sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Arqueologia descobertas comprovam a biblia




Enquanto muitos duvidam, outros usam a inteligência para mostrar que Deus é real. 

Enquanto alguns homens e mulheres da ciência declaram, presunçosos, que não acreditam em Deus, muitos de seus colegas não só acreditam como usam sua inteligência para provar que muito do que está na Bíblia é verdade. Embora para muitos baste estar escrito nela para que creiam, outros são encorajados por essas descobertas a perceberem que o Divino não está excluído da natureza somente porque algo pode ser explicado fisicamente.

A todo momento, novas descobertas comprovam as Escrituras. Grandes nomes da ciência, ao longo das eras, partiram da Bíblia para investigar o cosmos e nosso planeta, assim como seus fenômenos, sem deixar de lado a submissão a Deus. São físicos, médicos, astronautas, astrônomos, navegadores, biólogos, arqueólogos, filósofos, matemáticos, geólogos, oceanógrafos, engenheiros a vários outros que, apesar de suas mentes brilhantes, sabem que Alguém muito superior é o responsável pela origem de tudo o que existe.

Veja 5 descobertas que comprovam algumas informações da Bíblia:

As correntes marítimas

Muito antes das grandes navegações e de o mundo submarino ser explorado, o rei Davi já falava de “caminhos nos mares” na Bíblia:

“Que é o homem, que dele te lembres? E o filho do homem, que o visites?

Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus e de glória e de honra o coroaste.

Deste-lhe domínio sobre as obras da Tua mão e sob Seus pés tudo lhe puseste:

ovelhas e bois, todos, e também os animais do campo;

as aves do céu, e os peixes do mar, e tudo o que percorre as sendas dos mares.”  Salmo 8.5-8

Essas “sendas” chamaram atenção de um importante oficial da Marinha dos Estados Unidos no século 19. Partindo desse trecho dos Salmos, Matthew Maury, pesquisador marítimo e navegador, descobriu “rios submarinos”, as correntes marinhas que hoje conhecemos e que influenciam a natureza por onde passam. Como um antigo pastor de ovelhas da Antiguidade saberia disso, se não pela inspiração de Deus? Maury, neto de um pastor cristão, confiou nisso e entrou para a História como competente marinheiro, astrônomo, historiador, oceanógrafo, meteorologista, cartógrafo, escritor, geólogo e professor dos mais respeitados.

A existência da Babilônia

Reino importante no Antigo Testamento, a Babilônia subjugou os israelitas e os escravizou por décadas. Naquele país Daniel se destacou por sua fé, fazendo reis admitirem que só o Deus único era real.

Ainda assim, muitos estudiosos alegavam que a Babilônia era um reino fictício, fruto de uma “mitologia” bíblica, até que arqueólogos encontraram vários indícios de sua existência em artefatos que comprovavam o contexto bíblico e, mais tarde, acharam a própria cidade-estado que já foi uma das mais poderosas de sua época no mundo então conhecido, no atual território do Iraque. Alguns desses artefatos estão expostos ao público em famosas instituições da ciência e da História, como o Museu de Arqueologia Bíblica Paulo Bork, em Engenheiro Coelho (como o tablete de argila na foto ao lado), São Paulo, e nos museus europeus Louvre – em Paris, França – e Britânico – em Londres, Inglaterra –, só para citar alguns.

A Terra é redonda

O formato de nosso planeta já não é novidade nem mesmo para crianças em idade pré-escolar. Mas, como já sabiam disso os seres humanos dos tempos bíblicos, quando viagens espaciais, telescópios e satélites estavam bem longe da realidade?

“Ele é O que está assentado sobre a redondeza da terra, cujos moradores são como gafanhotos; é Ele quem estende os céus como cortina e os desenrola como tenda para neles habitar;” Isaías 40.22

Embora muitos teorizassem que a Terra era uma esfera milênios depois de Isaías, só no século 15 grandes navegadores como Cristóvão Colombo o provaram na prática, confirmando mais uma vez que a Bíblia estava certa e acima do entendimento humano da natureza.

A diabetes

Muito antes dos vastos conhecimentos sobre o corpo humano, o sábio Salomão já dizia em seus Provérbios:

“Comer muito mel não é bom; assim, procurar a própria honra não é honra.” Provérbios 25.27

Saúde era uma questão divina para os israelitas. Não só era importante para a sobrevivência de um reino, como também era questão de honrar a vida que Deus deu a todos, sagrada, e por isso devia ser mantida como a dádiva que era.

Hoje a ciência não esconde de ninguém que consumir carboidratos em demasia aumenta as chances de diabetes, o aumento anormal da glicose no sangue, que causa sérios problemas de saúde, abre as portas para outros, compromete bastante a qualidade de vida e pode levar à morte.

Salomão, usando a sabedoria com que Deus lhe presenteou, já aconselhava seu povo a respeito disso.

Sim, o Rei Davi existiu

Davi é uma das figuras mais importantes da história não só de Israel como do mundo. Ainda assim, muitos defendiam que ele também era apenas um herói criado para “levantar a bola” dos israelitas.

Pastor, músico, guerreiro e rei, foi um dos grandes responsáveis pela imponência que Israel conquistou, mas sempre se pôs como servo de Deus, acima de tudo, ainda que tenha cometido falhas – e, por isso, também é entre nós um dos maiores exemplos da misericórdia de Deus.

Mas outros cientistas decepcionaram aqueles céticos. Arqueólogos encontraram (e continuam a encontrar) indícios da existência de um dos reis mais importantes da História (como os artefatos na foto ao lado), ajudados pelos modernos métodos tecnológicos que permitem escavações detalhadas nos lugares em que o monarca viveu ou passou.
Fonte arca universal



Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAZ DO SENHOR

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.