mais feelingly ao carcereiro.

 

(2) Neste consternação, ele aplicou a Paulo e Silas para alívio. Observar, [1] Como reverente e respeitosa seu discurso a eles é: Ele pediu uma luz, porque eles estavam no escuro, e eles possam ver o que um susto ele estava em prostrou-se diante deles, como um espantado com a maldade de sua própria condição, e pronto para afundar sob a carga de seu terror por causa disso ele caiu diante deles, como aquele que teve sobre o seu espírito um temor deles, e da imagem de Deus sobre eles, e de sua comissão de Deus. É provável que ele tinha ouvido o que a moça disse um deles, que eram os servos do Deus vivo, que mostrou-lhes o caminho da salvação, e como tal, assim, expressou sua veneração por eles. Ele caiu diante deles, para implorar o perdão, como um penitente, pelas indignidades que ele lhes tinha feito, e para implorar os seus conselhos, como um suplicante, o que deveria fazer. Deu-lhes um título de respeito, senhores, kyrioi - senhores, senhores só agora foi, Rogues e vilões, e ele era seu mestre, mas agora, Senhores, senhores, e eles são seus mestres. Convertendo graça muda linguagem e boas pessoas e bons ministros das pessoas e, tal como são completamente convencido do pecado, os próprios pés daqueles que trazem novas de Cristo são bonitas sim, embora eles são vergonhosamente presos no cepo. [2] Como sério sua pergunta é: O que devo fazer para ser salvo? Em primeiro lugar, a Sua salvação é agora o seu grande preocupação, e fica mais próximo do seu coração, que antes era a coisa mais distante de seus pensamentos. Não, o que hei de fazer para ser preferido, ser rico e grande no mundo? mas, que devo fazer para ser salvo? Em segundo lugar, Ele não inquirição a respeito de outros, o que eles devem fazer, mas respeito a si mesmo, "O que devo fazer?" É a sua própria alma preciosa que ele está em tratamento sobre: ​​". Deixe que os outros fazem o que por favor me diga o que devo fazer, o que é claro que eu preciso tomar" Em terceiro lugar, Ele está convencido de que algo precisa ser feito, e feito por ele também , para a sua salvação, que não é uma coisa, é claro, uma coisa que vai fazer em si, mas uma coisa sobre a qual devemos nos esforçar, lutar, e ter dores. Ele não pergunta: "O que pode ser feito para mim?" mas, "Que farei, que, estando agora com temor e tremor, eu possa trabalhar a minha salvação? " como Paulo fala em sua epístola à igreja em Filipos, do qual este carcereiro foi, talvez no que diz respeito à sua pergunta tremendo aqui, dando a entender que ele não só deve pedir depois da salvação (como tinha feito), mas trabalhar por sua salvação com a santo tremor, Filipenses 2:12Filipenses 2:12 . em quarto lugar, ele está disposto a fazer qualquer coisa: "Diga-me o que devo fazer, e eu estou aqui pronto para fazê-lo Senhores, me colocar em qualquer forma, ainda que seja o caminho certo. , e uma maneira certa, porém estreito, e espinhoso e difícil, ainda vou andar nela ". Nota, Aqueles que estão completamente convencidos do pecado, e verdadeiramente preocupado com sua salvação, vai se render à discrição a Jesus Cristo, lhe dará um espaço em branco para escrever o que ele quiser, estarei contente de ter Cristo em seus próprios termos, Cristo sobre qualquer termos. em quinto lugar, ele é inquisitiva que ele deve fazer, está desejoso de saber o que deveria fazer, e pede aqueles que estavam propensos a dizer-lhe. Se você perguntar, perguntai-vos, Isaías 21:12Isaías 21:12 . Aqueles que se propuserem Zionward deve perguntar o caminho para lá, Jeremias 50: 5Jeremias 50: 5 . Nós não podemos saber isso de nós mesmos, mas Deus tornou conhecido a nós por sua palavra, nomeou seus ministros para nos ajudar a consultar as escrituras e prometeu dar o seu Espírito Santo àqueles que lho pedirem, para ser seu guia na o caminho da salvação. em sexto lugar, ele os tirou, para colocar esta questão para eles, que a resposta pode não ser por coação ou coerção, mas que eles possam prescrever a ele, já que era o seu detentor, com a mesma liberdade como eles fez para os outros. Ele traz-los para fora do calabouço, na esperança de que vai trazê-lo para fora de um muito pior.

 

(3.) Eles muito prontamente dirigiu-lhe o que deve fazer, Atos 16:31Atos 16:31 . Eles foram sempre pronta para responder a essas perguntas que eles são frios, e dolorido, e com sono, eles não adiar esta causa para um momento mais conveniente e lugar, não ofereça-lhe chegar a eles no sábado seguinte ao seu local de encontro pela beira do rio, e eles vão dizer-lhe, mas eles atacar, enquanto o ferro está quente, levá-lo agora, quando ele está em uma boa mente, para que a convicção deve desgastar. Agora que Deus começa a trabalhar, é hora para eles para definir em como cooperadores de Deus. Eles não criticá-lo com sua carruagem rude e mal em relação a eles, e seu indo além de seu mandado de tudo isso é perdoado e esquecido, e eles são tão feliz em mostrar-lhe o caminho para o céu como o melhor amigo que eles têm. Eles não triunfar sobre ele, embora ele tremia deram-lhe as mesmas instruções que eles fizeram para os outros, Crê no Senhor Jesus Cristo. Alguém poderia pensar que eles deveriam ter dito: "Arrependei da tua nós abusar, em primeiro lugar." Não, isso é esquecido e facilmente passou, se ele vai, mas crer em Cristo. Este é um exemplo de ministros para incentivar penitentes, para atender aqueles que estão vindo para Cristo e levá-los pela mão, para não ser difícil em qualquer para indelicadeza feito para eles, mas para procurar a honra de Cristo mais do que a sua própria. Aqui é a soma de todo o evangelho, o pacto de graça em poucas palavras: . Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa aqui é, [1] A felicidade prometida: " serás salvos não apenas salvou da ruína eterna, mas trouxe para a vida eterna e bem-aventurança. Embora tu és um homem pobre, uma sub-carcereiro ou turnkey, média e de baixa condição no mundo, mas isso não deve ser barra para a tua salvação. Embora um grande pecador, embora um perseguidor, mas tuas transgressões hediondos devem ser todos perdoados pelos méritos de Cristo e teu coração amargurado disco serão suavizadas e adoçado pela graça de Cristo, e assim tu não morrer por teu crime nem morrer do teu doença." [2] A condição exigida: Crê no Senhor Jesus Cristo. Devemos admitir o registro de que Deus nos deu em seu evangelho de seu Filho, e parecer favorável a ele como fiel, e bem digna de toda aceitação. Devemos aprovar o método Deus tomou de reconciliar o mundo consigo mesmo por um mediador e aceito de Cristo como ele é oferecido a nós, e dar-se-nos a ser descartada, ensinados e salvos por ele. Esta é a única forma e uma maneira de salvação. Não há outra forma de salvação do que por Cristo, e não há outra maneira de sermos salvos por Cristo do que por acreditar nele e nenhum perigo de vir curta se tomarmos este caminho, pois é a maneira que Deus estabeleceu, e ele é fiel que prometeu. É o evangelho que deve ser pregado a toda criatura, Ele que crê será salvo. [3] A extensão deste à sua família: serás salvo, tu e tua casa , isto é, "Deus está em Cristo um . Deus a ti e à tua descendência, como foi a Abraão Acredite, e salvação deve vir a tua casa, como Lucas 19: 9Lucas 19: 9 . Aqueles de tua casa que são crianças devem ser admitidos na igreja visível contigo, e, assim, colocar em uma maneira justa para a salvação daqueles que estão crescidos será dotado dos meios de salvação trazida a eles, e, se eles nunca tantos, deixá-los acreditar em Jesus Cristo e eles serão salvos todos eles são bem-vindos a Cristo nas mesmas condições . "

 

(4.) Eles seguiram para instruí-lo e sua família na doutrina de Cristo ( Atos 16:32Atos 16:32 ): Eles falaram-lhe a palavra do Senhor. Ele era, por alguma coisa que aparece, um completo estranho a Cristo, e, portanto, exige-se que ele deve ser dito que este Jesus é, que ele pode acreditar nele, João 09:36John 09:36 . E, a substância da questão encontra-se em uma pequena bússola, eles logo lhe disse o suficiente para fazer o seu ser batizado um serviço razoável. Ministros de Cristo devem ter a palavra do Senhor, tão pronto para eles, e tão ricamente habitando neles, como para ser capaz de dar instruções improvisadas a qualquer que desejam ouvir e recebê-los, por sua direção no caminho da salvação. Eles falaram a palavra não só para ele, mas para todos os que estavam em sua casa. Masters of famílias devem tomar cuidado para que todos sob sua participamos carga dos meios de conhecimento e graça, e que a palavra do Senhor ser falado com eles para as almas dos servos mais pobres são tão preciosos como os de seus mestres, e são comprados com o mesmo preço.

 

(5.) O carcereiro e sua família foram imediatamente batizado, e, assim, levou-lhes a profissão do cristianismo, submetido às suas leis, e foram admitidos em seus privilégios, em cima de sua declarando solenemente, como o eunuco fez, que acreditavam que Jesus Cristo é o Filho de Deus: ele foi . batizado, ele e toda a sua, logo nem ele nem qualquer de seu tempo desejado da família para considerar se eles devem entrar em títulos batismais ou sem nem Paulo e Silas tempo o desejo de tentar a sua sinceridade e a considerar se devem batizá-los ou não. Mas o Espírito de graça trabalhou uma fé tão forte neles, tudo de repente, como substituída mais debate e Paulo e Silas sabia pelo Espírito que era uma obra de Deus que estava neles operada, de modo que não havia ocasião para demur. Este, portanto, não justificam tal precipitação em casos comuns.

 

(6.) O carcereiro foi hereupon muito respeitoso a Paulo e Silas, como um que não sabia como reparar o prejuízo que ele tinha feito para eles, muito menos para a bondade que tinha recebido a partir deles: Ele os levou à mesma hora da noite, não iria deixá-los mentir mais um minuto na prisão interior, mas, [1] Ele lavou-lhes os vergões, para resfriá-los e diminuir o inteligente deles para limpá-los a partir do sangue que as listras tinha buscado. É provável que ele se banhava-los com algum licor de cura, como o bom samaritano ajudou o ferido por deitando nelas azeite e vinho. [2] Ele trouxe-los em sua casa, ordenou-lhes as boas-vindas para o melhor quarto que tinha, e preparado sua melhor cama para eles. Agora, nada foi pensado suficientemente bom para eles, como antes nada de ruim o suficiente. [3] Ele definir carne antes deles, tais como a sua casa iria pagar, e eles eram bem-vindos a ela, pelo qual ele expressou a boas-vindas que sua alma deram ao evangelho. Eles tinham falado com ele a palavra do Senhor, tinha quebrado o pão da vida para ele e sua família e ele, depois de ter colhido tão abundantemente das suas coisas espirituais, pensei que era, mas razoável que eles devem colher de suas coisas carnais, 1 Coríntios 9:111 Coríntios 9:11 . O que temos casas e mesas para mas como temos oportunidade de servir a Deus e ao seu povo com eles?

 

(7) A voz de júbilo com a de salvação foi ouvida na casa do carcereiro nunca foi uma noite tão realmente feliz mantida lá antes: . Ele regozijou-se, acreditar em Deus, com toda a sua casa Não havia nada em sua casa que se recusou a ser batizado, e assim fez um frasco na harmonia, mas eles foram unânimes em abraçar o evangelho, que acrescentou muito para a alegria. Ou pode ser lido, Ele, acreditando em Deus, alegrou-se toda a casa ao longo panoiki --he fui para cada apartamento, expressando sua alegria. Observar, [1] Sua crer em Cristo é chamado de acreditar em Deus, que dá a entender que Cristo é Deus, e que a concepção do evangelho é tão longe de ser para nos tirar de Deus (dizendo: Vai servir a outros deuses, Deuteronômio 13: 2Deuteronômio 13 : 2 ) que tem uma tendência direta para trazer-nos a Deus. [2] A sua fé produziu alegria. Aqueles que, pela fé desistiram-se a Deus em Cristo como o deles têm uma grande quantidade de motivo para se alegrar. O eunuco, quando ele foi convertido, seguiu o seu caminho cheio de alegria e aqui o carcereiro se alegrou. A conversão das nações é de que fala o Antigo Testamento como a sua alegria, Salmo 67: 4,96: 11 . Pois, acreditando, regozijamo-nos com alegria indizível e cheia de glória. Crer em Cristo é alegria em Cristo. [3] Ele expressava a sua alegria a todos sobre ele. Fora da abundância da alegria em seu coração, a boca falou para a glória de Deus, e seu incentivo que acreditava em Deus também. Aqueles que se provaram os confortos da religião deve fazer o possível para trazer outros para o gosto deles. Uma alegre Christian deve fazer muitos.Salmo 67: 4 , 96 .