quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Provas do arrebatamento antes da grande tribulação




            PROVAS BÍBLICAS DO ARREBATAMENTO
                                  PRÉ-TRIBULACIONAL




  A Bíblia ensina que a igreja será removida sobrenaturalmente (Arrebatamento). Este Arrebatamento vai acontecer antes, durante ou depois da Grande Tribulação? A melhor maneira de descobrir a verdade é interpretar de modo correto a Palavra de Deus. Em alguns casos isto é bem mais fácil dizer do que realizar. Encontrar e correlacionar as profundas verdades das Escrituras é como explorar uma mina de ouro. Trata-se de uma árdua tarefa; mas, vale a pena, quando se encontram preciosas pepitas. Suponho que o nosso maravilhoso Deus usou este meio, para que algumas coisas ocultas passassem despercebidas aos Seus inimigos.
 As parábolas são os principais exemplos de como Jesus entregou aos filhos de Deus a promessa, enquanto os filhos das trevas continuaram tateando na escuridão. [N.T. - Um exemplo atual é o dos católicos mariólatras, que até leem a Bíblia, mas continuam nas trevas da idolatria romana, porque não entendem as verdades entregues pelo Espírito Santo]. Algumas verdades divinas precisam de erudição bíblica, junto com a iluminação do Espírito Santo. Algumas vezes, pode haver mais de um nível da verdade numa determinada passagem, com insights a serem revelados apenas no tempo que o Pai achar apropriado. Este é, aparentemente, o caso da verdade sobre o Arrebatamento da igreja fiel [N.T. - aquela que se atém exclusiva e meridianamente à verdade bíblica, sem adição de outras fontes]. Alguns líderes cristãos estão cegos a respeito do Arrebatamento e da profecia bíblica - Existem muitos teólogos (principalmente os católicos), em várias denominações ditas cristãs, que se recusam a enxergar o fato de que já estamos vivendo nos tempos proféticos. Eles fazem isso porque alegorizam ou espiritualizam as Escrituras, principalmente as que se referem aos tempos finais e à restauração de Israel. A não ser que haja uma clara indicação de que somos obrigados a usar um sentido figurado [NT: figurado é diferente de alegórico. Por exemplo, Jesus dizer “Eu sou a porta” tem que ser e é naturalmente interpretado que “porta” é uma legítima figura para “o meio de entrada ao céu”; já interpretar que, nas profecias futuras, Israel é a ICAR, é alegoria, é interpretação particular, é contrário à toda a Escritura], o senso comum mostra que os escritos bíblicos devem ser literalmente compreendidos. 
Quando alegorizam as escrituras proféticas, muitos teólogos tendem a mostrar que elas dizem exatamente o que eles desejam que elas digam. Aplicar à igreja as promessas divinas feitas exclusivamente a Israel [conforme a errônea teologia criada por Agostinho de Hipona], é tentar neutralizar o cumprimento literal do que vai acontecer na Terra. Esses “eruditos” precisam ver o motivo pelo qual eles usam a racionalização humana, a fim de distorcer o claro ensino da Palavra de Deus. Além da falsa teologia católica, o erro entre os evangélicos começa nos seminários, onde alguns professores amilenialistas ou pós-milenialistas influenciam seus alunos. Creio que eles agem assim por causa da ignorância ou porque realmente não acreditam no que Deus disse a respeito do inescapável cumprimento do ensino bíblico, ou porque temem um literal julgamento, o qual vai abranger o mundo inteiro, antes que seja instalado o Reino Milenial do Senhor Jesus Cristo em Jerusalém.
 Esses homens não entendem que o corpo de Cristo ressuscitou no terceiro dia e que o corpo de Cristo (Sua igreja) logo estará chegando também ao terceiro[MARY ESTÁ FALTANDO ALGUMA COISA?] A liberdade que havia na interpretação literal das Escrituras proféticas, no passado, não era um problemas sério, como está acontecendo hoje em dia, quando o tempo da graça se escoa. No passado, a igreja possuía menos conhecimento das Escrituras e ainda estava longe dos anos proféticos nos quais agora vivemos. Também, atualmente, temos um amplo acesso às Escrituras, dentro e fora da igreja, de modo que não existe desculpa alguma para os crentes se acomodarem à interpretação particular dos seus mestres, conforme o hábito dos católicos romanos. É sempre perigoso adaptar à igreja as profecias destinadas a Israel, o que tem sido feito por, praticamente, todas as denominações cristãs. Esta [errônea] teologia ensina que Deus amaldiçoou definitivamente Israel, tendo transferido todas as Suas promessas à igreja cristã, só que a mesma teologia ignora as maldições que a igreja, obviamente, deveria ter herdado pela sua desobediência. Esta teologia foi, provavelmente, a causadora, nas décadas de 1930-40, do tenebroso Holocausto dos judeus, perpetrado por Adolf Hitler. Os criadores desta nefanda teologia abriram as portas ao Holocausto e, provavelmente, os seus adeptos vão abri-las para o homem do pecado - o Anticristo. 
A igreja é o corpo de Cristo e, portanto, as primícias da Nova Aliança. Os gentios foram enxertados na promessa divina da Aliança, depois que a maioria dos judeus rejeitou o Messias e os ramos naturais da oliveira foram quebrados, a fim de que os gentios fossem enxertados na mesma (Romanos 11). Mas, como a promessa da Aliança foi dada às casas de Jacó e Judá, sem condição alguma, ela permanecerá, até que tudo se cumpra: “Eis que dias vêm, diz o SENHOR, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá”. (Jeremias 31:31). Quando a nação de Israel reconhecer o seu pecado e invocar o nome do Senhor, ela será salva, voltando a receber a promessa da Nova Aliança. Quando o Pai determinar que chegou a hora, Ele vai arrebatar a igreja fiel, a Noiva de Cristo, para que ela se torne uma com o Seu Filho Amado. Logo em seguida, a Terra será purificada de todos os malfeitores, a fim de que Cristo volte em glória para reinar, soberanamente, sobre o mundo inteiro, a partir de Jerusalém, em Seu Reino Milenial (Joel 2:28-32 e 3:1. 
A doutrina do Arrebatamento Pré-Tribulacional é uma nova doutrina da igreja? - Alguns cristãos afirmam que não haverá o Arrebatamento da igreja, antes da Tribulação, e que esta doutrina apareceu nos anos 1800. [Porém,] No livro de Grant Jeffrey - Triumphant Return - ele conta que no ano 373 d.C., Efraim, no sermão “On the Last times, the Antichrist and the End of the World”, disse que haveria um Arrebatamento pré-tribulacional: “Pois os santos e eleitos de Deus serão reunidos, antes da Tribulação que há de vir, e levados pelos ares, a fim de não presenciarem a confusão que vai dominar o mundo, por causa dos nossos pecados”. No mesmo sermão, Efraim ensinou também que a Guerra de Gogue e Magogue precederia a volta de Cristo. O Arrebatamento Pré-Tribulacional é um segredo? - Não, ele não é um segredo. Tem sido amplamente informado, através de farta literatura, que ele, de fato, vai acontecer. Um dos escritos mais populares sobre o assunto é o livro “Deixados Para Trás”, de Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins, uma obra de ficção religiosa, que narra os últimos acontecimentos.
 O próprio evento será conhecido e testemunhado por milhões de pessoas, causando um pânico mundial, com milhares de pessoas chorando o desaparecimento dos seus entes amados. Os pagãos da Nova Era já estão preparando um falso arrebatamento de pessoas para outro planeta, conforme alguns dos seus escritos. A especialidade do Diabo é imitar o que a Bíblia ensina. Haverá um Arrebatamento Pré-Tribulacional? - No Arrebatamento, a igreja fiel ao Senhor será removida, a fim de não passar pelo julgamento que virá sobre a Terra, como castigo aos pecadores. A IGREJA FIEL NÃO PRECISARÁ DESSE JULGAMENTO, PORQUE JÁ FOI LAVADA E PURIFICADA NO SANGUE DO SENHOR. Cristo não voltará para tomar posse da Terra, nesta Segunda Vinda [N.T.: seria melhor o autor ter escrito “neste Arrebatamento”, reservando o termo “Segunda Vinda” para quando Cristo desce à terra para julgar e reinar, e o termo “Arrebatamento” para quando, 7 anos antes, Ele vem somente às nuvens, para arrebatar os salvos da dispensação das igrejas locais. Falar em 2 fases ou etapas da 2ª Vinda pode gerar confusão...], a qual será visível somente aos salvos. O ARREBATAMENTO É APENAS OUTRA FACE DA PRIMEIRA RESSURREIÇÃO, A QUAL COMEÇOU COM JESUS. Ela aconteceu no corpo físico de Cristo, quando Ele estava no túmulo, e vai atuar no Seu corpo espiritual - a igreja. Os salvos devem ressuscitar, exatamente como Cristo ressuscitou, a fim de irem se encontrar com Ele, nos ares. Isso “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal”. (2 Coríntios 5:10) Na colheita judaica, existem as primícias, a colheita geral e a colheita parcial. Não se trata de um evento único e o mesmo acontecerá com a ressurreição. Existe um grande número de passagens bíblicas indicando que a volta de Jesus para buscar a Sua igreja está se aproximando. 
Ela não deverá acontecer durante a Tribulação. Por que Jesus iria admoestar o Seu povo, no sentido de vigiar a Sua vinda (como um ladrão de noite), durante o julgamento sobre a Terra? Se os salvos precisassem passar pelos sete anos da Tribulação a igreja estaria aguardando, ansiosamente, seu retorno, antes do final da mesma. A partir do capítulo 4, quando João é convocado para subir ao Céu, a igreja deixa de ser focalizada no Livro do Apocalipse. Então, passamos a ler sobre os judeus fugindo para o deserto, as duas testemunhas morrendo e ressuscitando, os 144.000 judeus testemunhando a todas as nações e as nações se reunindo para guerrear contra Israel. Vejamos o contraste entre o Arrebatamento dos salvos, com Cristo visível somente aos que serão arrebatados, e a Segunda Vinda de Cristo, visível ao mundo inteiro. Arrebatamento - Cristo vindo para os Seus - 1 Tes. 4:13-18. “13 ¶ Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. 15 Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. 16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17 Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (1Ts 4:13-18 ACF) Segunda Vinda - Visível, conforme Apocalipse 19:14.“E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro.” (Ap 19:14 ACF) Arrebatamento - Os crentes são levados à casa do Pai - João 14:6.     “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (Jo 14:6 ACF) Segunda Vinda - Os crentes vindo com Cristo - Mateus 24:30. “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.” (Mt 24:30 ACF) Arrebatamento - Cristo visível somente aos salvos - 1 Cor. 15:52.   “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” (1Co 15:52 ACF) Segunda Vinda - todo olho o verá - Mateus 24:30.  “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.” (Mt 24:30 ACF) Arrebatamento - Nenhum julgamento sobre a Terra.
 “4 E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. 5 Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição.” (Ap 20:4-5 ACF) Segunda Vinda - Julgamento sobre a Terra - Apocalipse 20:4-5. “4 E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos. 5 Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição.” (Ap 20:4-5 ACF) Arrebatamento - Um mistério - 1 Cor. 15:51; Zacarias 12:10.    “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;” (1Co 15:51 ACF) “Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.” (Zc 12:10 ACF) Os salvos serão levados primeiro - 1 Tessalonicenses 4:13-18; Mateus 13:28-30. “13 ¶ Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. 14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. 
15 Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. 16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17 Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (1Ts 4:13-18 ACF) “28 E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? 29 Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. 30 Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.” (Mt 13:28-30 ACF) Os não alvos serão levados depois - Mateus 2:13; Apocalipse 4:1; 3:8-10.   “E, tendo eles se retirado, eis que o anjo do Senhor apareceu a José em sonhos, dizendo: Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e demora-te lá até que eu te diga; porque Herodes há de procurar o menino para o matar.” (Mt 2:13 ACF) “DEPOIS destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz que, como de trombeta, ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.” (Ap 4:1 ACF) “8 Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. 9 Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo. 10 Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.” (Ap 3:8-10 ACF) Satanás é expulso do Céu para a Terra. - Apocalipse 12.  “... 7 E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos; 8 Mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus. 9 E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. 10 ... já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite. 11 E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte. 12 ... Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo. ...” (Ap 12:1-17 ACF) 
Isto vai acontecer, num piscar de olhos - 1 Cor. 15:52.    “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” (1Co 15:52 ACF) Segunda Vinda - Cristo vindo para guerrear contra os Seus inimigos - Isaías 63:1-3; Apocalipse 16:16; Zacarias 12:9-10.          “1 ¶ QUEM é este, que vem de Edom, de Bozra, com vestes tintas; este que é glorioso em sua vestidura, que marcha com a sua grande força? Eu, que falo em justiça, poderoso para salvar. 2 Por que está vermelha a tua vestidura, e as tuas roupas como as daquele que pisa no lagar? 3 Eu sozinho pisei no lagar, e dos povos ninguém houve comigo; e os pisei na minha ira, e os esmaguei no meu furor; e o seu sangue salpicou as minhas vestes, e manchei toda a minha vestidura.” (Is 63:1-3 ACF) “E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom.” (Ap 16:16 ACF) “9 ¶ E acontecerá naquele dia, que procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém; 10 Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.” (Zc 12:9-10 ACF) 
Arrebatamento - Cristo vindo com alarido - 1 Tessalonicenses 4:16-18.     “16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17 Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (1Ts 4:16-18 ACF) Segunda Vinda - No final da Tribulação - Daniel 9:24-27; 12:11-12; Apocalipse 11:2; 12:6,14; 13:5. “24 Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo. 
25 Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos. 26 E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. 27 E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador.” (Dn 9:24-27 ACF) “11 E desde o tempo em que o sacrifício contínuo for tirado, e posta a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias. 12 Bem-aventurado o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias.” (Dn 12:11-12 ACF) “E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses.” (Ap 11:2 ACF) “E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias.” (Ap 12:6 ACF) “E foram dadas à mulher duas asas de grande águia, para que voasse para o deserto, ao seu lugar, onde é sustentada por um tempo, e tempos, e metade de um tempo, fora da vista da serpente.” (Ap 12:14 ACF) “E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses.” (Ap 13:5 ACF) Dados colhidos no texto “Proofs for Pretribulation Rapture” - Don Koenig http//www.linkjesus.com/15 diferences  .

fonte www.assemblyofgod-com.overblog.com                                      


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAZ DO SENHOR

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.