quarta-feira, 13 de abril de 2016

Lições BETEL adultos direção do abismo n.3




 LARGOS PASSOS EM DIREÇÃO AO ABISMO
(Lição 03 - 17 de abril de 2016)


TEXTO ÁUREO
“Assim, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já se passaram; eis que tudo se fez novo.” 2Co 5.17

VERDADE APLICADA
O fruto do Espírito é capaz de refrear a dependência emocional causada pelo uso descontrolado de jogos virtuais.
OBJETIVOS DA LIÇÃO

 REVELAR o perigo que os jogos representam;
 MOSTRAR como o jogo pode tornar-se uma doença;
ENSINAR o caminho a ser tomado para reverter a dependência causada pelos jogos.

TEXTOS DE REFERÊNCIA

Jo 10.7 – Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas.

Jo 10.8 - Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram.

Jo 10.10 - O ladrão não vem se não a roubar, a matar e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.

Jo 10.12 - Mas o mercenário, que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge, e o lobo as arrebata e dispersa.

Jo 10.14 - Eu sou o bom pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.

INTRODUÇÃO

Com o desenvolvimento da tecnologia, há um novo entretenimento que está influenciando as vidas das pessoas, trata-se dos jogos eletrônicos que vamos abordar nessa lição. Sabemos que os jogos fazem parte da cultura do homem, citamos como exemplo, o jogo de xadrez, criado pelos chineses a mais de dois mil anos. Porém, os jogos estão cada vez mais sofisticados. A indústria dos jogos eletrônicos é uma das mais bilionárias do planeta. A tecnologia de ponta criou jogos, onde, em alguns casos, o jogador pode escolher o final, definir que tipos de missões que ele pode fazer e alguns games o jogador pode escolher caminhos, e outros. Além de trazer também desafios complexos onde o jogador deve usar de raciocínio lógico para resolver problemas. Esses jogos acabam atraindo as pessoas, elas ficam muito tempo jogando. Muitas, tornam-se dependente desse moderno entretenimento, deixam de fazer tarefas importantes e ficam prejudicadas. Devemos fazer uso do fruto do Espírito Santo para sermos vitoriosos diante dessas atrações. (Gal. 5.22).

1. UM MUNDO DESCONHECIDO

Hoje em dia, o acesso aos jogos eletrônicos é muito fácil, através de computadores, celulares, vídeo games, entre outros aparelhos a tecnologia avança, onde crianças, adolescentes e até mesmos os adultos são envolvidos e atraídos pelos mais diversos tipos de jogos e aparelhos. Geralmente os jogos induz a pessoas a buscar sempre um nível mais avançado, isso leva a pessoa para um mundo desconhecido, onde nem ela mesma sabe para onde vai. Os caminhos desconhecidos são perigosos. Em Provérbios 14.12, diz que “há caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte”. As novidades tecnológica e as curiosidades dos jogos captam a atenção e faz com que os novos jogos interajam com o jogador e se assemelhe com a realidade. Essa tecnologia faz com que a pessoa tenha o desejo de jogar diariamente, com o passar do tempo o jogo torna-se um hábito e o iniciante torna-se um viciado. Os jogos eletrônicos são até divertidos e atraentes, muitos deles são didáticos e contribuem para a aprendizagem. Todavia, devemos evitar caminhar seguindo nossa imaginação. Viver o fruto do Espírito é essencial para o cristão superar essas fraquezas.

1.1. O começo do hábito

O perigo do jogo se inicia quando a pessoa obtêm o hábito de jogar, assim, com o passar do tempo, é grande o risco dessa prática se transformar em vício. A pessoa que se torna dependente de jogos eletrônicos e internet pode sofrer de ansiedade e ter seu comportamento alterado. Há informações de crianças que sofrem atualmente de insônia, obesidade infantil, entre outras doenças, por ficar noites e noites em frente ao computador, jogando em rede com pessoas do mundo inteiro, outras confundem a realidade com a ficção e vivem um mundo de sonhos e fantasias, prejudicando seu desempenho escolar e sua própria vida. Quando começa a jogar é difícil parar, geralmente a pessoa deseja alcançar sempre uma fase a mais e aí o tempo vai passando e o jogador nem se dá conta do tempo. É isso que Satanás quer, ele engana as pessoas, afinal ele é o pai da mentira, (Jo 8.44), Os jogos vicia, rouba o tempo da pessoa deixando-os aprisionadas. Nosso tempo é precioso, devemos aproveitar nosso tempo para Deus. (Cl 4.5).

1.2. Uma arma perigosa

Os Jogos eletrônicos tem se tornado numa arma perigosa, um perigo de verdade, a comunidade cientifica tem alertado sobre o surgimento de uma categoria de jogos on-line de muito perigo: os MMORPG (uma sigla em inglês para jogos de interpretação de personagem on-line para vários jogadores). O perigo desse jogo é grande porque tem a capacidade de criar uma situação onde o jogador cria um avatar (personagem virtual) para viver situações falsas de guerras travadas, na maioria na Idade Média. Esses ambientes fictício sugere que as guerras pelo avatar lhe deixa ainda mais cheio de poder, assim, esse jogador passa a ser admirado pelos demais. Na verdade, essa é uma artimanha de Satanás a fim de aprisionar o homem através de suas mentiras. Pois o fato do jogador ser admirado pelas vitórias através dos jogos, faz com que ele se sinta admirado pelos outros. Assim, ele gasta mais tempo ainda jogando, tornando sua saúde e vida social prejudicadas. Devemos entender que os jogos não são real e sim, uma falsa realidade, ser vitorioso em jogos não significa que vai ser um vencedor na vida real, quando alguns jogadores enxergam essa verdade se tornam pessoas frustradas.

1.3. Outras armas perigosas

Além de prejudicar a vida social e a saúde como foi citado acima, alguns desses jogos comprometem a parte financeira do praticante, pois na tentativa de ganhar mais notoriedade e poder, o praticante passa a pagar por isso, assim o jogo passa a invadir a área financeira da pessoa envolvida deixando seu orçamento comprometido e consequentemente muitas dividas. De forma semelhante a MMORPG que é muito perigoso, também existem os MOBA e FPS On-line, esses jogos também deixa o usuário dependente, pois a medida que a pessoa vai ganhando os jogos, também vai sendo admirado pelos outros jogadores, fazendo com que a pessoa se sinta “poderosa”. As empresas ao perceber esse mercado lucrativo criaram aplicativos interessantes de jogos para tablets e smartfhones que tem feito ainda mais pessoas adeptas e dependentes desses jogos. Muitos desses realçam a violência como forma de atração, isso mostra claramente que a obra de Satanás está nesse negócio.

2. A PROVA DA DEPENDÊNCIA

Uma forma de identificar se alguém está se tornando um dependente é através da sequência em que ela acessa o jogo. Percebe-se que nenhuma pessoa que é "viciado" joga só de vez em quando, o viciado joga muito e frequentemente joga mais do que pretendia fazê-lo. De modo a comprometer atividades importantes na vida por causa do jogo, como a família, o trabalho e escolas, não sobra tempo para outras coisas. Ela até tenta parar de jogar, mas sente-se incapaz de frear seu comportamento. Quando deixa de jogar a pessoa pode sentir-se irritada, desanimada, ansiosa, tomada por uma série de sensações ruins, mal conhecidas dentro de si. Essas atitudes evidencia que ela se tornou um dependente de jogo. Essas pessoas estão precisando urgentemente de ajuda para superar suas fraqueza, o fruto do Espírito Santo é capaz de libertar qualquer vício e trazer de volta o gozo e a paz que tanto precisa.

2.1. O prazer produzido pelo Espírito

Os jogos eletrônicos estão presentes nos mais diversos ambientes, seja nos lares, em lan houses e, atualmente, através de conexões Wi-Fi, e o jogador pode utilizar esse artefato em qualquer local que disponibilize rede de internet. Todas essas facilidades tem atraídos mais pessoas se aventurar nesse mundo virtual. Muitos entendem que pessoas viciados em jogos pode sofrer do mesmo tipo de dependência que sofre o usuário de drogas, alguns estudos prova essa semelhança. Essa dependência é causada pela liberação de dopamina, trata-se de um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar no cérebro, a dopamina está envolvida no controle de movimentos, aprendizado, humor, emoções, cognição e memória.

2.2. Em busca de reconhecimento

Estudos indicam que pessoas praticantes de jogos tem crises de baixa autoestima. E a prática do jogo lhe causa uma sensação de prazer pelo reconhecimento virtual, assim ele fica cada dia mais aprisionado nesse ambiente produzido pelo jogo. O jogador quando se torna vitorioso tem sua autoestima elevada e isto faz com que ele sinta-se reconhecido entre seus seguidores. De que adianta ser valorizado por homens e não ser conhecido por Deus. Somente o Espírito Santo pode preencher o vazio do coração do homem. O verdadeiro prazer e alegria não se encontra em nenhum tipo de jogo ou em outras coisas que não provém de Deus, mas vem da presença de Deus na vida do homem, (Sl 68.3). Devemos aprender com Davi, ele conhecia bem onde buscar a verdadeira fonte que liberta e restitui a autêntica alegria: Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo. Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário. (Sl 51. 10-12).

2.3. Um mercado em crescimento

Considera-se a indústria dos jogos eletrônicos como uma das várias disseminações da tecnologia que não possuem limites, tratando-se de um território em ampla expansão. Atualmente, tendo atingido, de forma direta ou indireta, uma significativa parcela da população mundial. Os jogos eletrônicos são considerados um dos modelos lúdicos mais presentes no cotidiano de crianças, adolescentes e adultos jovens, independentemente do poder aquisitivo do jogador. São bastante promissores e hoje, as indústrias de jogos crescem, de certa forma, bastante acelerada. As vendas mundiais foram de mais de 10 bilhões de dólares. Não há um desaquecimento no mercado de jogos, na verdade a estimativa é crescer mais ainda. O aumento da produção de jogos busca formatar um novo tipo de comportamento que deverá preestabelecer um modelo de sociedade alienada dos fatos reais. Temos que ficar atento, a Igreja tem o dever de sociabilizar e proclamar a verdade, apresentar a Cristo como o único Caminho de Verdade e Vida para o homem (Jo 14.6).

3. LIÇÕES PRÁTICAS

É muito importante para nós cristãos ter conhecimento das informações que surgem a cada dia. Alguns podem até ficar surpreendidos das novidades tecnológicas e dos meios de informações, de certo ponto, tem lá suas razões, pois a cada instante a tecnologia avança e o acesso as informações está cada vez mais rápida e eficiente. A igreja precisa ter conhecimento de todas essas novidades a fim de saber utilizar aquilo que é bom e precaver-se das coisas que não edificam. Há jogos que são educativos, estes servem como métodos de aprendizagem em qualquer área de ensino, outros não são adequados, além de causar dependência, atrapalham e muito a vida espiritual de qualquer pessoa. Devemos agir com discernimento espiritual e seguir a recomendação sábia do apóstolo Paulo que nos manda examinar tudo, reter o bem e abster-se de toda espécie do mal,(1 Ts 5.21,22).

3.1. Inofensivo ou perigoso?

Muitas pessoas se pergunta se os jogos são perigosos ou apenas hábito inofensivos, acessar jogos de vez em quando não prejudica ninguém. Todavia, estamos ciente que tudo começa aos poucos, a prática de jogar vai aumentando a cada acesso e a pessoa fica cada vez mais envolvida, por isso, apesar de ser inofensivo, pode se tornar uma porta de entrada para o perigo. O domínio próprio do fruto do Espírito é essencial para o cristão permanecer firme frente essas questões. Se a pessoa está envolvida com a prática dos jogos eletrônicos, precisa fortalecer-se no Senhor e libertar desse mal. “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder” (Ef 6.10).

3.2. Restaurando a comunhão perdida

Às vezes imaginamos que um jogo que possui uma imagem inofensiva não poderá causar nenhum problema, mas é aí que ocorre o perigo. Mesmos esses que não damos nenhuma ênfase, podem nos afastar da comunhão com Deus, tudo isso é estratégia de Satanás que tem feito de tudo para tirar o homem da presença do Senhor. Entretanto, é possível restaurar a comunhão perdida. Preencher a mente com a Palavra de Deus é um meio eficaz que liberta o homem da prisão virtual provocada pelos jogos. A leitura da Palavra de Deus é uma excelente ocupação para aqueles que desejam superar seus limites. O limite é o foco principal apresentado nos jogos. Não devemos buscar superar esses limites! Supere os seus limites conhecendo e prosseguindo em conhecer mais a Deus que lhe deu uma vida abençoada, (Os 6.3). Provai, e vede que o Senhor é bom; bem aventurado o homem eu nele se refugia, (Sl 34.8).

3.3. Entrando pela porta verdadeira

Apesar de ser atraente e divertido e proporcionar alegria, a prática diária dos jogos devem ser evitados, porque como disse o autor da revista, é apena uma porta falsa para a felicidade. Os jogos causam enormes consequências negativas para quem utiliza sem controle, a pessoa pode esquecer se si mesma, podendo em situações extremas, deixar de comer e até de dormir para jogar. Por ser uma atividade que proporciona prazer. Muitos não percebe que já estão dependentes. Por isso mesmo, devemos recorrer e procurar entrar pela Porta verdadeira. A verdadeira paz, alegria e felicidade só é encontrada no bom Pastor que pode libertar a pessoa oprimida de qualquer fraqueza. “ Vinde a mim, todos os que estão cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” ( Mt 11.28).

CONCLUSÃO


Mesmo com toda tecnologia que os jogos possuem, não devemos ocupar nosso tempo nessa prática, porque pode se tornar perigosa para quem não sabe utilizar. Vamos usar mais tempo para estarmos com nossa família, leitura da Bíblia Sagrada, oração e somente com coisas saudáveis. Observe a recomendação do apóstolo Paulo em Filipenses 4.8: “Irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAZ DO SENHOR

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.