domingo, 13 de março de 2016

Subsidio CPAD juvenis louvor no (N.T) 20/3/2016




                            A MUSICA SACRA NA IGREJA PRIMITIVA
                       MÚSICA CULTUANDO A DEUS NO NT E NOS 1º
                               
                                  SÉCULO: SEM INSTRUMENTOS?


  
 No templo do VT só harpa e saltério, dedilhados, nas igrejas do NT e primeiras, só voz, acapela, sem instrumentos de corda sopro ou percussão, baterias trombeta pífaros guitarras discos.


 INTRODUÇÃO:

a. Os exemplos de Nadabe e Abiú são muito importantes para NÓS adorarmos, HOJE - Lv 10:1- 3.

E os filhos de Arão, Nadabe e Abiú, tomaram cada um o seu incensário e puseram neles fogo, e colocaram incenso sobre ele, e ofereceram fogo estranho perante o SENHOR, o que não lhes ordenara. Então saiu fogo de diante do senhor e os consumiu; e morreram perante o SENHOR. Ee disse Moisés a Arão: isto é o que o SENHOR falou, dizendo: serei santificado naqueles que se chegarem a mim, e serei glorificado diante de todo o povo. Porém Arão calou-se.
- Quando eles ofereceram em ADORAÇÃO algo que o Senhor não tinha ordenado, isto foi tomado pelo Senhor como um sinal de DESRESPEITO a Sua santidade.
- Tal exemplo foi escrito para NOSSA instrução. 1Co 10:11
Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.
b. Como filhos de Deus, temos que ser SANTOS ante O SANTO que nos convocou 1 Pe 1:15- 16
Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; porquanto está escrito: sede santos, porque eu sou santo. 
- Simetricamente, é de suma importância que tratemos a Deus como o SANTO! 
- Só podemos fazer isto, em adoração, se fizermos exatamente como Deus nos instrui na Sua Palavra! 
Para nos assegurarmos disto, consideraremos primeiro o que o NT diz sobre: 
- A natureza da adoração em geral 
- E, especialmente, sobre a música na adoração do NT 

1. ENTENDAMOS AS PALAVRAS CHAVE

Antes de prosseguir, vejamos os significados dos termos chave. No NT :


"salmo"

{psalmos, 5568, traduziremos como "LOUVOR-ENSINO-JUNTO-À-HARPA"}: Para os descrentes de língua do tronco hebraico, significava apenas "um tanger de cordas de instrumento musical". Na Bíblia significa "música em instrumento tal como a harpa, com cordas dedilhadas tocando só a melodia ou em arpejos, acompanhando voz ou vozes distintamente cantando (1) louvor a Deus ou (2) ensino totalmente baseado na Bíblia"; "um cântico santo e piedoso, expressando a lírica emoção de uma alma devota e grata, onde a voz é acompanhada por instrumento como a harpa DEDILHADA, e onde a letra e a música têm o nobre estilo e o santo caráter dos Salmos do VT!".
O termo é usado em 1Co 14:26; Ef 5:19; Cl 3:16. Enfatiza que há acompanhamento por instrumento musical [repetimos: por instrumento de cordas tal como a HARPA, TOCADA POR DEDILHAMENTO da melodia ou de arpejos, não em golpes de acordes ritmantes como fazem os violões dos "forrós-evangélicos".
Um exemplo do que poderíamos legitimamente chamar de salmo poderia vir de CC-046 "Eu perdido pecador" (fala do que Deus fez [por mim], exalta Deus). Cantemos a 1a estrofe alegre e fortemente, acompanhados do dedilhar da harpa... Agora, silenciemos e ouçamos só a harpa, suavemente ... Que contraste com quando a mesma peça é tocada como por escola de samba ou bandinha, ouçamos..
Muitos estudiosos crêem que o estilo do salmo tem que ser como o do canto gregoriano inicial (que refletia o dos judeus dos dias do NT)! Este estilo não pode ter mais de 1 tom (mais freqüentemente é um tom menor), só tem acordes maiores ou menores, e não tem elementos de sofisticação, de ostentação, nem de tensão (nem mesmo os acordes sétimos, quanto mais os acordes mais dissonantes tão populares nesta geração de crentes pós Beattles)! Cantemos a 1a. estrofe de CC-580 "Vem, Visita a Tua Igreja" acompanhados do dedilhar da harpa (até o CC tem umas poucas falhas: para evitar associação com más doutrinas atuais, troquemos "visita" por "santifica") ... Este era o estilo das músicas nas igrejas dos 1os séculos, quer ou não queiramos obedecer ao que o Espírito Santo nos ensinou e nos deixou como exemplo. Você decida se quer seguir ao que Deus ensina ou ao que seu coração deseja.

"salmodiar"

{psallô, 5567, traduziremos como "LOUVAR-ENSINAR-JUNTO-À-HARPA"} é o verbo para entoarmos um salmo, ver acima. O termo é usado em Rm 15:9; 1Co 14:15; Ef 5:19; Cl 3:16; Tg 5:13.

"hino"

{humnos, 5215, traduziremos como "LOUVOR-CANTADO"}: Para os descrentes gregos, significava apenas "cântico em louvor a deuses/ heróis/ conquistadores/ países/ etc." No NT, significa "hino, cântico religioso e com métrica, PALAVRAS entoadas em LOUVOR a DEUS [como herói e conquistador]; às vezes o hino é cantado acompanhado de instrumentos musicais piedosamente tocados, muitas vezes é cantado singelamente, ACAPELA". 
O termo é usado em Ef 5:19; Cl 3:16. Enfatiza o elogio, exaltação, LOUVOR, adoração a DEUS com PALAVRAS cantadas. Note que, na Bíblia: o louvor cantado nunca põe a ênfase no homem e nos seus sentimentos, mas sim em Deus, Seus atributos e Suas obras; 1 só vez (Ap 5:8-12) o louvor cantado é ao Deus-Filho; todas as outras centenas de vezes é a Deus-PAI; nunca, nem mesmo em 1 pequena sentença, é a mim, aos deuses, aos anjos, nem mesmo ao Deus-Espírito Santo!... 
Um exemplo do que legitimamente poderíamos chamar de hino é CC-135 "Louvamos-Te ó Deus" (o hino louva a Deus, pelo que fez [por mim]). Cantemos a 1a. estrofe SUAVEMENTE, ao som da harpa ... Depois, acapela, a 2a. estrofe, forte e IMPONENTEMENTE, algo mais rápido... Que contraste com "Salmo Brasileiro", cuja letra não louva a Deus, é antibíblica, e a música, especialmente o ritmo, agrada ao sensualismo, à carnalidade. Ouçamos o trecho que diz "Louvai a Deus com o som da cuíca, louvai-o com o reco-reco, com tamborim, xiquexique e o cavaco, com a nossa ginga, nossa voz e nosso samba. {{louvai a Deus ao som da cuíca, louvai-o com o reco-reco, com agogô, com o surdo e o pandeiro. louvai a deus com o samba brasileiro}}"... (Este pode ser um exemplo mais para o extremo, mas não é raro: Talvez 50% das músicas dos hinários novos e 20% dos antigos, 50% dos corinhos das igrejas que se consideram fundamentalistas e 95% dos corinhos das outras igrejas, não satisfaça o que o NT, os dicionários e os exemplos dos tempos apostólicos nos ensinam. Que vamos fazer? Ficar com estas músicas? Ou obedecer e agradar a Deus?) 
Muitos estudiosos crêem que o estilo do hino também tem que ser como o do canto gregoriano inicial. 
"cantar hinos" {humneô, 5214, traduziremos como "LOUVAR-CANTANDO"} é o verbo expressando cantarmos o acima. O termo é usado em Mt 26:30; Mc 14:26; At 16:25; He 2:12. 
"cântico" {ôdê, 5603, traduziremos como "CÂNTICO-DE-LOUVOR-ENSINO"}: Para os descrentes gregos significava apenas "cântico ou ode, palavras entoadas, podendo ou não haver acompanhamento musical." No NT, significa "cântico ou ode, palavras entoadas (1) em louvor a Deus-Pai ou a Deus-Filho, ou (2) ensinando doutrinas bíblicas, podendo ou não haver acompanhamento musical (obviamente, harmônico com o caráter de Deus)". 
O termo é usado em Ef 5:19; Cl 3:16; Ap 5:9. Sendo termo genérico, Deus-Espírito Santo teve que nos esclarecer explicitamente (Ef 5:19; Cl 3:16) que, nas igrejas, se refere estritamente a "cânticos espirituais" {ôdais pneumatikais} isto é, "palavras cantadas em louvor a Deus-Pai ou a Deus-Filho, ou ensinando doutrinas bíblicas, sendo que essas palavras expressam as coisas assopradas por deus- espírito santo [na palavra] e têm a fragrância de deus. talvez possa haver acompanhamento por instrumentos, mas tudo (letra, melodia, autor, cantor, instrumentos, etc.) tem que se harmonizar com o santo caráter de deus". Há quem restrinja a VERSÍCULOS SANTAMENTE CANTADOS. 
Um exemplo do que poderíamos legitimamente chamar de "cântico espiritual" poderia ser "Se confessarmos os nossos pecados". (1Jo 1:9). Cantemos suavemente, ao som da harpa ... Que contraste com "Celebrai com júbilo ao Senhor" com os instrumentos e estilo do rock pesado, balançando as cabeças como macacos ou rodopiando como pião ou pulando como um guariba... (Mesmo sendo todo o Salmo 100, versos 1 a 5, esta música ficou inaceitável pela associação com os "inflamados carnavais carismáticos", pelo "Oba, oba, oba, oba, oba" associado à introdução, pela sensualidade do ritmo (já vimos que todos os ritmos quaternários com os tempos pares (2, 4) fortes vieram das antigas danças sexuais européias, africanas e indígenas), e por todos os maus elementos musicais que estudamos no ano passado). 
Muitos estudiosos crêem que o estilo do cântico espiritual também tem que ser como o do canto gregoriano inicial. 

"cantar"

{adô, 103, traduziremos como "CANTAR-LOUVOR-ENSINO"} é o verbo expressando cantarmos o acima. O termo é usado em Rm 15:9; 1Co 14:15; Ef 5:19; Cl 3:16; He 2:12; Tg 5:13; Ap 5:9; 15:3. Repetindo e sumariando: Pelo ensino e exemplo do NT + dicionários + História, cremos que os 3 únicos tipos de música que Deus deseja nos nossos cultos são:

1. SALMOS = música SANTA em instrumento tal como a HARPA, tocada só a melodia (ou, no máximo, em doces arpejos, não em acordes ritmantes). Pode acompanhar palavras de louvor a Deus (usualmente Deus-Pai, possivelmente Deus-Filho, nunca Deus-Espírito), ou ensinar doutrina bíblica. 
2. HINOS = palavras SANTAS cantadas em LOUVOR a DEUS (usualmente Deus-Pai, possivelmente Deus-Filho, nunca Deus-Espírito). Podem ser lindamente acapela ou acompanhadas por instrumento tal como a HARPA, tocada só a melodia (ou, no máximo, em doces arpejos, não em acordes ritmantes). 
3. CÂNTICOS ASSOPRADOS PELO ESPÍRITO = VERSÍCULOS cantados SANTAMENTE, em louvor a Deus (usualmente Deus-Pai, possivelmente Deus-Filho, nunca Deus-Espírito), ou ensinando doutrina bíblica. Podem ser lindamente acapela ou acompanhadas por instrumento tal como a HARPA, tocada só a melodia (ou, no máximo, em doces arpejos, não em acordes ritmantes). 
O elemento vital, nestes 3 tipos de música aceitáveis a Deus, é que venham como verdadeira, santa e reverente adoração, adoração de corações que somente vêem a Deus. Talvez o estilo de todas essas músicas deva ser semelhante ao do canto gregoriano original.

2. PASSAGENS SOBRE MÚSICA, NO N.T.

A seguir, como estamos na dispensação da igreja, vejamos todos os exemplos e ordens que Deus deixou para a música das Suas IGREJAS: 
Mt 26:30; Mc 14:26 -- Jesus e seus discípulos, depois de tomarem a Ceia "..., TENDO-LOUVADO- CANTANDO {humnêsantes}, saíram para o monte das oliveiras." [Nota 1] 
At 16:25 -- Na cadeia de Filipos, Paulo e Silas, com [mãos e] pés presos no tronco, "... orando ESTAVAM-LOUVANDO-CANTANDO {HUMNOUN} A DEUS, e os OUTROS presos os escutavam." 
Rm 15:9 "E PARA QUE os gentios glorifiquem a Deus pela SUA misericórdia, como está escrito: por isso eu te confessarei entre os gentios, e LOUVAREI-ENSINAREI-JUNTO-À-HARPA {PSALÔ} ao teu nome." 
1Co 14:15 -- "... orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento. LOUVAREI- ENSINAREI-JUNTO-À-HARPA {psalô} com o ESPÍRITO, mas também LOUVAREI-ENSINAREI-JUNTO- À-HARPA {psalmô} com O ENTENDIMENTO." 
- O contexto mostra o que Paulo quis dizer: "salmodiarei de todo coração, mas também, sempre, de modo tal que aqueles que ouvirem possam entender perfeitamente (sem esforço nem atrapalho) o pensamento expresso, todas as palavras cantadas". Tanto é assim que o verso seguinte diz que "De outra maneira, se tu bendisseres [somente] com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto o amém sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes?" 
- Vejamos toda a passagem 1Co 14:7-38, detalhadas ordens de Deus sobre os cultos na igreja, inclusive a música (além do ensino pela pregação, e dos dons durante a vida dos apóstolos):
" 7 Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara? 8 Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? 9 Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? Porque estareis como que falando ao ar.  Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; LOUVAREI- ENSINAREI-JUNTO-À-HARPA {psalmô} com o espírito, mas também LOUVAREI-ENSINAREI-JUNTO-À- HARPA {psalmô} com o entendimento. 16 De outra maneira, se tu bendisseres [SOMENTE] com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes? 26 Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós(1) TEM LOUVOR-ENSINO- JUNTO-À-HARPA {psalmon}, (2) tem doutrina, (3) tem revelação, (4) tem língua, (5) tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. 27 ... Faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, ... 29 E falem dois ou três profetas, e os outros julguem. 30 Mas, se a outro, que estiver assentado, for revelada alguma coisa, cale-se o primeiro.  Porque todos podereis profetizar, uns depois dos outros; para que todos aprendam, e todos sejam consolados.  Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos.  As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei.  E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja. 37 Se alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor. 38 Mas, se alguém ignora isto, que ignore. 40 Mas faça-se tudo decentemente e com ordem. "
- Conclusões e aplicações indiscutíveis (indiscutíveis por quem quer obedecer a Deus, sempre haverá os que vão querer contestar...): 
A. A cada segundo do culto, somente UMA só palavra de uma só frase deve estar sendo pronunciada, bem distintamente, todos os presentes devem estar ouvindo com a máxima veneração e respeito. 
B. É contra o NT "música de fundo" enquanto o culto não começou e depois que terminou, e os presentes conversam. Igreja não é restaurante, nem boate, para ter música de fundo. Escapemos das disfarçadas imitações ao mundo e às igrejas moderninhas. Ou todos paremos para ouvir a música, ou ela pare para orarmos ou termos ordeira comunhão uns cons os outros. Qualquer mistura é indecente e vergonhosa. 
C. É contra o NT "música de fundo" durante a pregação, particularmente durante o "apelo". Isto não é visto no N.T., confunde as palavras, visa incendiar o emocionalismo, resulta em falsas conversões, entristece crentes pensantes, é influência das igrejas moderninhas, é baixo e indigno. 
D. É contra o NT que, enquanto a congregação canta, o dirigente da música fique pronunciando palavras não em uníssono com ela, quer (A) animando, insuflando emocionalismo; quer (B) ditando as próximas palavras para a igreja (que não quer usar hinário nem ao menos folha impressa). Confusão é. Influência pentecostal-moderninha e secular é. Indigno, indecente e vergonhoso é. 
E. É contra o NT, no culto: música de boas vindas aos visitantes, música de parabéns, música quebra-gelo (especialmente acompanhada de torvelinho de todos se movimentando e abraçando). Deixemo-las para as reuniões sociais específicas, ou orientemos para que ocorram antes ou depois do culto, do lado de fora ou em outro salão da igreja. Não deve haver palavra ou gesto no culto que não seja culto! Culto a DEUS! 
1Co 14:26 "Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais,(1) cada um de vós tem UM LOUVOR- ENSINO-JUNTO-À-HARPA {psalmon},(2) tem um ensino,(3) tem uma língua,(4) tem uma revelação,(5) tem uma interpretação. Faça-se tudo para edificação." 
Ef 5:18-19 -- "E não vos embriagueis com o vinho, em que há dissolução; mas enchei-vos com o Espírito; falando entre vós em (1) LOUVORES-ENSINOS-JUNTO-À-HARPA {psalmois}, e (2) LOUVORES- CANTADOS {humnois}, e (3) CÂNTICOS-DE-LOUVOR-ENSINO {ôdais} ASSOPRADOS-PELO-ESPÍRITO {pneumatikais},(1) CANTANDO-LOUVOR-ENSINO {adontes} e (2) LOUVANDO-ENSINANDO-JUNTO-À- HARPA {psallontes} ao Senhor com vosso coração;"  
Cl 3:16 "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria; ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros em (1) LOUVORES-ENSINOS-JUNTO-À-HARPA {psalmois}, (2) LOUVORES- CANTADOS {humnois} e (3) CÂNTICOS-DE-LOUVOR-ENSINO {ôdais} assoprados-pelo-Espírito {pneumatikais}: CANTANDO-LOUVOR-ENSINO {adontes} ao Senhor com graça em vosso coração." 
Estas 2 últimas passagens, de Efésios e Colossenses, (segundo o livreto "Instruments Of Music In The Service Of God", impresso por McQuiddy Printing Co., Nashville), significam exatamente a mesma coisa: 
- "enchei-vos do Espírito" e "a palavra de Cristo habite ricamente em vosso coração" significam exatamente o mesmo; 
- "cantando e salmodiando ao Senhor com vosso coração" e "cantando ao Senhor com graça em vosso coração" são uma e a mesma coisa, e significam pôr em harmonia os pensamentos e sentimentos do coração (o interior e real) com o sentimento sendo expresso pelo cantar da voz e dedilhar da harpa (o exterior). É O SENTIMENTO SENDO CANTADO QUE CONSTITUI A ADORAÇÃO; NÃO HÁ ADORAÇÃO ACEITÁVEL À PARTE DO SENTIMENTO SENDO CANTADO. A música da canção é somente um meio de imprimir mais fortemente o sentimento cantado nos corações de quem canta e de quem ouve. O que é cantado tem que ser o fruto da palavra de Deus "habitando ricamente" no coração. Isto é alcançado por falar a palavra de Deus em canção. 
He 2:12 "Dizendo: Anunciarei o teu nome a meus irmãos, LOUVAR-TE-EI-CANTANDO {humnêsô} no meio da congregação." (Em Sl 22:22, a palavra é "hâlal", 1984, louvar, glorificar com os lábios) 
Tg 5:13 "Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? LOUVE-ENSINE-JUNTO-À- HARPA {psalletô}." 
Ap 5:8-12 "E, quando ele tomou o livro, as quatro criaturas-viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles(1) HARPAS {kitaras} e (2) salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos. E CANTAVAM-LOUVOR-ENSINO {adousin} um novo CÂNTICO-DE- LOUVOR-ENSINO {ôdên}, dizendo: Digno és ..." (Música de louvor e adoração, em toda a Bíblia: há centenas a Deus-Pai; só uma (esta, não na dispensação da igreja) a Deus-Filho; nenhuma a Deus-Espírito Santo!) 
Ap 15:3 "E CANTAVAM-LOUVOR-ENSINO {adousin} o CÂNTICOS-DE-LOUVOR-ENSINO {ôdên} de Moisés, servo de Deus, e o CÂNTICOS-DE-LOUVOR-ENSINO {odên} do Cordeiro, dizendo: Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor Deus Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos santos."
3. DEVEMOS NOS ESPELHAR SÓ NO NOVO TESTAMENTO (não na prática comum de hoje, e não no VT!). 
Não chegamos ainda ao ponto de crer que de modo algum, em hipótese alguma, instrumentos alguns podem ser usados no culto a Deus nas nossas igrejas. (Cremos que as palavras "salmos" e "salmodiar", usadas em relação a igrejas, implicam no acompanhamento por harpa onde são dedilhados arpejos ou a melodia). Mas, para que ponderemos gravemente no assunto instrumentos e seus usos, e os saibamos melhor adequar à vontade de Deus, não rígidamente adaptaremos, aqui, um esboço por M.A. Copeland.).

3.1 HÁ QUATRO TIPOS DE ADORAÇÃO NO NT.

A. "ADORAÇÃO EM VERDADE"
1. Referida por Jesus em Jo 4:20-24 
Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. (Um espírito não depende nem se prende a nada material.)
2. Este é o tipo de adoração que DEUS espera de NÓS, HOJE, na dispensação da Igreja ("a hora vem, e AGORA é") 
3. Uma vez que isto nos diz respeito tão particularmente, estudaremos melhor, um pouco mais na frente.

B. "ADORAÇÃO INÚTIL"...

1. Referida por Jesus em Mt 15:7-9 
Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens. 
2. Este tipo de adoração resulta de: 
- Seguir as tradições antigas e as modas atuais de homens e ignorar as ordens de Deus. 
- Adoração e louvor que não vêm totalmente "DO CORAÇÃO."

C. "ADORAÇÃO EM IGNORÂNCIA"

1. Referida por Paulo em At 17:22-23

E, estando Paulo no meio do Areópago, disse: Homens atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; Porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio

2. Esta é a adoração oferecida na ausência de um conhecimento da vontade de Deus concernente a quem Ele é, e como deve ser adorado.

D. "ADORAÇÃO AUTO-IMPOSTA, SEGUNDO NOSSA PRÓPRIA VONTADE"

1. Referida por Paulo em Cl 2:20-23

Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: Não toques, não proves, não manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne. [Nota 3]

2. Esta adoração, proximamente alinhada com adoração EM VÃO:

- É o resultado de fazer o que NÓS pensamos que é bom ou que NÓS gostamos. 
- Mas é abominada por Deus, conforme nos ensina com Nadabe e Abiú. 
[Não é QUALQUER tipo de adoração-bem-intencionada que é aceitável por Deus, Ele só aceita UM tipo: A "VERDADEIRA ADORAÇÃO". Temos que entender em que consiste! . 
3.2. O SIGNIFICADO DE ADORAÇÃO "NA VERDADE" 
A. CONFORME DEFINIDO POR JESUS... 
1. "os verdadeiros adoradores adorarão ao Pai EM ESPÍRITO E EM VERDADE;" - Jo 4:23 (acima) 
2. Mas que significa a frase "em Espírito e em verdade"? 
3. Note, primeiramente, o contraste salientado por Jesus -- cf. Jo 4:19-24 (acima) 
a. Os judeus tinham estado adorando corretamente, ao irem a Jerusalém. 
b. Mas agora estava chegando a hora em que o local (e tudo que é físico) não mais seria importante (como o foi no VT). 
4. Então está sendo feita uma diferenciação e um diametral contraste entre adoração no VT e no NT! 
a. De alguma forma, a adoração no VT não tinha sido "em espírito e verdade." 
b. Mas a adoração no NT seria! (em espírito e em verdade). 
[O contraste ficará mais evidente ao definirmos o que foi intencionado com "em espírito e em verdade."]

B. ADORANDO DEUS "EM ESPÍRITO"...

1. Alguns entendem que isto significa adorá-Lo com sinceridade do coração".
a. Mas isto não se encaixa com a idéia que Jesus está fazendo um contraste entre adoração no VT e no NT;
b. Pois sinceridade era exigida no VT, em igual medida - Deu 6:4-7; Isa 1:10-18. 
Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR. Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te. 
Ouvi a palavra do SENHOR, vós poderosos de Sodoma; dai ouvidos à lei do nosso Deus, ó povo de Gomorra. De que me serve a mim a multidão de vossos sacrifícios, diz o SENHOR? Já estou farto dos holocaustos de carneiros, e da gordura de animais cevados; nem me agrado de sangue de bezerros, nem de cordeiros, nem de bodes. Quando vindes para comparecer perante mim, quem requereu isto de vossas mãos, que viésseis a pisar os meus átrios? Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para mim abominação, e as luas novas, e os sábados, e a convocação das assembléias; não posso suportar iniqüidade, nem mesmo a reunião solene. 
As vossas luas novas, e as vossas solenidades, a minha alma as odeia; já me são pesadas; já estou cansado de as sofrer. Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue. Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal. Aprendei a fazer bem; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas. Vinde então, e argüi- me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã 
2. Uma interpretação melhor é que adoração em espírito significa oferecer adoração que seja espiritual, 
a. Em contraste com adoração que é física, carnal 
b. Este contraste está em harmonia com o contexto 
1) Jesus começou por dizer "Deus é Espírito", 
2) Portanto, a adoração a Deus tem que ser "espiritual", isto é, mais adequada à Sua natureza. 
c. Esta interpretação está em harmonia com aquilo que aprendemos em outras passagens sobre o contraste entre adoração no VT e no NT:
1) De He 9:1-10 aprendemos que a adoração no VT consistia de ordenanças CARNAIS, por exemplo: 
a) Uma estrutura física (tabernáculo). 
b) Roupas especiais para os sacerdotes 
c) Candelabros 
d) Queimar de incenso 
e) Instrumentos de música 
f) Sacrifícios de animais 
-- tudo isto apela para os sentidos FÍSICOS. 
2) Mas a adoração no NT é dirigida mais ao lado ESPIRITUAL do homem: 
a) O templo de Deus é espiritual, é constituído dos salvos - 1Co 3:16; Ef 2:19-22 
Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? 
Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus; Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito. 
b) Todos os salvos são sacerdotes, oferecendo sacrifícios espirituais - 1 Pe 2:5,9; Rm 12:1; He 13:15 
(5) Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. (9) Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; 
Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. 
Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. 
c) Nossas orações tomaram o lugar do suave incenso do VT - Ap 5:8 
E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos. 
d) Nossa música é fazendo melodia com o CORAÇÃO - EF 5:19.
Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração; 
3) As ordenanças físicas do VT foram instituídas para durar até um "tempo da correção" (o qual ocorreu com a chegada do Nova Aliança, o NT) - He 9:9-10 
Que é uma alegoria para o tempo presente, em que se oferecem dons e sacrifícios que, quanto à consciência, não podem aperfeiçoar aquele que faz o serviço; Consistindo somente em comidas, e bebidas, e várias abluções e justificações da carne, impostas até ao tempo da correção. 
3. Portanto, "adorar em espírito" é oferecer adoração ESPIRITUAL como ensinada no NT, e não a adoração FÍSICA como encontrada no VT.

C. ADORANDO DEUS "EM VERDADE" 
1. Que significou o Senhor Jesus Cristo ao nos ordenar adorar "em verdade"? 
a. Adorar de acordo com os mandamentos de Deus (como é tão freqüentemente interpretado)? 
b. Obviamente que devemos adorar assim. 
c. Mas, novamente, não há contraste com o que Deus esperava no VT - cf. Dt 5:32-33
Olhai, pois, que façais como vos mandou o SENHOR vosso Deus; não vos desviareis, nem para a direita nem para a esquerda. Andareis em todo o caminho que vos manda o SENHOR vosso Deus, para que vivais e bem vos suceda, e prolongueis os dias na terra que haveis de possuir. 
d. Jesus admitiu que os judeus estavam corretos ao adorarem - Jn 4:22 
Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. 
e. Portanto, o contraste que Ele significou não é entre adoração "FALSA" e "VERDADEIRA". 
2. O contraste é entre aquilo que é "VERDADEIRO" (ou real), e aquilo que tinha sido uma "SOMBRA" apontando para o verdadeiro! 
a. Muitos elementos da adoração do VT eram simplesmente uma "sombra" ou "figura" do que estava por vir. 1) O Tabernáculo foi um símbolo - He 9:8-9 
Dando nisto a entender o Espírito Santo que ainda o caminho do santuário não estava descoberto enquanto se conservava em pé o primeiro tabernáculo, Que é uma alegoria para o tempo presente, em que se oferecem dons e sacrifícios que, quanto à consciência, não podem aperfeiçoar aquele que faz o serviço;
 2) Toda a Lei Cerimonial com seus modos de adoração foi somente um "símbolo" daquilo que estava por vir - He 10:1 
Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam. 
b. Cristo está agora no VERDADEIRO tabernáculo (o céu) He 9:11-12,24 
(11) Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, (12) Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.) (24) Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus;
 1) Portanto, deveríamos esperar que a adoração "em VERDADE" seja diferente daquela "em SOMBRA". 
2) E já vimos que este é o caso: 
a) A adoração do VT, que não foi senão uma SOMBRA, foi FÍSICA na sua natureza. 
b) Mas a adoração do NT, a qual Deus agora espera dos "verdadeiros adoradores", é por VERDADEIRAS realidades (Deus é espírito, Cristo está no céu), é ESPIRITUAL em natureza. 
3.3. A MÚSICA NA ADORAÇÃO "EM VERDADE" 
A. A ÚNICA MÚSICA ORDENADA NO NT FOI "VOCAL" (só pela voz) ... [Hélio diria "principalmente vocal", mas vê salmos no NT, portanto a suave harpa, harpa dedilhada. Ver "psallô" em Rm 15:9; 1Co 14:15; Ef 5:19; Cl 3:16; Tg 5:13. Ver "psalmos" em 1Co 14:26; Ef 5:19; Cl 3:16.] 
1. O exemplo de Jesus e Seus discípulos - Mt 26:30; Mt 14:26 ("..., TENDO-LOUVADO-CANTANDO- HINO {humnêsantes}") 
2. O exemplo de Paulo e Silas - Ac 16:25 ("... orando ESTAVAM-LOUVANDO-CANTANDO-HINOS {HUMNOUN} A DEUS")
3. Outra referência He 2:12 - "Louvar-te-ei-cantando-hinos {humnêsô}"

B. A MÚSICA NO NT ENFATIZAVA O "ESPIRITUAL" .. 
1. Ef 5:19 - "LOUVANDO-ENSINANDO-JUNTO-À-HARPA {psallontes} ao Senhor com vosso coração" 
a. (psallontes) - No VT isto implicava no acompanhamento por instrumentos musicais como a harpa.
 b. Mas note que agora (no NT) o instrumento é o coração, o NT não fala de sequer um instrumento mecânico nesta dispensação da igreja! 
c. Note o contraste entre o coração (ESPIRITUAL) versus instrumentos mecânicos (FÍSICOS). 
d. Uma vez que música é para ser oferecida "ao Senhor", é sumamente importante que os reconheçamos como Santo e ofereçamos a Ele exatamente o que Ele especificou (cf. Nadabe & Abiú)! 
2. Cl 3:16 - "CANTANDO-LOUVOR-ENSINO {adontes} ao Senhor com graça em vosso coração."

a. Esta passagem é paralela a Ef 5:19 
b. Note, novamente, que a ênfase é ESPIRITUAL "ao Senhor com graça em vosso coração." 
C. REVISE O CONTRASTE ENTRE A MÚSICA DO VT E DO NT...

1. Música do VT 
a. A cargo de um coral especializado, poderíamos dizer "profissional". 
b. Acompanhado por vários instrumentos mecânicos. 
c. ÊNFASE: Como soa ao ouvido "bem entendido em boa música" (apelo ao lado FÍSICO do homem). 
2. Música no NT

a. Cantada por toda a congregação ("falando [conjuntamente] um ao outro em salmos e ...") 
b. A melodia é feita no CORAÇÃO, não em instrumento artificial. 
c. ÊNFASE: Como soa ao coração de Deus e, conseqüentemente, à alma, lado ESPIRITUAL do homem. 
[A música no NT, portanto, deve ser ESPIRITUAL em ênfase: 
1. Cantada por toda congregação [Hélio&Nira diriam "preferencialmente, usualmente, com maior valorização"] 
2. Enfatizando não o soarmos "bem", mas sim o fazermos melodia verdadeira ao Senhor, em nossos corações! 
[Não estamos inventando nada novo, veja incontáveis citações e registros históricos, como as da seção .

3.4. PRETEXTOS USUAIS PARA O USO DE INSTRUMENTOS.

A. "INSTRUMENTOS TÊM SIDO UMA TRADIÇÃO DA IGREJA, DESDE SUA FUNDAÇÃO"

1. Não realmente. A História indisputada mostra que só foram introduzidos séculos depois.
2. Na maioria das "denominações", instrumentos só foram introduzidos na virada dos séculos XVII- XVIII. 
3. Mesmo se a tradição viesse do século II, se qualificaria como adoração EM VÃO - Mt 15:9 
B. "EU NÃO VEJO MAL EM USARMOS TODO TIPO DE INSTRUMENTO E MÚSICA" 
1. Então sua adoração é EM IGNORÂNCIA - At 17:22-23 
2. No sentido que você não está apercebido do tipo de adoração que Deus lhe ordena.

C. "NÃO ME INTERESSA: EU GOSTO DE TODO TIPO DE INSTRUMENTO E MÚSICA QUANDO EU CULTUO A DEUS"

1. Então sua adoração se tornou "SEGUNDO A SUA PRÓPRIA VONTADE" - Cl 2:20-23 
2. E você já começou a adorar como Nadabe e Abiú

a. Oferecendo aquilo que VOCÊ gosta 
b. Mas que é profano, pois Deus não o ordenou.

D. "MAS MUITOS INSTRUMENTOS (E OUTRAS COISAS...) ESTÃO NO VT"

1. Também estão um monte de outros atos de adoração "impostas até ao tempo da correção" - He 9:10 
2. Este tempo chegou com Cristo, Deus espera Seu povo adore diferentemente - Jo 4:23-24 
3. O fato que Deus possa ter ordenado algo no passado não significa que Ele aprove seu uso agora (especialmente quando Ele tem revelado o que Ele AGORA quer!). Você imola cordeiros, etc.? 
4. Considere o pecado de Moisés

a. Primeiramente, Deus lhe disse para BATER na rocha e assim receber água - Ex 17:5-6 
b. Depois, noutra ocasião, Deus lhe disse para FALAR à rocha - Nu 20:7-8 
c. Mas Moisés bateu na rocha como antes, e assim pecou e perdeu seu direito de entrar na terra prometida - Nu 20:9-12 
5. Seu pecado? Não tratou Deus como Santo e fazendo EXATAMENTE E SÓ o que ordenara para o PRESENTE! 
a. Deus pode ter tolerado e até ordenado música de vários tipos e com vários instrumentos, no VT. 

b. Mas agora Ele ordena música VOCAL, no NT. [Hélio diria "principalmente vocal", mas vê salmos no NT, portanto a suave harpa, harpa dedilhada.]
fonte historiadamusicasacra.blogpsot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAZ DO SENHOR

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.