sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Subsidio CPAD adolescentes O Consolador n.4


                                     



                       Escritor Professor Mauricio Berwald

Se você é um crente nascido de novo no Senhor Jesus Cristo, o melhor amigo que você poderá ter nesta terra é o Espírito Santo. Disse Jesus:“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” (Jo 14.16-17). Versículo 16 E eu orarei ao Pai, ...., Aqui Cristo fala como Mediador, e promete a seus discípulos, que ele iria interceder por eles com o Pai; Que foi concebido como um encorajamento para eles para pedir o que eles querem, em seu nome, e para confortar seus corações, que foram perturbados com a notícia de sua partida deles,

                        E ele vos dará outro Consolador (1)

Esta não é prova irrelevante de uma trindade de pessoas na Divindade; Aqui está o Pai orou, o Filho na natureza humana orando, eo Espírito Santo o Consolador orou por; Que é o dom do Pai, através da mediação prevalecente do Filho, e é outro "Consolador"; Distinto do Messias, a quem a referência é aqui teve! Um dos nomes do Messias, com os judeus, é מנחם F21, "um Consolador"; Tal Jesus tinha sido para seus discípulos; E agora ele estava prestes a abandoná-los, e por seu apoio sob suas dores, ele promete usar seu interesse com seu Pai, que ele lhes daria outro Consolador, significando o Espírito, que executa este seu trabalho e ofício, tomando de As coisas de Cristo, e mostrando-as ao seu povo; Derramando o amor do Pai e do Filho em seus corações; Abrindo e aplicando-lhes as preciosas promessas do Evangelho; Por ser um espírito de adoção neles; E permanecendo com eles como o selo, a sério, ea garantia de sua glória futura; E com esta visão Cristo promete orar por ele.Para que permaneça eternamente convosco, não apenas alguns anos, como eu fiz, mas desde que vivais; E com todos os que vos sucederão na obra do ministério, e com a igreja, e todos os verdadeiros crentes até o fim do mundo: isto é prova da perseverança final dos santos. Quando consideramos estas palavras, em conexão com a exortação precedente, guardar os mandamentos de Cristo, e como um encorajamento assim fazer, traz à mente uma palavra de R. Eliezer ben Jacob23;"Aquele que faz um mandamento chega para si mesmo, a palavra usada aqui," um defensor ", ou" consolador ", e aquele que transgride um comando, recebe para si um acusador.Mas embora a palavra signifique tanto um advogado como um consolador, este último parece ser o significado disto aqui, como sendo mais adequado à condição desconsolada dos discípulos.

                                  Outro Consolador  (2)

 Jesus tinha sido para eles um conselheiro, um guia, um amigo, enquanto ele estava com eles. Ele os instruiu, suportou com seus preconceitos e ignorância, e lhes havia dado consolo nos tempos de desânimo. Mas ele estava prestes a deixá-los agora para ir sozinho para um mundo hostil. O outro Consolador deveria ser dado como uma compensação por sua ausência, ou para executar os cargos para eles que ele teria feito se ele tivesse permanecido pessoalmente com eles. E disso podemos aprender, em parte, o que é o ofício do Espírito. É para fornecer a todos os cristãos a instrução e consolo que seria dado pela presença pessoal de Jesus, João 16:14 . Para os apóstolos era particularmente para inspirá-los com o conhecimento de toda a verdade, João 14:26 ; João 15:26 . Além disso, ele veio para convencer os homens de pecado. Veja as notas em João 16: 8-11 . Era apropriado que esse agente fosse enviado ao mundo:

1. Porque era parte do plano que Jesus subisse ao céu após a sua morte.

2. A menos que algum agente celestial seja enviado para levar adiante a obra da salvação, o homem a rejeitaria e perecerá.

3.Jesus não podia estar pessoalmente e corporalmente presente em todos os lugares com as multidões vastas que devem acreditar nele. O Espírito Santo é onipresente, e pode alcançá-los a todos. Veja as notas em João 16: 7 .

4 .foi manifestamente uma parte do plano de redenção que cada uma das pessoas da Trindade deve realizar seu trabalho apropriado do Pai ao enviar o seu Filho, o Filho em fazer expiação e intercessão, e do Espírito na aplicação do trabalho para o coração de homens.

A palavra traduzida "Consolador" é usada no Novo Testamento cinco vezes. Em quatro casos, é aplicado ao Espírito Santo - João 14:16 , João 14:26 ; João 15:26 ; João 16: 7 . No outro caso é aplicado ao Senhor Jesus - 1 João 2: 1 ; "Temos um advogado (Paráclito - Consolador) com o Pai, Jesus Cristo, o justo." Ele é usado, portanto, somente por João. O verbo de que é tomado tem muitas significações. Seu significado adequada é chamar ninguém para nos Atos 27:20 ; Em seguida, chamar um para nos ajudar, como um advogado em um tribunal; Então exortar ou suplicar, orar ou implorar, como um advogado faz, e para consolar ou consolar, sugerindo razões ou argumentos para a consolação. A palavra "consolador" é freqüentemente usada por escritores gregos para denotar um advogado em um tribunal; Aquele que intercede; Um monitor, um professor, um assistente, um ajudante. Por conseguinte, é um tanto difícil fixar o significado preciso da palavra. Pode ser traduzido como advogado, monitor, professor ou auxiliar. O que o ofício do Espírito Santo a esse respeito é, é ser aprendido com o que nos é dito em outra parte que ele faz. Aprendemos particularmente com os relatos que nosso Salvador nos dá de seu trabalho de que esse ofício era:

1.para consolar os discípulos; Para estar com eles em sua ausência e para abastecer o seu lugar; E isso é devidamente expressa pela palavra Consolador.

2. ensinar-lhes, ou lembrá-los da verdade; e isso pode ser expresso pelo monitor palavra ou professor, João 14:26 ; João 15: 26-27 .

3 .para ajudá-los em seu trabalho; Para defender sua causa, ou para ajudá-los a defender a causa da religião no mundo, e em levar os pecadores ao arrependimento; e isso pode ser expressa pela palavra advogado, João 16: 7-13 . Foi também pelo Espírito que eles foram habilitados perante reis e magistrados, e corajosamente para falar em nome de Jesus, Mateus 10:20 . Estes parecem compreender todos os significados da palavra no Novo Testamento, mas nenhuma palavra em nossa linguagem expressa plenamente o sentido do original.


                                        O Consolador (3)

E ele vai, dar-lhe outro Consolador. A palavra Consolador é aqui aplicada tanto a Cristo e ao Espírito, e justamente; Pois é um ofício que pertence igualmente a ambos, para nos consolar e exortar, e para nos proteger por sua proteção. Cristo foi o Protetor de seus discípulos, enquanto morava no mundo, e depois os confiou à proteção e tutela do Espírito. Pode-se perguntar, não estamos ainda sob a proteção de Cristo? A resposta é fácil. Cristo é um Protetor contínuo, mas não de maneira visível. Enquanto ele morava no mundo, ele se manifestava abertamente como seu Protetor; Mas agora ele nos protege pelo seu Espírito.

Ele chama o Espírito de outro Consolador, por causa da diferença entre as bênçãos que obtemos de ambos. O peculiar ofício de Cristo foi, para apaziguar a ira de Deus, expiando os pecados do mundo, para redimir os homens da morte, para adquirir a justiça ea vida; E o peculiar ofício do Espírito é, para nos fazer participantes não só de Cristo, mas de todas as suas bênçãos. E, no entanto, não haveria nenhuma impropriedade em deduzir desta passagem uma distinção de Pessoas; Pois deve haver alguma peculiaridade em que o Espírito difere do Filho para ser outro do que o Filho.



                                              Versículo 17

Mesmo o Espírito da verdade, a quem o mundo não pode receber, ... Essas palavras explicam quem é entendido pelo Consolador, "mesmo o Espírito da verdade"; O verdadeiro Espírito de Deus, o ditador das Escrituras da verdade, que conduz os homens às verdades do Evangelho, as confirma nelas, dá coragem e liberdade para possuí-las e confessá-las diante dos homens:

A quem o mundo não pode receber; Os homens do mundo, que são como eles vieram ao mundo, homens carnais e naturais, não podem receber o Espírito nem as coisas do Espírito, as verdades e doutrinas do Evangelho; Eles não podem recebê-los em seus entendimentos, nem em seus afetos; E, de fato, por não poderem compreendê-los, não os amam, mas os desprezam e os odeiam;

Porque não o vê, nem o conhece; O mundo, e os homens dele, não podem vê-lo com seus olhos corporais, porque ele é um "espírito"; Nem conhecê-lo com seus entendimentos, porque ele é o "Espírito da verdade", que eles são ignorantes, por falta de um discernimento espiritual.

Mas vós o conheceis; Como um espírito de iluminação, regeneração e conversão:

Porque ele habita convosco; Ele é um habitante em seus corações, ele tomou sua residência em você como seus templos:

E estará em você; Como um Consolador, quando eu estiver longe de você; E como um espírito de verdade para guiá-lo em toda a verdade, para estar por você, e ajudá-lo na pregação, e para permitir-lhe dar um testemunho fiel e glorioso para ele.


Deus Pai e Deus Filho enviaram o Espírito Santo, “outro Consolador”, para tomar o lugar de Jesus nesta terra. Ele vem em nome de Jesus: “Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito” (v.26).

O Espírito Santo deve ser para nós o que o próprio Jesus foi para os discípulos quando estava em carne aqui na terra. Jesus caminhou, conversou e teve comunhão com eles; Ele os dirigiu, instruiu e protegeu. Ele disse: “Eu vou embora, mas enviarei Outro para andar com vocês, ser amigo de vocês e estar com vocês”.

O Espírito Santo ficou no lugar de Jesus aqui na Terra. Jesus quer que você venha a conhecer o Espírito Santo – amar, confiar e crer no Espírito Santo que habita em nosso coração – conhecê-lO pessoalmente e dar-Lhe o lugar real que Ele merece.

O Espírito Santo é uma Pessoa. Não se refira a Ele como se fosse uma coisa. Devemos tratá-lO como trataríamos Jesus se Jesus estivesse aqui em carne. Você honraria e reverenciaria o Senhor Jesus. Faça o mesmo com o Espírito Santo.

O Espírito Santo ministra a nós de muitas maneiras.

O Espírito Santo Nos Convence
“Mas eu vos digo a verdade: convém-vos que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém eu for, eu vo-lo enviarei. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não crêem em mim” (Jo 16.7-9).

Sem o poder convincente do Espírito Santo, você nunca teria percebido sua necessidade do Salvador. Ninguém voluntariamente desistiria de seu pecado e daria as costas a este mundo em verdadeiro arrependimento – exceto quando o Espírito Santo coloca Seu dedo no coração da pessoa e a convence da perniciosidade e da malignidade do pecado e lhe mostra que ela está debaixo da maldição de Deus, e destinada ao inferno.

O Espírito Santo Nos Atrai

Você acha que vir a Deus foi idéia sua? Não foi. Você estava fugindo dEle. Se Ele não o tivesse seguido até cansá-lo, você jamais teria sido salvo.

“Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer” (Jo 6.44).

Você acha que vir a Deus foi idéia sua? Não foi. Você estava fugindo dEle. Se Ele não o tivesse seguido até cansá-lo, você jamais teria sido salvo.

Existem aqueles que estudam crescimento de igreja e que aconselham que sejam feitos cultos que sensibilizem aqueles que buscam. Eles dizem que devemos ser sensíveis a todas as pessoas que estão buscando o Senhor. Verdadeiramente, nenhuma delas está buscando o Senhor! Ele é que as busca: “Não há quem busque a Deus” (Rm 3.11). Nós jamais teríamos vindo se Ele não nos tivesse atraído, alcançado e ensinado.

O Espírito Santo Nos Ensina
“Certa mulher, chamada Lídia, da cidade de Tiatira, vendedora de púrpura, temente a Deus, nos escutava; o Senhor lhe abriu o coração para atender às coisas que Paulo dizia” (At 16.14).

Ele abre nosso entendimento para o Evangelho. Quem trouxe Lídia a um entendimento do Evangelho? O Espírito Santo. Pense sobre uma ocasião em que você testemunhou pessoas vindo a Jesus. Quem fez aquilo? Foi o coral? Um pregador? Não. O Espírito Santo abriu o coração delas para que pudessem entender o Evangelho. Sem o Espírito Santo, as pessoas não conseguem entender as coisas espirituais: “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente” (1Co 2.14).

O Espírito Santo Nos Sela
“Também vós (...) tendo nele crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa” (Ef 1.13).

O ministério do Espírito Santo não cessa depois que você é salvo. Ele sela você no corpo de Cristo: “Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem” (2Tm 2.19). O selo é o carimbo que designa propriedade, uma transação terminada. Quando você é salvo, você é marcado, selado e liberto pelo Espírito Santo de Deus.

O Espírito Santo Habita Em Nós
“Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus?” (1Co 6.19).

Algumas pessoas pensam que Deus habita em um auditório de uma igreja. A igreja não é o santuário. Deus não habita em templos feitos por mãos de homens. Ele vem para viver em nós. Quando você é salvo, todo lugar é um lugar santo. Todo dia é um dia santo. Você já não pertence mais a você mesmo; você foi comprado com o sangue cujo preço é inestimável, o sangue de Jesus, para glorificar a Deus em seu corpo. Você é o templo do Espírito Santo de Deus.

Ezequiel
O Espírito Santo Nos Consola
“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja sempre convosco” (Jo 14.16).


Você acha que vir a Deus foi idéia sua? Não foi. Você estava fugindo dEle. Se Ele não o tivesse seguido até cansá-lo, você jamais teria sido salvo.

Uma vez que o Espírito Santo tenha selado você no corpo de Cristo e habita em você, Ele o conduz pela vida toda. Desde o menor pesar até a mais profunda dor, Ele lhe dá o consolo que ninguém mais pode dar.

O Espírito Santo Nos Guia
“Quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir” (Jo 16.13).

Deus nunca teve a intenção de que você tropeçasse nas trevas, tateando de lá para cá, como um navio sem leme numa noite escura e de tempestade. Não! Você pode caminhar na luz à medida que o Espírito Santo abre seu entendimento, guia você, ensina você, instrui você e dirige você em meio a este mundo.

O Espírito Santo Nos Dá Poder
“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas” (At 1.8).

Graças a Deus pelo poder do Espírito Santo, que nos enche de poder!

O Espírito Santo Intercede Por Nós
“Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis” (Rm 8.26).

Ele é o Espírito da oração e da intercessão.


Temos um amado amigo na Pessoa do Espírito Santo. Ele é para nós o que Jesus foi para os discípulos. E devemos ser para Ele o que os discípulos foram para Jesus. Como somos abençoados por termos um Amigo como Ele! (CHAMADA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAZ DO SENHOR

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.