sábado, 31 de outubro de 2015

subsidio (1) CPAD jovens lição N.6 8/11/2015



                          SUBSIDIO JOVENS LIÇÃO N.6 CPAD

                                       1 CORINTIOS 13.1-7


                                       

Introdução

Caridade, ou amor a Deus e ao homem, a soma ea substância de toda a verdadeira religião; de modo que, sem ela, a eloquência mais esplêndida, o dom da profecia, o conhecimento mais profundo, fé pela qual os milagres mais estupendas pode ser forjado, a benevolência a mais ilimitada, e zelo pela verdade, até ao martírio, tudo seria inútil para a salvação, 1 Coríntios 13: 1-3. A descrição e louvor desta graça, 1 Coríntios 13: 4-7. Sua durableness; embora línguas, profecias e conhecimento cessa, mas este nunca falhará, 1 Coríntios 13: 8-10. Descrição do atual estado imperfeito do homem, 1 Coríntios 13:11, 1 Coríntios 13:12. De todas as graças de Deus no homem, caridade, ou amor, é o maior, 1 Coríntios 13:13.

Versículo 1
Ainda que eu falasse, etc. - Na conclusão do capítulo anterior, o apóstolo prometeu mostrar o Corinthians um caminho mais excelente do que a em que foram agora prosseguir. Eles estavam tão distraídos com contendas, dividido por partes, e com inveja de cada um dos outros presentes, que a unidade foi quase destruída. Esta foi uma prova plena de que o amor a Deus eo homem estava querendo; e que, sem isso, seus dons e inúmeras outras graças eram nada aos olhos de Deus; pois era evidente que eles não amar um ao outro, o que é uma prova de que eles não amam a Deus; e, consequentemente, de que eles não tinham a verdadeira religião. Tendo, por seus conselhos e orientações, corrigiu muitos abusos, e de ter mostrado a eles como em coisas externas que devem andar, de modo a agradar a Deus, agora ele mostra-lhes o espírito, temperamento e disposição em que isso deve ser feito, e sem a qual todo o resto deve ser ineficaz.

Antes de prosseguir com a consideração das diferentes partes deste capítulo, pode ser necessário verificar se a palavra αγαπη ser melhor traduzido por caridade ou amor. Wiclif, traduzindo a partir da Vulgata, tem a palavra caridade; e ele a nossa versão autorizada segue. Mas Coverdale, Matthews, Cranmer, ea Bíblia de Genebra, tem amor; que é aprovado pelos tradutores recentes e comentaristas em geral; entre os quais o chefe são Dodd, Pearce, Purver, Wakefield, e Wesley; todos estes tenazmente defendem que a palavra caridade, que agora se limita a esmola, é totalmente imprópria; e que a palavra amor, por si só expressa sentido do apóstolo. Como a palavra caridade parece agora para expressar pouco mais do que a esmola, que, realizado mesmo ao extremo de poder de um homem, não é nada se ele não têm o que os termos apóstolo αγαπη, e que aqui traduzir a caridade; é melhor omitir o uso de uma palavra neste lugar que, considerados em sua significação comum, faz com que o apóstolo contradizer a si mesmo; veja 1 Coríntios 13: 3; : Embora eu der todos os meus bens para sustento dos pobres, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. Isto é: "Ainda que eu tenho o maior caridade, e agir em todos os aspectos de acordo com seus ditames, ainda, se eu não tivesse amor, o meu melhor caridade é inútil." Portanto, para evitar esta contradição, e ao desvio provável do termo, o amor era melhor ser substituído para a caridade!

A palavra αγαπη, amor, eu já considerado em geral na nota sobre Mateus 22:37; e para aquele lugar peço licença para referir-se o leitor para a sua derivação e importação. Nosso Inglês amor da palavra que temos do leben Teutonic para viver, porque o amor é o meio, dispenser, e preservador da vida; e sem ela a vida não teria nada desejável, nem mesmo qualquer coisa até mesmo suportável: ou ele pode ser levado imediatamente a partir do Lofa e lufa amor anglo-saxão, de lufan e lufian, ao desejo, ao amor, a favor. Seria ridículo a olhar para o φιλειν verbo grego para sua derivação.

Tendo dito tanto sobre o amor da palavra, devemos dizer algo da palavra caridade, que é suposto ser inadequada neste lugar. Caridade vem a nós imediatamente do charite francês, que tomou emprestado de Charitas Latina, o que provavelmente é emprestado do χαρις grego, significando graça ou favor, ou χαρα, alegria, como um benefício concedido é um favor que lhe inspira quem o recebe com alegria; e até agora contribui para a sua felicidade. O sentido próprio da palavra Charus, é caro, dispendioso; e Charitas, é escassez, escassez, um preço elevado, ou dearness. Assim, como em tempos de escassez ou de escassez, muitos, especialmente os pobres, deve estar em falta, eo benevolente será animado para aliviá-los; o termo que expressa a causa dessa falta foi aplicada a disposição que estava animado em nome do sofredor. Agora, como o que alivia uma pessoa em perigo, e preserva a sua vida, ao comunicar uma parte de sua propriedade para ele, vai se sentir uma espécie de interesse na pessoa assim preservadas; Por isso, ele é dito ser caro para ele: ou seja, ele custou-lhe algo; e ele valoriza-lo na proporção do problema ou despesa que ele lhe custou. Assim, a caridade devidamente expressa que apego afetivo podemos sentir a uma pessoa cuja desejos que foram habilitados para aliviar; mas originalmente significava que falta de as necessidades da vida que produziu escassez ou dearness desses necessaries; e trouxe o pobre homem para aquele estado em que ele estava tão necessitado da benevolência ativa de seu vizinho mais rico. Se a palavra ser aplicado a benevolência de Deus para com o homem, ele vem em com toda a propriedade e força: somos queridos de Deus, para que não tenham sido adquiridos com prata ou ouro, mas com o precioso (τιμιῳ αἱματι, caro) sangue de Cristo , que nos amou assim como para dar a sua vida em resgate de nossos.

Como cristãos, em geral, reconhecem que este capítulo é o mais importante em todo o Novo Testamento, darei aqui a primeira tradução para o idioma Inglês, que é conhecida por existir, extraído de um antigas e nobres MS. na minha própria posse, que parece apresentar tanto um texto e linguagem, se não antes da hora de Wiclif, mas certamente não posterior a seus dias. O leitor vai agradar a observar que não há divisões de versos em MS.

O XIII. Capítulo de 1 Coríntios, a partir de uma antiga MS.

GYF I speke com tungis de homens e aungels sotheli eu não charitee: Estou Maad como sounynge brasse, ou um tynking symbale. E eu gif Schal prophecie habe e habe knowen mistérios alle e hunynge alle ou ciência. e eu gif Schal têm al Feith, para que eu oder colinas bere fro lugar oo a um outro. gif forsothe eu não Schal tem charite: Eu sou nada. E eu gif Schal deperte al minha goodid em Metis dos homens dos poros. E eu gif Schal bitake meu corpo para que eu Brenne forsothe gif Eu não tenho Schal charite ele profitith para mim nenhuma coisa. Charite é paciente ou sofrimento. É benyngne ou de boa wille. Charite não envyeth. Não Acaso gyle não é inblowen com orgulho que não é ambyciouse ou coveitouse de wirschippis. Ele não busca a thingis que ben seu owne. Não é stirid para a ira não thinkith yvil. não joyeth em wickidnesse forsothe que joyeth para gydre para treuthe. Ele suffreth todos thingis. ele bileeveth alle thingis. ele hopith alle thingis que as coisas alle susteeneth. Charite fallith não doun. Se profecias schuln ser bolde eyther langagis schuln ceese: eyther ciência schul ser distruyed. Forsothe do partido que proibir knowen: e de partye prophecien. Forsothe whenne que schal cum a que é Perfit: que coisa que é de partye schal ser avoydid. Whenne eu era um chiilde litil: Eu falava como chiilde litil. I understode como um chiilde litil: Eu thougte como um chiild litil. Forsothe whenne eu era um maad um mam: Eu avoydid tho thingis que não eram de um chiild litil. Forsothe temos visto agora BI a moror em dercness: thanne forsothe face a face. Nowe eu sei de partye: thanne forsothe I Schal saber e como eu estou knowen. Nowe forsothe dwellen Feith hoope charite. Estes três: forsothe a mais de hem é charite.

Esta é toda a capítulo, tal como existe nas MS., Com todos os seus pontos peculiares, ortografia, e linhas. As palavras com linhas sob podem ser consideradas leituras marginais do tradutor; para, embora incorporada com o texto, que se distinguem dos que por essas linhas.

Eu tinha pensado uma vez de dar uma tradução literal do capítulo inteiro de todas as versões antigas. Isso seria curioso e útil; mas o leitor pode pensar que iria ocupar muito do seu tempo, eo escritor não tem nada a perder.

As línguas dos homens - Todos os idiomas humanos, com toda a eloqüência do orador mais realizado.

E dos anjos - ou seja, se alguém sabia a língua do mundo eterno tão bem que ele poderia manter uma conversa com os seus habitantes, e descobrir os segredos de seu reino. Ou, provavelmente, o apóstolo se refere a uma noção de que era comum entre os judeus, que havia uma linguagem pela qual os anjos pode ser invocado, esconjurou, recolhidos e dispersos; e por meio do qual muitos segredos pode ser encontrado para fora, e artes mágicas e ciências conhecido.

Há muito deste tipo a ser encontrados em seus livros cabalistical, e nos livros de muitos chamados cristãos. Filosofia oculta de Cornélio Agripa abunda neste; e foi o principal objeto de ações do Dr. Dee com espíritos para obter um vocabulário completo desta língua. Veja o que foi publicado de seu trabalho pelo Dr. Casaubon; e as partes restantes do manuscrito na biblioteca Sloane, no Museu Britânico.

Em Bava Bathra, fol. 134, é feita referência a um famoso rabino, Jochanan ben Zacai, que entendia a linguagem dos demônios, árvores e anjos.

Alguns pensam que o apóstolo significa apenas o mais esplêndida eloquência; como nós, por vezes, aplicar a palavra angelical para significar qualquer coisa sublime, grande, bonito, etc .; mas é mais provável que ele fala aqui, à maneira de seus compatriotas, que imaginavam que havia uma linguagem angelical que foi a chave para muitos mistérios; uma linguagem que pode ser adquirido, e que, segundo eles, tinha sido aprendida por vários.

O bronze que soa - Χαλκος ηχων · Isto é, como uma trombeta feita de bronze; pois embora; χαλκος significa bronze, e aes significa o mesmo, mas sabemos que o último é frequentemente empregado para significar a trombeta, porque geralmente feitas deste metal. Assim Virgílio, quando ele representa Misenus esforçando ao susto afastado as harpias com o som de sua trombeta: -

Ergo, ubi delapsae sonitum per curva dedere

Littora, dat signum espéculos Misenus ab Alta

Aere cavo: invadunt socii, et nova praelia tentant,

Obscoenas pelagi ferro faedare volucres.

Eneida, lib. iii. ver. 238.

Então, como as harpias das colinas mais uma vez

Derramado gritando para baixo, e cercaram a costa,

Em seu estande alta Misenus sons de longe

O trunfo de bronze, o sinal da guerra.

Com luta desacostumado, voamos para matar

As formas obscenas, temor monstros do mar.

Pitt.

O metal do qual o instrumento foi feito é usado novamente para o próprio instrumento, na medida em que fino passagem do mesmo poeta, Eneida, lib. ix. ver. 603, onde representa os troianos que apressam-se para a batalha contra o Volsciane: -

No tuba terribilem sonitum procul aere Canoro

Increpuit: sequitur clamor, remugit caelumque.

E agora os trompetes, terríveis de longe,

Com chocalhar clangor rouse a guerra sonolento.

Gritos dos soldados suceder os sons de bronze

E o céu de pólo a pólo seu ruído rebotes.

Dryden.

E, novamente, em sua batalha das abelhas, Geor., Lib. eu v. ver. 70: -

- Namque morantes

Martius ille aeris rauci Canor increpat, et vox

Auditur fractos sonitus imitata tubarum.

Com gritos coragem dos covardes que excita,

E clangours marciais chamá-los para lutar;

Com alarmes roucos os rebotes acampamento ocos,

Que imitar sons raivosos do trompete.

Dryden.

Exemplos do mesmo número pode ser multiplicado; mas estes são suficientes.

Tilintar dos pratos - "O prato era um prato côncavo-convexo de bronze, o lado côncavo do que ser golpeado contra uma outra placa do mesmo tipo produzido um tilintar, som desarmônico." Podemos entender o apóstolo assim: "Mesmo que eu possuísse o conhecimento de todas as línguas, e poderia entregar até mesmo a verdade de Deus em-los da maneira mais eloquente, e não tinha um coração cheio de amor a Deus e ao homem, produzindo devoção e obediência Àquele, e benevolência e beneficência para o outro, fazendo a todos como eu gostaria que eles façam para mim foram as nossas situações invertidas, minha religião não é mais a minha salvação do que os sons emitidos pelo trompete de bronze, ou o tilintar de os pratos poderia contribuir prazer intelectual para os instrumentos que os produzem;. e, aos olhos de Deus, eu sou de nenhum valor mais moral do que os sons são o que tenho, é verdade, uma profissão, mas, destituída de um coração cheio com amor a Deus e do homem, produzindo mansidão, gentileza, longanimidade, etc., estou sem a alma e essência da religião. "

Citei vários trechos de pagãos das mentes mais cultivadas na Grécia e em Roma para ilustrar passagens dos escritores sagrados. Vou agora citar um de um mineiro analfabeto de Paulton, em Somerset; e, como eu já chamado Homer, Horácio, Virgílio, e outros, vou citar Josias Gregory, cuja mente pode ser comparado a um diamante de primeira água, cujo esplendor nativo quebrou em vários lugares através de suas incrustações, mas cujo brilho não foi interposto fora por falta de mão do lapidário. Entre vários provérbios energéticas deste grande homem, iletrado, eu me lembro de ter ouvido o seguinte: "As pessoas de pouca religião são sempre barulhento, e quem não tem o amor de Deus e homem que enche seu coração é como um vagão vazio vindo violentamente por um colina: faz um grande barulho, porque não há nada nele ".

Verso 2
E ainda que tivesse o dom de profecia - Embora eu deveria ter recebido de Deus o conhecimento de eventos futuros, para que eu pudesse prever corretamente o que está vindo a passar no mundo e na Igreja: -

E conhecesse todos os mistérios - O significado de todos os tipos e figuras do Antigo Testamento, e todos os segredos inexplorados da natureza; e todo o conhecimento - todas as artes e ciências humanas; e ainda que tivesse toda a fé - uma fé tão milagroso como me permitiria ainda que transportasse os montes; ou teve tão poderosa discernimento nas coisas sagradas que eu poderia resolver as maiores dificuldades, ver a nota sobre Mateus 21:21, e não tivesse amor - esse amor a Deus e ao homem, como o princípio e motivo de toda a minha conduta, as características de que são dadas nos versos seguintes; Eu não sou nada - nada em mim mesmo, nada aos olhos de Deus, nada na Igreja, e serve para nada para a humanidade. Balaão, e vários outros não estão sob a influência deste amor de Deus, profetizou; e nós diariamente ver muitos homens, que são estudiosos profundos e bem qualificados em artes e ciências, e ainda assim não só descuidado sobre religião, mas infiéis francamente! Ele não requer a língua do inspirado para dizer que estes homens, aos olhos de Deus, não são nada; nem podem suas aquisições literárias ou científicas dar-lhes um passaporte para a glória.

Versículo 3
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres - Esta é uma prova de que a caridade, em nosso sentido da palavra, não é o que significa o apóstolo; pois certamente a esmola pode ir mais longe do que a desistir de tudo o que um homem possui, a fim de aliviar as necessidades dos outros. A palavra ψωμιζω, que traduzimos para alimentar os pobres, significa dividir em pedaços e coloque na boca; o que implica cuidado e ternura na aplicação da generosidade, assim, dado livremente.

E ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado - Ἱνα καυθησομαι · Mr. Wakefield torna esta cláusula assim:

E ainda que entregasse o meu corpo, de modo a ter motivos de gloriar-me: em defesa de que, em primeiro lugar, refere-se a Daniel 3:28; Atos 15:26; Romanos 8:32; Philemon 1:20.
Ele diz que não há nenhuma palavra como καυθησωμαι.
Isso καυχησωμαι, para que eu possa vangloriar-se, é a leitura do etíope e copta, e ele poderia ter acrescentado do Códice Alexandrino; vários grego e latim MSS. referida por São Jerônimo; de Efraim; e do próprio São Jerônimo, que traduz a passagem assim: Si tradidero corpus meum ut glorier: ie ". Se eu entregar o meu corpo e me glorie, ou ter motivos de gloriar-me"
Ele acrescenta que a queima, embora uma punição comum em tempos depois, não era predominante quando esta carta foi escrita.
Alguns dos críticos estrangeiros, particularmente Schulzius, traduzi-lo assim: Si traderem corpus, mihi ut estigma inureretur: "Se eu entregar o meu corpo para receber um estigma com um ferro quente"; o que pode significar, Se eu, a fim de resgatar um outro, de bom grado dar-se-me a escravidão, e receber a marca do meu dono, por ter a minha carne carimbados com um ferro quente, e não tivesse amor, como antes especificado, ele lucra me nada. Isto dá um bom senso; mas a passagem suportá-lo? No MSS. há várias leituras diferentes, que mostram claramente os copistas originais mal sabia o que fazer com a palavra καυθησωμαι, que se encontravam no texto geral. As várias leituras são, καυθησομαι, que Griesbach parece preferir; καυθησεται; e καυθῃ; todos os quais dão pouca variação de significado. Qual deverá ser o preferido mal posso aventurar a dizer. Se tomarmos a palavra comumente recebidos, indica um possível caso; um homem pode ser tão obstinadamente apegados a uma opinião particular, comprovadamente falsa em si, como a desistir do seu corpo para ser queimado em sua defesa, como era literalmente o caso com Vanini, que, por seu ateísmo obstinado, foi queimado vivo em Paris , February 19th, ad 1619. Em tal causa, o que dá a seu corpo para ser queimado, certamente, ele lucrou nada.
"Podemos observar," diz o Dr. Lightfoot, "nos casos em que são comparados com caridade, e são tão bons como se nada caridade estar ausente, que o apóstolo menciona aqueles que eram da estima mais nobre do povo judeu, e também que as coisas mais preciosas que poderiam ser nomeados por eles foram comparados com isso mais precioso, e eram de nenhuma conta em comparação dele.

"
Para falar com as línguas dos homens, entre os intérpretes judeus, significa, para falar as línguas das nações setenta. Para o louvor de Mordecai, que dizem que ele entendia todas as línguas; e eles exigem que os pais do Sinédrio deve ser hábil em muitas línguas que eles não podem ser obrigadas a ouvir qualquer coisa por um intérprete. Mutilar. em Sanh., c. 2.
"
Para falar com a língua dos anjos, eles pensado para ser não só um excelente presente, mas para ser possível; e altamente exaltar Jochanan ben Zacai porque ele entendia: ver a nota em 1 Coríntios 13: 1.
"
Para conhecer todos os mistérios e toda a ciência, não só foi valorizada, mas afetado por elas. De Hillel, o mais velho, dizem que ele tinha oitenta discípulos: trinta que eram dignos de ter o Espírito Santo habita em cima deles, como fez com Moisés; trinta que eram dignos que o sol deve parar seu curso para eles, como aconteceu com Josué; e havia vinte entre ambos. O maior de todos foi Jonathan ben Uziel; a menos foi Jochanan ben Zacai. Ele não omitido (isto é perfeitamente entendido) a Escritura, a Mishná, Guemará, os idiotisms da lei, e os escribas, tradições, ilustrações, comparações, igualdades, gematries, parábolas, etc.
"
O movimento ou torcendo-se de montanhas, que entre eles significava a remoção das maiores dificuldades, especialmente a partir do texto sagrado, consideraram também a realização elevada e gloriosa: veja a nota sobre Mateus 21:21. E de sua salvação, que tinha, eles não poderiam ter formado a menor dúvida. Mas o apóstolo diz, um homem pode ter e desfrutar de todos os presentes, etc., e não ser nada em si mesmo, e não ser nada lucrou com eles. "
O leitor irá considerar que a caridade ou o amor, sobre o qual o apóstolo fala, é o que é descrito a partir de 1 Coríntios 13: 4-7, inclusive: não é deixado para as conjecturas de homens para encontrá-lo fora. O que o apóstolo significa geralmente é permitido para ser verdadeira religião; mas se ele não tinha descrito, esta verdadeira religião teria sido tão variadas como as partes são suponho que eles têm. Que o leitor também observar que, não só as coisas que estão na mais alta reputação entre os judeus, mas as coisas que são de reconhecida reputação entre os cristãos e gentios são aqueles que o apóstolo mostra-se inútil, se o futuro amor descrito estar querendo. E, no entanto, que se pode supor que o homem já descrito pode ser destituído da verdadeira religião, como ele deve estar sob uma influência especial de Deus; outra coisa, como,
Primeiro, que ele pudesse falar todas as línguas dos homens? para isso foi autorizado a ser um dos dons extraordinários do Espírito de Deus.
Ele deve ter ensino Divino de saber a língua dos anjos, e, portanto, para se familiarizar com a economia do mundo invisível.
Sem influência imediata de Deus, ele não poderia ser um profeta, e prever eventos futuros.
Sem isso ele não conseguia entender todos os mistérios do Verbo Divino, nem as de Providence.
Todo o conhecimento, suponho que isso seja confinado às artes e ciências humanas, não poderia ser adquirido sem ajuda especial.
E sem a assistência mais poderosa e extraordinária, que não podia ter uma fé que transportasse os montes, ou fé milagrosa de qualquer tipo: eo apóstolo supõe que um homem pode ter todas essas seis coisas, e não possuir aquela religião que poderia salvar sua alma! E nós não podemos dizer que, se tudo isso não poderia valer para a salvação, mil vezes menos certamente não pode. Como cegamente, portanto, são multidões de pessoas confiando no que é quase infinitamente menos do que aquilo que o apóstolo diz lucraria nada lhes!
A caridade ou amor que Deus recomenda, o apóstolo descreve em dezesseis indicações, que são os seguintes: -
Versículo 4
(1)

O amor é sofredor - Μακροθυμει, tem uma mente muito tempo; ao final do qual nem os ensaios, as adversidades, perseguições, nem provocações, pode alcançar. O amor de Deus, e do nosso próximo por amor de Deus, é paciente para com todos os homens: ele sofre toda a fraqueza, ignorância, erros e fraquezas dos filhos de Deus; e toda a malícia e maldade dos filhos deste mundo; e tudo isso, e não apenas por um tempo, mas por muito tempo, sem fim; por isso ainda é uma mente ou disposição, ao final do qual provações, dificuldades, etc., não pode nunca chegar. Ele também espera tempo de realizar seus propósitos graciosos ou providenciais, sem murmurar ou murmuração de Deus; e carrega suas próprias enfermidades, assim como os dos outros, com humilde submissão à vontade de Deus.

(2.)

É amável - Χρηστευεται · É terno e compassivo, por si só, e gentil e prestativo aos outros; é leve, suave e benigno; e, se chamados a sofrer, inspira o sofredor com a doçura mais amável, ea mais terna afeição. Também é submisso a todas as dispensações de Deus; e cria problemas para ninguém.

(3.)

Caridade não é invejosa - Ου ζηλοι · Não é triste porque outro possui uma parcela maior das bênçãos terrena, intelectuais ou espirituais.

Aqueles que têm esse amor puro alegrar tanto na felicidade, a honra, e conforto dos outros, como eles podem fazer em seu próprio país. Eles estão sempre dispostos que os outros devem ser preferidos antes deles.

(4.)

Amor não se vangloria - Ου περπερευεται · Esta palavra é traduzido de diversas maneiras; age de não precipitadamente, com insolência; não é inconstante, etc. Não é acordado por homens instruídos seja grego, latim ou árabe. Bispo Pearce derivada deste uma língua; e traduz, não é inconstante. Há uma frase em nossa própria linguagem que expressa o que eu penso ser o significado do original, não fixou-se para a frente - não deseja ser notado ou aplaudido; mas deseja que Deus seja tudo em todos.

(5.)

Não se ensoberbece - Ου φυσιουται · não é inflado com um sentido de sua própria importância; para ele sabe que não tem nada, mas o que recebeu; e que merece nada que ele tem. Todo homem, cujo coração está cheio de amor de Deus, está cheio de humildade; pois não há homem tão humilde como aquele cujo coração é limpa de todo o pecado. Tem sido dito que o pecado interior nos humilha; nunca houve uma maior falsidade: Pride é a própria essência do pecado; aquele que tem pecado tem orgulho, e orgulho também em proporção ao seu pecado: esta é uma mera doutrina papista; e, por estranho que dizer, a doutrina em que a sua doutrina do mérito é fundada! Dizem que Deus deixa concupiscência no coração de cada cristão, que, na luta com e superá-la de vez em quando, ele pode ter um acúmulo de atos meritórios: Alguns protestantes dizem, é um verdadeiro sinal de um estado muito gracioso quando um homem sente e lamenta suas corrupções puras. Como próximo que estes vêm para os papistas, cuja doutrina que professam a detestar e abominam! A verdade é, não é sinal de graça o que quer; só argumenta, como usá-lo, que o homem tem luz para mostrar a ele seus corrupções; mas ele ainda não tem graça para destruí-los. Ele está convencido de que ele deve ter a mente de Cristo, mas ele sente que ele tem a mente de Satanás; ele lamenta-lo, e, se sua má doutrina não impedi-lo, ele não vai descansar até que ele se sente o sangue de Cristo a limpeza de todo o pecado.

A verdadeira humildade surge de uma sensação de plenitude de Deus na alma; rebaixamento de um sentimento de corrupção é uma coisa muito diferente; mas este foi colocado no lugar de humildade, e até mesmo chamado graça; muitos, muitos mesmo, verifique a palavra do poeta: -

"Estou orgulhoso de ver meus desejos;

Orgulhoso da minha humildade. "

Versículo 5
(6.)

Não se porta com indecência - Ουκ ασχημονει, de α, negativo, e σχημα, figura, semblante; o amor nunca atua fora do seu lugar ou caráter; observa devido decoro e boas maneiras; Nunca é rude, grosseiro ou brutal; e está sempre disposto a se tornar todas as coisas a todos os homens, que podem agradá-los para o seu bom para edificação. Nenhum homem mal-educado, ou o que é chamado de rude ou grosseiro, é cristão. Um homem pode ter uma franqueza natural ou ser um palhaço, e ainda não ser nada grosseiro ou hoggish em sua maneira. Eu devo pedir desculpas por usar tais palavras; que melhor expressam o mal contra o qual eu desejo tanto poderosamente e com sucesso para declamar. Eu nunca gostaria de se encontrar com aqueles que afetam a ser chamados de "homens honestos, sem corte;" que se sentem acima de todas as formas de respeito e civilidade, e cuidar não quantos eles colocam à dor, ou quantos eles desagradar. Mas não me deixe ser mal interpretado; Eu não lutar para cerimônias ridículas, e elogios ocos; há certamente um meio: e um homem cristão sensato não vai demorar muito em uma perda para encontrá-lo fora. Mesmo que as pessoas que professam estar acima de todas as formas mundanas, e são geralmente dura o suficiente, no entanto, raramente são encontrados para ser rude, grosseiro, ou mal-educado.

(7.)

Não busca os seus próprios - Ου ζητει τα ἑαυτης · Não é desejoso de seu próprio bem-estar espiritual apenas, mas de seu vizinho do também: para os escritores do Antigo e do Novo Testamento fazer, quase todos os lugares, agradavelmente ao seu idioma hebraico, expressar uma preferência dada a uma coisa antes que outro por uma afirmação daquilo que é o preferido, e um negativo do que o que é contrário a ele. Veja Bispo Pearce, e veja as notas em 1 Coríntios 1:17; 1 Coríntios 10:24; (nota), e 1 Coríntios 10:33; (Nota). O amor nunca está satisfeito, mas no bem-estar, conforto e salvação de todos. Que o homem não é cristão que está ansioso para sua própria felicidade por si só; e não se importa como o mundo vai, assim que o próprio ser confortável.

(8.)

Não se irrita - Ου παροξυνεται · não se irrita, não se irrita, não é feita azedo ou amargo. Como a palavra facilmente entrou em nossa tradução é difícil dizer; mas, no entanto, ele entrou, ele é totalmente inadequado, e não tem nada no original a tolerar isso. . Pela transcrição dos meus velhos MS, o que certamente contém a primeira tradução já feita em Inglês, descobrimos que a palavra não existia lá, o tradutor consciencioso tornando-o assim: - Não é stirid à ira.

O Novo Testamento, impresso em 1547, 4to., O primeiro ano de Edward VI., Em Inglês e Latim, simplesmente, não é provokeed para angre. A edição publicada em Inglês, no ano seguinte, 1548, tem a mesma prestação, mas a ortografia melhor: não é provocado à ira. A Bíblia em folio, com notas, publicado no ano seguinte, 1549, por Edmund Bec, preserva quase a mesma leitura, não se provoca a ira. O grande fólio impresso por Richard Cardmarden, em Rouen, 1566, tem a mesma leitura. . A tradução feita e impressa pelo comando do rei James I., fol, 1611, etc. se afasta de tudo isso, e de forma inadequada insere a palavra facilmente, o que poderia ter sido próprio de sua majestade; e ainda esta tradução não foi seguido por algumas edições posteriores; para o 4to. Bíblia impressa em Londres, quatro anos depois, 1615, não só mantém essa leitura original e correta, não é provocado à ira, mas tem a palavra amor em todos os lugares neste capítulo em vez de caridade, em que todas as versões anteriores e edições concordar. Em suma, esta é a leitura de Coverdale, Matthews, Cranmer, de Genebra, e outros; e nossa própria versão autorizada é a única que eu tenho visto onde esta falsa leitura aparece.


Como para as versões antigas, todos eles, Vulgata, siríaca, árabe, Etíope, copta, e Itala, seguir rigorosamente o texto grego; e fornecer nenhuma palavra que tende a diminuir a significação do ου παροξυνεται do apóstolo, não se irrita; nem há uma variedade de leitura aqui em toda a numerosos MSS. É de importância para fazer essas observações, porque a versão comum desse lugar destrói o significado do apóstolo, e faz com que ele fala muito de forma inadequada. Se o amor é provocada em tudo; Em seguida, ele deixa de ser amor; e se não se irrita facilmente, esta subvenções, como quase todos os comentaristas dizem, que, em casos especiais, pode ser provocada; e isso eles exemplo, no caso de Paulo e Barnabé, Atos 15:39; mas eu tenho suficientemente justificado esta passagem em minha nota sobre esse lugar, e dada a grande o significado da palavra παροξυνω; e para aquele lugar peço licença para se referir ao leitor. As próprias palavras do Apóstolo, em 1 Coríntios 13: 7, são uma prova suficiente de que o amor de que fala nunca pode ser provocado. Quando o homem que possui este amor dá lugar a provocação, ele perde o equilíbrio de sua alma, e entristece o Espírito de Deus. Nesse instante ele deixa de amar a Deus com toda a sua alma, mente e força; e, certamente, se ele ficar amargurado contra o seu próximo, ele não amá-lo como a si mesmo. Geralmente se diz que, se um homem pode sentir-se muito irritado contra o pecado, ele pode se sentir preocupação concurso para o pecador.

FONTE comentario do antigo testamento Adam Klark , 1950

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAZ DO SENHOR

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.