sábado, 14 de janeiro de 2017

Subsidio (2) adultos o invejoso não prevalece n.4




                       DAVI PREVALECEU E VENCEU

  
                                         INTRODUÇÃO

                    Escritor Professor Mauricio Berwald


Inicialmente, Saul agiu com alguma cautela e sutileza na tentativa de remover a ameaça representada por Davi. Quando isso não funcionou, ele passou a agir abertamente com seus planos assassinos. Provavelmente, a princípio, ele nunca houvesse sonhado em ir tão longe. Porém, uma que vez as comportas do pecado são abertas, nenhum de nós percebe quão longe esse caminho pode nos levar.Matar Davi se tornou uma obsessão. Os sentimentos negativos de Saul, abrigados a princípio quando as mulheres cantaram e dançaram em homenagem a Davi, logo alcançaram o ponto de cometer atentados assassinos contra sua vida. Somente nos capítulos 18 e 19 encontramos oito tentativas específicas, ordenadas ou realizadas pelo próprio Saul, para assassinar Davi. Então os homens de Davi lhe disseram: Eis aqui o dia, do qual o Senhor te diz: Eis que te dou o teu inimigo nas tuas mãos, e far-lhe-ás como te parecer bem aos teus olhos. E levantou-se Davi, e mansamente cortou a orla do manto de Saul. 1 Samuel 24:4

Este é um dos maiores exemplos de que, quem teme a Deus, não age pela emoção ou pela razão humana, mas vive no temor pela obediência a Deus. Davi um jovem desacreditado pelas pessoas, injustiçado pela família, mas que, possuía coragem, determinação e raça, logo, ele ganhou destaque entre tantos outros, porque, pela sua fé, ele enfrentou o mais terrível inimigo, aquele que amedrontava o povo de Deus. Apesar dos zombadores, daqueles que tentavam lhe ridicularizar pela sua fragilidade, achando que ele não seria capaz, Davi sabia quem ele era, e conhecia o Deus que estava com ele. Não se importou com o descaso, enquanto os guerreiros confiavam em suas forças, acreditava no poder das suas armas. Davi, recusou usar armamento de homem, levantou-se, para lutar, confiando no poder da palavra de Deus, e teve a sua fé honrada.

Após Davi matar o gigante que assustava até os que se achavam poderosos, apareceu os bajuladores, levando o, para se apresentar diante do rei, Davi trazia consigo, a cabeça daquele o que o próprio rei tinha medo. Voltando, pois, Davi de ferir o filisteu, Abner o tomou consigo, e o trouxe à presença de Saul, trazendo ele na mão a cabeça do filisteu. 1 Samuel 17:57.

Devido a essa manifestação gloriosa da presença de Deus na vida de Davi, Isso causou uma situação adversa para a ele, pois, na proporção que cresciam o numero de admiradores, cresciam também o numero dos invejosos. Mas quando se é escolhido por Deus, não tem jeito, mesmo em meio as humilhações, se é visto, se é notado. Logo, pelo grandes feito de Davi, começou acender no coração do rei a irá. Visto Saul ver, o menor de todos, prosseguir crescendo de forma assustadora. Não sabia Saul que, quem teme a Deus, tende a crescer, quando os homens tentam abater. E Davi era o menor; e os três maiores seguiram a Saul.1 Samuel 17:14

Sabendo o rei, que, ele já tinha perdido a comunhão com Deus, ele passou a ver Davi como um forte adversário, porque Saul presenciava sobre Davi, a mão de Deus; Davi era alguém a quem Deus se alegrava, por isso, Saul começou a procurar de qualquer forma, achar uma maneira, para tirar Davi do seu caminho, ele o considerava um impedimento, uma pedra de tropeço. A maldade incendiava o coração do Rei Saul, que buscava oportunidade para de para matar Davi. E temia Saul a Davi, porque o Senhor era com ele e se tinha retirado de Saul. 1 Samuel 18:12

A pessoa que tem a presença de Deus em sua vida, não retribuiu o mal com o mal, mesmo Saul tentando tirar a vida de Davi, este por conhecer a Deus, e saber que a vingança a Deus pertence, se recursou a pagar com a mesma moeda, o mal que Saul lhe causava.

Devido Saul ser desobediente a Deus, se achar o Rei da razão, Deus o abandonou, e, permitiu que espirito mal, o dominasse, e Saul ficava perturbado de forma horrenda. Por Saul manipular e se levantar contra Davi, Deus criou esta situação, Saul só tinha paz, quando Davi tocava a harpa em louvor a Deus. E sucedia que, quando o espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito mau se retirava dele. 1 Samuel 16:23

Mesmo assim, a mente de Saul só maquinava planos perversos, a irá, a perseguição, a inveja, era o prato predileto de Saul, ele já não tinha mais vida própria, vivia para encontrar uma maneira de destruir a Davi, tudo porque, Deus tinha escolhido a Davi para um grande projeto na terra.
Que culpa tinha Davi de ser escolhido por Deus? Que culpa tinha Davi de Saul ser desobediente a Deus, e Deus ter o abandonado? Nenhuma. E temia Saul a Davi, porque o Senhor era com ele e se tinha retirado de Saul. 1 Samuel 18:12

Mesmo contudo o que Davi suportou, todo o ódio de Saul sobre ele, mesmo Davi tendo passado por momentos terríveis, perseguições diversas, amarguras profundas, calunias, acusações, difamações, tristezas, armas forjadas, levantes e aflições, tudo por causa da inveja de Saul. Davi não levantou a sua mão contra Ele, aguardou pelo agir de Deus. Julgue o Senhor entre mim e ti, e vingue-me o Senhor de ti; porém a minha mão não será contra ti. 1 Samuel 24:12

Davi tinha motivos de sobra para querer eliminar a Saul; porém, mesmo ele tendo a vida de Saul em seu domínio, mesmo ele tendo razões para destruir aquele que lhe causava tanta dor, ele fez a diferença, enquanto, muitos dos seus aliados, queriam que Davi aproveitasse, e o matasse, Davi, se recursou fazer justiça com suas mãos, cortou apenas um pedaço do manto, para que Saul soubesse, que ele não o matou, porque não quis. Olha, pois, meu pai, vê aqui a orla do teu manto na minha mão; porque cortando-te eu a orla do manto, não te matei. Sabe, pois, e vê que não há na minha mão nem mal nem rebeldia alguma, e não pequei contra ti; porém tu andas à caça da minha vida, para ma tirares. 1 Samuel 24:11

Muitas vezes, Deus vai permitir que pessoas que nos perseguem, que nos prejudicam, que querem nos matar por sentir inveja de nós, estejam dentro das nossas mãos, a decisão correta a tomar, será nossa. Precisamos agir como Davi, apenas deixar um sinal para aquela pessoa saiba que, poderíamos ter acabado com a vida dela, mas não o fizemos, porque, aquele que está conosco é o que fará justiça por nós, e, o mal por si só se destrói. Então disse Saul ao seu pajem de armas: Arranca a tua espada, e atravessa-me com ela, para que porventura não venham estes incircuncisos, e me atravessem e escarneçam de mim. Porém o seu pajem de armas não quis, porque temia muito; então Saul tomou a espada, e se lançou sobre ela.1 Samuel 31:4

Quem se levanta contra a vida de um servo do Senhor, em ruina coloca a sua própria vida. Então Davi tornou a consultar ao Senhor, e o Senhor lhe respondeu, e disse: Levanta-te, desce a Queila, porque te dou os filisteus na tua mão. (notas estudos gospel mais)

Versículo 5

E saía Davi aonde quer que Saul o enviasse , .... Sobre qualquer negócio que seja, especialmente sobre assuntos marciais, para o qual ele foi abundantemente qualificado:

e comportou-se com prudência ; Na gestão deles, usando grande prudência e discrição, e assim falhou não de sucesso, e de recomendar a si mesmo; O Targum torna-o "prosperar"; Ele era próspero e bem sucedido em tudo o que ele contratou, pois o Senhor estava com ele e o abençoou:e Saul o pôs sobre os homens de guerra ; Isto é, de alguns deles, deu-lhe o comando de uma tropa; Porque Abner era capitão ou general do exército, e continuou assim:e ele foi aceito aos olhos de todas as pessoas ; De todo o povo da terra em geral, de todos os que o conheciam ou ouviram; Sendo visto como um comandante sábio, valente e bem sucedido, e que lhe ganhou a estima e afeição do povo:

e também diante dos servos de Saul ; Que era muito, e uma coisa rara, porque os empregados são muito aptos a invejar tais que estão aumentando em seu crédito e reputação; Embora isso não deve ser entendido de todos, sem exceção; Mas da generalidade deles; Nem é a palavra "todos" usada deles, como é do povo; para alguns deles tomou a parte de Saul depois contra Davi, e foram secretamente seus inimigos, veja 1 Samuel 18:221 Samuel 18:22 .

Verso 6

E sucedeu que, como vieram , .... Os exércitos de Israel, com seus comandantes na cabeça deles:quando Davi voltava da matança do filisteu ; Ou da matança de Goliat, com a cabeça na mão, indo para Jerusalém, e Saul o acompanhando; Ou melhor, da matança dos filisteus em algum outro tempo, sendo o singular posto para o plural; Uma vez que, segundo a ordem da história, isso parece ser feito depois que David foi levado à corte, e tinha sido feito um capitão, e tinha sido enviado em expedições militares, e teve êxito nisso, e de um dos quais ele Agora retornado:

que as mulheres saíram de todas as cidades de Israel ; Através do qual passaram:cantar e dançar ; Como era costume depois de grandes vitórias obtidas, e libertações forjadas, o sexo feminino sendo geralmente muito afetado com tais coisas; Pois, quando as coisas vão de outra forma, sofrem muito, e seus temores se elevam em tempo de batalha; E quando a vitória vai ao seu lado, dá-lhes grande alegria, e que eles costumavam expressar desta maneira:


ao encontro do rei Saul ; O comandante-em-chefe, com seus outros oficiais, e David entre o resto:com adufes, com alegria, e com instrumentos de música ; Com tubos ou flautas, que ambos sopravam com a boca, e brincavam com as mãos, e outros instrumentos musicais excitantes alegria; A última palavra é, pelo Targum, traduzida, "com címbalos", e assim a versão Septuaginta, que significa um instrumento musical de três cordas, de acordo com Kimchi, e outros, como Ben Gersom, entendê-lo de canções principais, em que coisas maravilhosas, excelentes, e honrosas, foram citados: ver Êxodo 15:20Êxodo 15:20 . Que agitou os címbalos, e bateu em tabrets e tambores em momentos de alegria.


MAIS NOTAS EXPLICATIVAS SOBRE A INVEJA DE SAUL

Versículos 1-5

Davi foi ungido à coroa para tirá-la da mão de Saul, e sobre a cabeça de Jônatas, e contudo aqui encontramos,

I. Que Saul, que agora estava na posse da coroa, depositou uma confiança nele, Deus assim ordenando, que ele poderia por sua preferment na corte ser preparado para serviço futuro. Saul agora levou David para casa com ele, e não o deixou para retornar novamente para sua aposentadoria, 1 Samuel 18: 2 .

E David ter sinalizado-se acima dos homens de guerra, em assumir o desafio que eles declinaram, Saul o pôs sobre os homens de guerra ( 1 Samuel 18: 5 ), não que ele o fazia geral (Abner foi nesse post), Mas talvez o capitão do salva-vidas; Ou, embora fosse o mais novo, ordenou-lhe que tivesse a precedência, em recompensa de seus grandes serviços. Empregou-o nos assuntos do governo; e David saiu  Saul enviou-lhe, mostrando-se como obediente como ele era ousado e corajoso. Aqueles que esperam governar devem primeiro aprender a obedecer. Aprovou-se como filho obediente a Jessé, seu pai, e agora servo obediente a Saul, seu senhor; Aqueles que são bons em uma relação que é de se esperar será assim em outra.

II. Que Jônatas, que era o herdeiro da coroa, entrou em aliança com ele, Deus assim ordenando, que o caminho de Davi poderia ser mais claro quando seu rival era seu amigo. 1. Jonathan concebeu uma bondade e carinho extraordinário para ele ( 1 Samuel 18: 1 ): Quando ele tinha acabado de falar com Saul caiu perfeitamente no amor com ele. Se ele se refere a sua conferência com Saul antes da batalha ( 1 Samuel 17:34 , 1 Samuel 17:37 ), ou para que depois (v. 51), na qual é provável muito mais foi dito do que está lá estabelecido, É incerto. Mas, em ambos, Davi se expressou com tanta prudência, modéstia e piedade, tal felicidade de expressão, com tanta ousadia e ainda tanta doçura, e tudo isso tão natural e não afetado, e mais surpreendente por causa das desvantagens de sua educação e aparência, que a alma de Jônatas se imediatamente malha até a alma de Davi.

 Jônatas tinha anteriormente estabelecido sobre um exército filisteu com a mesma fé e bravura com que David agora tinha atacado um gigante filisteu, De modo que havia entre eles uma semelhança muito próxima de afeições, disposições e conselhos, que faziam seus espíritos se unirem facilmente, tão rapidamente, tão de perto, que pareciam apenas uma alma em dois corpos. Ninguém tinha tanta razão para não gostar de Davi como Jonathan tinha, porque ele estava para colocá-lo pela coroa, mas ninguém o considera mais. Aqueles que são governados em seu amor pelos princípios da sabedoria e da graça não sofrerão que suas afeições sejam alienadas por quaisquer considerações ou considerações seculares: os pensamentos maiores engolirão e invalidarão menos.

 2. Ele testemunhou o seu amor a David por um generoso presente, ele o fez, 1 Samuel 18: 4 . Ele sentia-se inquieto ao ver tão grande alma, embora alojado em um corpo tão justo, mas disfarçado com o vestido desprezível e mau de um pastor pobre, e, portanto, toma cuidado para colocá-lo rapidamente no hábito de um cortesão (pois ele lhe deu Uma túnica) e de um soldado, porque lhe deu, em vez de seu bastão e funda, uma espada e um arco, e, em vez da vara de seu pastor, um cinto, ou um cinto ou um cinto; E, o que tornava o presente mais obrigatório, eram os mesmos que ele mesmo usara, e (como um presságio do que se seguiria) despojou-se deles para vestir Davi neles. O de Saul não lhe serviria, mas o de Jonathan. Seus corpos eram de um tamanho, uma circunstância que concordou bem com a adequação de suas mentes.
Quando Saul pôs essas marcas de honra em Davi, ele as pôs de novo, porque ele primeiro as ganharia e depois as usaria; Mas, agora que tinha dado provas do espírito de um príncipe e de um soldado, não tinha vergonha de vestir os hábitos de um príncipe e um soldado. Davi é visto nas vestes de Jônatas, para que todos percebam que ele é o segundo eu de Jonathan. Nosso Senhor Jesus nos mostrou assim seu amor, que se despojou para nos vestir, se esvaziou para enriquecer-nos; Ele fez mais do que Jônatas, vestiu-se com nossos panos, enquanto que Jônatas não vestiu o de Davi.

3. Ele tentou perpetuar essa amizade. Então inteiramente satisfeitos eles estavam no outro, mesmo na primeira entrevista, que fez um pacto com o outro, 1 Samuel 18: 3 . Seu afeto mútuo era sincero; E aquele que tem uma mente honesta não se assusta. O amor verdadeiro deseja ser constante. Aqueles que amam a Cristo como suas próprias almas estarão dispostos a juntar-se a ele em uma aliança eterna.

III. Que tanto o tribunal quanto o país concordam em abençoá-lo. É raramente que eles concordam em seus favoritos; ainda David foi aceito aos olhos de todas as pessoas, e também (o que era estranho) aos olhos dos servos de Saul, 1 Samuel 18: 5 . O primeiro o amava cordialmente, este último não poderia por vergonha, mas acariciar e cumprimentá-lo. E foi certamente um grande exemplo do poder da graça de Deus em Davi que ele foi capaz de suportar todo esse respeito e honra fluindo sobre ele de repente sem ser levantado acima da medida. Aqueles que escalam tão rápido precisam de boas cabeças e bons corações. É mais difícil saber como abundar do que ser abatido.(notas coment. Mathew Henry).

Versículos 6-11

Começai agora os problemas de Davi, e não só pisam os saltos de seus triunfos, mas levantam-se deles, tal é a vaidade do que neste mundo parece maior.

I. Ele foi muito ampliado pelo povo comum. Algum tempo depois da vitória, Saulo fez um triunfante progresso pelas cidades de Israel que estavam ao seu lado, para receber os parabéns do país. E, quando ele fez sua entrada pública em qualquer lugar, as mulheres foram mais para a frente para mostrar-lhe respeito, como era habitual, em seguida, em triunfos públicos ( 1 Samuel 18: 6 ), e eles tinham tenho uma canção, parece, que cantavam em suas danças (feita por um poeta ou de outra, que era um grande admirador do bravura de Davi, e era mais justo do que sábio, em dar suas realizações no final ação a preferência antes de Saul), o fardo de que era, Saul havia matado Seus milhares, e Davi seus dez mil. Tal diferença como esse Moisés feitas entre os números dos Efraim e Manassés, Deuteronômio 33:17 .

II. Este poderosamente descontente Saul, eo fez invejar David, 1 Samuel 18: 8 , 1 Samuel 18: 9 . Ele deveria ter considerado que se referiam apenas a essa ação tardia, e não pretendia diminuir nenhuma das façanhas anteriores de Saul; E que na ação agora celebrada era inegavelmente verdade que Davi, ao matar Golias, matou de fato todos os filisteus que foram mortos naquele dia e derrotou todo o exército; De modo que fizeram, mas dar Davi seu devido. Pode ser, o que compôs a canção usou apenas uma liberdade poética, e não pretendia qualquer comparação infame entre Saul e Davi; Ou, se o fizesse, estava abaixo da grande mente de um príncipe tomar conhecimento de tal reflexão sobre sua honra pessoal, quando parecia que a glória do público era sinceramente pretendida. Mas Saul se indignou muito, e atualmente suspeita de algum projeto  na parte inferior do mesmo: O que ele pode ter mais, mas o reino? Isso o fez olho David como um que ele estava com ciúmes de e procurou vantagens contra ( 1 Samuel 18: 9 ): o seu rosto não era para com ele como tinha sido. Os homens orgulhosos não podem suportar ouvir qualquer elogiado, mas a si mesmos, e pensar toda a sua honra perdida que vai por si mesmos. É um sinal de que o Espírito de Deus se afastou dos homens se eles são irritados em seu ressentimento de afrontas, invejosos e suspeitos de tudo sobre eles, e mal-humorado em sua conduta; Pois a sabedoria de cima nos torna bastante diferente.

III. Em sua fúria, ele pretendia matar Davi, 1 Samuel 18:10 , 1 Samuel 18:11 .

O ciúme é a raiva de um homem; Fez Saul ultrajante contra David e impaciente para tirá-lo do caminho. 1. Seus ataques de frenesi voltaram sobre ele. No dia seguinte, depois que concebeu malícia contra Davi, o espírito maligno de Deus, que antigamente o assombrara, o tomou de novo. Aqueles que se entrar em inveja e falta de caridade dar lugar ao diabo, e se preparar para a reentrada do espírito imundo, com mais sete pessoas mais perversas. Onde há inveja há confusão. Saul fingiu um êxtase religioso: Ele profetizou no meio da casa, isto é, ele tinha os gestos e movimentos de um profeta, e bem humorada a coisa bem o suficiente para chamariz David em um laço, e que ele poderia ser destemido de qualquer perigo E fora de sua guarda; E talvez desenhando, se pudesse matá-lo, imputá-lo a um impulso divino e acusá-lo sobre o espírito de profecia com que ele parecia estar animado: mas realmente era uma fúria infernal que o acionava.

2. David, embora avançada para um posto muito maior de honra, não desdenhava, para o serviço de seu mestre, para voltar à sua harpa: Ele tocou com a mão, como em outros momentos. Não os mais elevados pensem alguma coisa abaixo deles, por meio da qual eles possam fazer o bem e ser úteis aos que são obrigados a fazer.

3. Ele aproveitou esta oportunidade para apontar a morte de Davi. Uma espada na mão de um louco é uma coisa perigosa, especialmente um louco como Saul, que estava louco de malícia. No entanto, ele teve uma lança ou um dardo em sua mão, que ele projetou, esforçando-se, assim, para matar a Davi, e não em uma paixão repentina, mas deliberadamente: ferirei Davi na parede com ele, com uma força tão desesperada que ele jogue. Justamente Davi queixam-se de seus inimigos que eles odiavam-lo com um ódio cruel, Salmo 25:19 . Nenhuma vida é considerada muito preciosa para ser sacrificada à maldade. Se um sentimento de gratidão pelo grande serviço que Davi fizera ao público não pudesse suavizar a fúria de Saul, no entanto, pensaria que deveria ter se permitido considerar a bondade que Davi estava fazendo agora, aliviando-o, como ninguém mais poderia, contra O pior dos problemas. Aqueles que estão possuídos com um espírito diabólico que tornam o mal para o bem. Compare Davi com a harpa na mão, com o objetivo de servir a Saul e Saul, com a sua lança na mão, com o objetivo de matar Davi; E observar a mansidão e utilidade das pessoas perseguidas de Deus ea brutalidade e barbaridade de seus perseguidores. Os homens sanguinários odeiam o justo, mas o procuram o seu bem, Pv 29:10 .

 4 . David felizmente evitado o golpe duas vezes (ou seja, agora, e depois, Provérbios 19:10 ); Ele não jogou o dardo em Saul novamente, mas se retirou, não lutando, mas voando para sua própria preservação; Embora tivesse força e coragem suficientes, e cor de direito, para fazer resistência e vingar a lesão, no entanto, ele não fez nada mais do que segurar-se, ao sair do caminho. Davi, sem dúvida, tinha um olhar atento sobre a mão de Saul, e o dardo nele, e fez tão bravamente em correr a partir dele como ele fez ultimamente em correr sobre Golias. No entanto, sua segurança deve ser atribuída ao olho vigilante da providência de Deus sobre ele, salvando seu servo da espada ferindo; E por essa fuga estreita parecia que ele foi projetado para algo extraordinário.(notas Coment. Mathew Henry).


                MAS DEUS ERA COM DAVI 1 SAMUEL 18.12 

            Versículos 12-30 INVEJOSO NÃO PREVALECE


Saul tinha, na verdade, proclamado guerra com Davi. Começou com hostilidade aberta quando lhe lançou o dardo. Agora estamos aqui contados como sua inimizade prosseguiu, e como David recebeu os ataques dele. “O restante do capítulo 18 de 1 Samuel mostra quão prejudicial se tornou a inveja de Saul sobre Davi. Esse sentimento o levou a toda sorte de desvios e artifícios, mas nenhum deles funcionou. As próprias coisas que ele temia em Davi se tornaram cada vez mais evidentes! A inveja gera uma série de emoções negativas: baixa autoestima, ódio, suspeita, medo, culpa e ira. Saul tinha medo de Davi, como o capítulo menciona várias vezes. Ele pode ter sentido medo de perder sua posição real ou medo de que Davi se tornasse o herói absoluto de Israel. Mas sua principal fonte de medo era ‘porque o Senhor era com [Davi] e Se tinha retirado de Saul’ (1Sm 18:12).”

I. Veja como Saul expressou sua malícia contra Davi.

 1. Ele estava com medo dele, 1 Samuel 18:12 . Talvez ele fingisse ter medo de que Davi se fizesse mal, para forçar seu caminho até a coroa. Aqueles que projetam mal contra os outros estão comumente dispostos a tê-lo pensado que outros desenhar mal contra eles. Mas a retirada de Davi ( 1 Samuel 18:11 ) foi uma clara evidência de que ele estava longe de ser um pensamento tal. No entanto, ele realmente se destacou em êxtase por ele, como Herodes temia a João, Mark 06:20 . Saul sabia que ele havia perdido a presença favorável do próprio Deus, e que Davi a tinha, e por isso o temia. Note, Aqueles são verdadeiramente grandes e para serem reverenciados que têm Deus com eles. Quanto mais sabiamente Davi era o mais Saul temia, 1 Samuel 18:15 , e novamente 1 Samuel 18:29 .

Os homens pensam que o caminho a ser temido é hector e ameaça, o que os faz temer apenas por tolos, mas desprezado pelo sábio e bom; Considerando que a maneira de ser tanto temido e amado, temido por aqueles a quem gostaríamos de ser um terror e amado por aqueles a quem gostaríamos de ser uma delícia, é nos comportar com sabedoria.
 A sabedoria faz o rosto brilhar e comanda respeito. 2. Ele retirou-o tribunal, e deu-lhe um regimento no país, 1 Samuel 18:13 . Ele o fez capitão de mais de mil, para que pudesse estar debaixo de seus olhos, porque odiava a visão dele; E que ele não poderia garantir o interesse dos cortesãos. No entanto, ele o fez de maneira impolínea; por isso deu a David uma oportunidade de insinuou-se com as pessoas, que, portanto, o amavam ( 1 Samuel 18:16 ), porque ele saía e entrava diante deles, isto é, ele presidiu no negócio de seu país, civil, bem como Militares, e têm satisfação universal.

3. Ele moveu a se tomar todas as ocasiões de discutir com os filisteus e envolvê-los ( 1 Samuel 18:17 ), insinuando-lhe que decide que ele faria um bom serviço ao seu príncipe ( sejas filho valoroso para mim ), e um bom serviço ao seu Deus ( lutar as batalhas do Senhor ), e uma bondade consigo mesmo muito, por este meio ele iria qualificar-se para a honra ele projetou ele, o que era para se casar com sua filha mais velha para ele. Isso ele tinha merecido matando Golias, pois foi prometido pelo anúncio para ele que deveria fazer isso exploit ( 1 Samuel 17:25 ); mas David foi tão modesta, para não exigi-lo, e agora, quando Saul proposta, foi com design de maldade com ele, para fazê-lo se aventurar em cima tentativas perigosas, dizendo no seu coração: Que a mão dos filisteus esteja com ele , na esperança de que ele teria algum momento ou outro ser a morte dele; Contudo, como poderia esperar isso quando viu que Deus estava com ele?

 4. Ele fez o que pôde para o provocar à descontentamento e motim, quebrando sua promessa com ele, e dando sua filha para outra quando chegou o momento de que ela deveria ter sido dado a ele, 1 Samuel 18:19 . Esta foi uma grande afronta como ele poderia possivelmente colocar sobre ele, e tocou-lo tanto em sua honra e em seu amor. Ele, portanto, pensava que o ressentimento de Davi sobre ele iria explodir em alguma indecência ou outra, em palavras ou ações, o que poderia lhe dar uma vantagem contra ele para tirá-lo pelo curso da lei. Assim, os homens maus buscam mal. 5. Quando ele estava decepcionado com o seu, ele ofereceu-lhe a sua outra filha (que parece tinha uma bondade segredo por David, 1 Samuel 18:20 ), mas com este projeto, que ela poderia ser uma cilada para ele, 1 Samuel 18 : 21 .
(1) Talvez ele esperava que, mesmo após o seu casamento com Davi, tomar parte com seu pai contra seu marido, e dar-lhe uma oportunidade de fazer Davi uma crueldade. No entanto,
(2) As condições do casamento, ele esperava, seria a sua destruição; Porque (como Saulo parece zeloso contra os filisteus), as condições do casamento devem ser que ele matou 100 filisteus e, como provas de que os mortos foram incircuncisos, ele deve trazer seus prepúcios cortados; Isto seria um justo opróbrio sobre os filisteus, que odiavam a circuncisão como era uma ordenança de Deus; e, talvez, David, ao fazer isso, seria mais exasperar-los contra ele, e torná-los procuram se vingar dele, que era a única coisa que Saul desejado e concebido, muito mais do que ser vingado sobre os filisteus: Para Saul tentava fazer cair a Davi pelos filisteus, 1 Samuel 18:25 . Veja aqui,

 [1.] O que engana os homens maus colocar sobre si mesmos. A consciência de Saul não o permitiria, exceto quando o espírito maligno estivesse realmente sobre ele, apontar para a própria vida de Davi, pois mesmo ele não podia deixar de conceber um horror ao pensar em assassinar uma pessoa tão inocente e excelente; mas ele pensou que para expô-lo intencionalmente aos filisteus tinham nada de ruim nela ( Não diga o meu mão sobre ele, mas a mão dos filisteus ), enquanto que o design maliciosa contra ele era tão verdadeiramente assassinato diante de Deus como se ele tivesse morto Ele com suas próprias mãos.

 [2.] Que fraudes eles colocam no mundo. Saul fingiu extraordinária bondade para David mesmo quando ele destina-se a sua ruína, e foi, na verdade, traçando-lo: serás o meu filho-de-lei, diz que ele ( 1 Samuel 18:21 ), não obstante ele odiava implacavelmente. Talvez David refere-se a isso quando ( Salmo 55:21 ) ele fala de seu inimigo como um cujas palavras foram mais suave do que a manteiga, mas havia guerra no seu coração. É provável que Saulo de empregar seus servos para convencer David a entrar em um tratado de um jogo com sua filha Michal ( 1 Samuel 18:22 ) surgiu a partir de uma apreensão que tanto ele ter enganado a ele sobre sua filha mais velha ( 1 Samuel 18:19 ) Ou a dureza dos termos que ele pretendia agora propor iria fazê-lo recusá-lo.

II. Veja como Davi se comportou quando a maré do desagrado de Saul correu tão alto contra ele.

1. Ele era bem sucedido em todos os seus caminhos. Ele percebeu o ciúme de Saul por ele, o que o fez muito cauteloso e circunspecto em tudo o que ele disse e fez, e cuidadoso para não ofender. Ele não se queixava de medidas duras mais se faz a cabeça de um partido, mas conseguiu todos os assuntos que lhe foram confiados como um que fez o seu negócio para fazer um verdadeiro serviço ao seu rei e país, olhando para que seja o fim de Sua preferência. E então o Senhor estava com ele para dar-lhe sucesso em todas as suas empresas. Embora ele tenha adquirido a má vontade de Saul por ela, ainda assim ele obteve o favor de Deus. Compare isso com o Salmo 101: 2 , onde está a promessa de David, eu vou me comportar com sabedoria; E aquela promessa que aqui realizou; e é a sua oração, O, quando queres vir a mim? E que a oração a Deus aqui responderam: O Senhor estava com ele. No entanto, a fortuna cega pode parecer favorecer os tolos, Deus irá possuir e abençoar aqueles que se comportam com sabedoria.

2. Quando lhe foi proposto ser genro ao rei, ele recebeu uma vez e outra vez a proposta com toda modéstia possível e humildade. Quando Saul propôs sua filha mais velha para ele ( 1 Samuel 18:18 ), ele disse: Quem sou eu, e qual é a minha vida? Quando o cortesão propôs a mais jovem, ele não tomou conhecimento da afronta Saul tinha colocado em cima dele na eliminação da mais velha dele, mas continuou na mesma mente ( 1 Samuel 18:23 ): Acaso é pouca coisa que você seja O genro de um rei, visto que sou um homem pobre e levemente estimado? Sabia que Mical o amava, e no entanto não se ofereceu para melhorar seu interesse em seus afetos para a conquistar sem o consentimento de seu pai, mas esperou até que lhe fosse proposto. E depois ver, (1.) Como altamente ele fala da honra ofereceu-lhe: Para ser filho-de-lei para o rei. Embora seu rei não fosse mais que um novato, em seu original tão mau como ele mesmo, em sua gestão não melhor do que deveria ser, ainda assim, sendo uma cabeça coroada, fala dele e da família real com todo o respeito. Nota, a religião está tão longe de ensinar-nos a ser rude e unmannerly que não nos permite ser assim. Devemos prestar honra a quem honra é devida.

(2.) Como humildemente ele fala de si mesmo: Quem sou eu? Isto não procede de um espírito malvado, abjeto, furtivo, pois quando houve ocasião ele fez parecer que ele tinha um alto senso de honra como a maioria dos homens; nem era de seu ciúme de Saul (embora ele tinha razão suficiente para temer uma cobra sob a grama verde), mas dele verdadeira e profunda humildade: Quem sou eu, um homem pobre e de condição humilde? Davi tinha tanta razão quanto qualquer homem para se valorizar. Ele era de uma antiga e honrada família de Judá, uma pessoa amável, um grande estadista e soldado; Suas realizações foram grandes, pois ele havia conquistado a cabeça de Golias e o coração de Mical. Sabia-se destinado pelos conselhos divinos ao trono de Israel, e ainda, quem sou eu, e qual é a minha vida? Note: Bem, nós nos tornamos, no entanto Deus nos avançou, sempre ter pensamentos baixos de nós mesmos. Aquele que se humilha será exaltado. E, se Davi assim magnificou a honra de ser genro para o rei, como devemos magnificar a honra de ser filhos (não na lei, mas no evangelho) ao Rei dos reis! Eis qual é o amor que o Pai nos concedeu! Quem somos nós para que assim sejamos dignos?

3. Quando o assassinato de 100 filisteus foi feito a condição de se casar a filha de Saul de David ele prontamente fechado com ele ( 1 Samuel 18:26 ): Aprouve David bem estar do filho-de-lei rei nos mesmos termos; e, antes que o tempo dado a ele para a ação tinha expirado, ele dobrou a demanda, e matou 200, 1 Samuel 18:27 . Ele não parecia suspeitar que Saul desenhou sua dor por ele (embora tivesse razão suficiente), mas preferiria agir como se Saul quisesse consultar sua honra e, portanto, assumiu alegremente, como se tornou um valente soldado e um verdadeiro amante , Embora possamos supor que ele se sente desconfortável com Mical. Davi descobriu assim:

 (1) Uma grande confiança na proteção divina. Ele sabia que Deus estava com ele e, portanto, tudo o que Saul esperava, Davi não temeu cair pelos filisteus, embora ele precisasse se expor muito por tal empreendimento.
(2) Um grande zelo pelo bem de seu país, que ele não recusaria qualquer ocasião de fazer serviço, embora com o perigo de sua vida.
(3) Uma noção correta de honra, que consiste não tanto em ser preferida como em merecer ser assim. Davi estava então satisfeito com os pensamentos de ser genro do rei quando encontrou a honra fixada a esse alto preço, sendo mais solícito como mérito do que como obtê-lo; Nem poderia usá-lo com satisfação até que ele tinha ganho.

4. Mesmo depois de casado, ele continuou seus bons serviços a Israel. Quando os chefes dos filisteus começaram a se mover em direção a uma outra guerra David estava pronto para se opor a eles, e se comportou de maneira mais inteligente do que todos os servos de Saul, 1 Samuel 18:30 . A lei dispensado homens de ir para a guerra no primeiro ano depois de se casarem ( Deuteronômio 24: 5 ), mas David amava seu país muito bem para fazer uso dessa dispensação. Muitos que se mostraram à frente para servir ao público quando estiveram em busca de preferência, declinaram-no quando ganharam o seu ponto; Mas Davi agiu de princípios mais generosos.


III. Observe como Deus trouxe bom a Davi do projeto de Saul contra ele. 

1. Saul deu-lhe a sua filha para ser um laço para ele, mas a este respeito que o casamento era uma bondade para ele, que seu ser-filho Saul foi feito o seu sucessor muito menos ímpio, especialmente quando tantos de seus filhos foram mortos com ele, 1 Samuel 31: 2 . 2 . Saul pensou, colocando-o em serviços perigosos, para tê-lo retirado, mas isso mesmo confirmou seu interesse no povo; para os mais ele fez contra os filisteus o melhor que o amava, de modo que seu nome era muito estimado ( 1 Samuel 18:30 ), o que tornaria a sua vinda à coroa mais fácil. Assim Deus faz até mesmo a ira do homem para louvá-lo e serve seus projetos de bondade para o seu próprio povo por ele.(notas coment. Mathew Henry).

Nenhum comentário:

Postar um comentário